22 setembro 2016

[Resenha] À Procura de Alguém - Jennifer Probst

A Procura de Alguém


Sorte nos negócios, azar no amor: essa é a sina de Kate. Aos 28 anos, ela está longe de ter conhecido alguém especial com quem dividir a sua vida. Sua carreira de cupido profissional, por outro lado, vai de vento em popa: todos na pequena cidade de Verily, Nova Iorque, conhecem e admiram a Kinnections, agência de relacionamentos que Kate fundou com suas duas melhores amigas. Até que, um dia, um homem tão lindo quanto furioso entra em sua sala. Slade Montgomery é um advogado de divórcios que não acredita em finais felizes e muito menos em agências de relacionamentos. Para ele, a Kinnections é uma grande farsa, criada para ludibriar pessoas frágeis e ingênuas, como sua irmã. Agora, é uma questão de honra: Kate não vai medir esforços para provar a Slade que seus talentos são legítimos e suas intenções nobres, nem que para isso precise encontrar a namorada ideal para ele. Mas um simples toque vai fazer com que essa tarefa se torne muito mais difícil do que ela poderia conceber...

Kate Seymour, diferente dos casais com finais felizes que forma através da sua agência de relacionamentos, amarga uma longa lista de encontros fracassados com homens que, no final, provaram não ser aquele com quem ela espera compartilhar sua vida. Claro que possuindo um mágico dom de saber, através do toque de suas mãos, aqueles que são predestinados, fica fácil identificar se realmente encontrou sua “cara metade. ”

Frustrada, decide dar um tempo em encontros, apenas resignada a se dedicar aos seus negócios, boas leituras e, claro, ao seu adorável cachorro Robert, um pit bull deficiente adotado. Mas seus sentidos entram em ebulição quando seu dom desperta inesperadamente para indicar um homem completamente improvável para ser o par perfeito de alguém: o cínico e cético advogado de negócios Slade Montgomery.

Por causa da sua profissão e por experiência própria, Slade tem uma única certeza: o amor é uma ilusão criada por tolos que confundem atração sexual com algo mais profundo e duradouro, e isso nada mais é que o caminho mais curto para o sofrimento. O que tem de descrente com relação a sentimentos, tem de superprotetor com a irmã, a única família que tem. Por isso, ao saber que ela está disposta a encontrar um novo amor através de uma agência de relacionamentos, ele imediatamente, para garantir que sua irmã não seja explorada, decide se inscrever também para acompanhar isso de perto, propondo a Kate um desafio: encontrar o par perfeito para ele. 

O que ele não espera, é que todas as mulheres que lhe são apresentadas sejam ofuscadas por Kate e o desejo intenso que ela desperta nele; uma atração tão grande que nem ele sabe ao menos nomear o que é. Além disso, o descrente advogado não esperava encontrar nela uma adversária à altura, com uma personalidade vibrante que não hesita em enfrentá-lo. 

“Kate fazia o corpo dele tremer de dentro para fora, e agora ele estava amarrado na essência dela.”

Quanto à Kate, ela tenta fugir a todo custo dessa atração magnética, nem que para isso tenha que fugir do destino que o seu dom, sempre infalível, lhe mostra. Afinal, como se entregar a alguém que deixou claro que só o sexo lhe interessa, e nada mais? Dessa forma, a única solução é se empenhar em encontrar que o faça se interessar e assim afastar essa grande tentação para longe dela.

Você acha que sabe tudo o que eu preciso e desejo. Então prova. Me mostra a mulher que vai me fazer desistir de você sem me arrepender.”

Assim, os dois iniciam um relacionamento impulsionado pela negação e o desejo, que acaba se intensificando a cada toque e beijo que ambos trocam sem resistir à proximidade um do outro. E quando os sentimentos acabam se intensificando além da atração física, só restam duas opções: fugir dos sentimentos ou se entregar completamente.


Esse romance vale bem o ditado “nunca julgue um livro pela capa”. Eu não gostei, achei as capas originais muito mais bonitas, mas decidi dar uma chance pela autora, que é uma das minhas queridinhas. Resumindo: me diverti lendo e acabei gostando muito da história e dos personagens.

capa original
Katé é uma personagem que soube contornar suas próprias limitações e ainda ter uma personalidade bem cativante; permanecendo firme nos seus ideais, não mudou suas convicções para conquistar alguém, ao contrário: fez questão de mostrar que o amor é essencial sim, em todos os sentidos.

Sobre Slade, a autora soube evoluir muito o personagem, ele acabou se revelando alguém cheio de sentimentos, cheio de humanidade, que ao final te conquista e torce para que ele deixe seus medos e concepções de lado.

Sobre Robert (sim, vou falar do cachorro), eu amei saber que ela se inspirou em uma história real, colocando esse ser tão especial para dar aquele toque de fofura no livro e, ao mesmo tempo, conscientizar as pessoas que toda a vida deve ser valorizada e respeitada.

Mas enfim, é um romance com aquela “pegada” hot, toques de humor e romance. Aguardando ansiosa pela publicação dos livros das demais personagens da trama.


Compartilhe!

Postar um comentário





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei