[Resenha] Fração de Segundo - Kasie West


Fração de Segundo
Livro 2
Kasie West
Skoob | Editora | Compre 
Por causa de sua habilidade paranormal, Addie é capaz de Investigar seu futuro sempre que se depara com uma escolha, mas isso não torna sua realidade mais fácil. Depois de ser usada pelo namorado e traída por Laila, sua melhor amiga, ela não hesita em passar as férias com o pai no mundo Normal. Lá ela conhece Trevor, um garoto incrivelmente familiar. Se até pouco tempo ele era um estranho, por que o coração de Addie acelera toda vez que o vê?Enquanto isso, Laila guarda um grande segredo: ela pode Restaurar as memórias de Addie - só falta aprender como. Muita gente poderosa não quer que isso aconteça, e a única pessoa que pode ajudar Laila é Connor, um bad boy que não parece muito disposto a colaborar. Como ela vai ajudar a amiga a alcançar o futuro feliz que merece.
"Ele mal me conhece. A ideia me deixa arrasada. Porque eu o conhecia. Sabia tudo ao seu respeito. Do sorriso fácil a como sua mão deslizava pelo papel quando ele desenhava. O timbre de sua voz, o tom exato da cor de seus olhos, a sensação de sua respiração em meu rosto. E as lembranças eram tão reais quanto ele."
Nesse livro, a Addison está de volta e surpresa: seus poderes vem crescendo e sua habilidade está expandindo. Ela agora consegue manipular o tempo a sua volta, desacelerando-o. Depois dos acontecimentos previstos no último livro,  ela teve que escolher, infelizmente, entre o Trevor ou sua melhor amiga.


Com suas lembranças apagadas, Addison não entende porque Trevor parece ser tão familiar e porque se sente tão bem perto dele, como se o conhecesse melhor do que realmente o faz. E o Trevor, por sua vez, nota que Addison tem algo de diferente, algo especial. Logo, ele começa a desconfiar que ela possui algum tipo de habilidade, ainda mais depois de saber que ela faz parte da mesma escola que Duke – o mesmo garoto que o fez machucar o ombro e pôs fim a sua carreira de atleta.

Temos uma participação maior de Laila – melhor amiga de Addison – e o livro intercala capítulos entre ambas – ao contrário do primeiro livro, que intercalava os destinos que Addison poderia (ou não) viver.
"- Já fez alguma coisa idiota?
- Hoje? Ou na vida?
Eu ri.
- Isso significa que sim?
- Todos nós já fizemos, não?"
[COMEÇO DO MOMENTO DESABAFO] Como sempre a Laila me irrita horrores. Meu Deus, essa menina me frustra demais, gente! Vontade de bater a cabeça dela numa parede de concreto de vez em quando, viu? [FIM DO MOMENTO DESABAFO].

Addison antes de pedir que Laila apagasse suas lembranças de sua vida no mundo Normal, pede que Laila guarde uma carta, que ela própria escreveu para si mesma, avisando que Laila teria que apagar uma lembrança importante, mas que ela deveria treinar restauração de memórias, para que futuramente, essa lembrança pudesse ser restaurada e ela pudesse cumprir uma promessa para uma pessoa especial.
"A maioria dos meus arrependimentos tem a ver com coisas que deixei de fazer, não com as que fiz."
Nesse livro, nós ficamos uma boa parte do tempo com o coração na mão, torcendo para que um milagre aconteça e Addison se lembre logo ou que a Laila consiga aperfeiçoar sua habilidade de uma vez, no entanto o tempo está contra elas e Trevor pode acabar seguindo por um destino muito diferente e distante do de Addison.

Para complicar tudo, o Complexo Paranormal começa a agir de forma estranha, eles parecem desconfiar de alguma coisa e não deixarão Addison escapar por entre seus dedos assim tão facilmente.


Esse livro me surpreendeu, mas eu não esperava menos da escrita da Kassie West. Esse livro veio com uma pegada mais dinâmica conforme a capacidade delas vão se desenvolvendo, então a ação é mais presente nesse livro, o que fez a leitura fluir bem, e ser muito rápida. 

Os capítulos alternados entre Addie e Laila trazem duas perspectivas interessantes e distintas para a narrativa, além de que em cada capítulo tem uma ligação para o próximo, atiçando a curiosidade do leitor com o que está por vir. 

Enfim, foi um final conciso com a história, algumas pontas não foram amarradas tão bem, mas não prejudica de uma forma tão forte a classificação. 

Muitas surpresas aguardam os leitores nessa continuação de Encruzilhada, mostrando que nem todos são tão bons ou maus quanto parecem e que a verdade é apenas uma questão de perspectiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...