17 julho 2016

[Resenha] Os Segredos de Colin - Julia Quinn

Os Segredos de Colin Bridgerton
Os Bridgertons 4

Resenha Livro 01,02,03

Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres.
Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade.
Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum.
Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente.
No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz.



Neste quarto livro da série Os Bridgertons, a autora nos apresenta Colin, o terceiro filho cujo espírito aventureiro o faz estar viajando sempre pelo mundo em busca de novos lugares para conhecer.

Aos trinta e três anos, Colin foge das tentativas de sua mãe de casá-lo com uma boa moça, da mesma forma que anseia pelo conhecimento de novos mundos. Acabando de voltar de viagem, vê-se, como sempre, um alvo para o matrimônio, já que na sua idade algumas pessoas pensam que deve se estabelecer e formar uma família. Mas ele guarda seu coração da mesma forma que guarda seu segredo: seus diários de viagem, nos quais ele expressa todas as aventuras e sensações vividas. No entanto, uma velha amiga da família, a quem ele considerou praticamente como uma irmã, passa a lhe despertar sentimentos inesperados: a adorável Penelope Featherington.
Colin não sabia quando acontecera ou se alguém além dele se dera conta disso, mas Penelope Featherington não era a mesma mulher que ele conhecia. (...)
Ou talvez tivesse sido ele quem havia mudado.
O que o fazia sentir-se ainda pior, porque se fosse esse o caso, isso significaria que Penelope era interessante, encantadora e beijável há anos e ele não tivera a maturidade necessária para percebê-lo.

Penelope Featherington sempre foi considerada o patinho feio da sociedade. Apaixonada desde os 16 anos por Colin, nunca alimentou grandes esperanças de um dia vir a se casar com alguém tão bonito e de uma personalidade tão vibrante. Afinal, sempre foi apontada como uma jovem desengonçada acima do peso, que ainda por cima deixava-se vestir pela mãe de uma forma totalmente inadequada para seu tipo físico. Mas mesmo tendo perdido peso e aprendido a se vestir, os anos se passaram e ela continuou sendo vista como uma pessoa sem graça — na verdade, ela se fazia se sentir assim —, e aos 28 anos leva o título de solteirona.

Após a volta de Colin de uma de suas viagens, os dois passam a ficar mais juntos através de um desafio lançado: a descoberta da verdadeira identidade de Lady Whistledown, a colunista que sempre tem algo a dizer sobre os membros da sociedade londrina. E que nos deixa curiosa esse o começo da série.

Essa proximidade entre os dois faz nascer em Colin determinados anseios que ele nunca imaginava sentir. Pois se tratava da boa e velha Penelope, que sempre esteve presente em sua vida e não lhe despertava o mínimo interesse até o momento. Mas ela o atrai com a mesma intensidade que o deixa cheio de desejo e confuso.

– Quando foi que comecei a precisar tanto de você? – sussurrou Colin, encostando a ponta do nariz no dela.
Já Penelope vê, nesse súbito interesse de Colin, uma pequena chama nascer dentro de si, com a possibilidade de finalmente ter o homem que ama ao seu lado, justamente quando havia desistido de viver seu sonho de construir uma família ao lado dela, e até pensar na possibilidade de aceitar o pedido de qualquer pessoa. Mas Colin faz essa pequena chama aumentar até consumi-la no desejo de ficar com ele.
– (...) Agora parece bobagem, mas tive tanto medo de que você não fosse o homem perfeito dos meus sonhos...
– Ninguém é perfeito – retrucou ele, baixinho.
– Eu sei. – Ela chegou para a frente e lhe deu um beijo impulsivo no rosto. – Você é o homem imperfeito do meu coração, e isso é até melhor.

Mais um personagem da família Bridgerton e mais um casal que amamos. Julia caracteriza muito bem os personagens, tanto que o leitor que acompanha essa família já se sente parte dela.

Já conhecíamos Penelope de histórias anteriores, e percebe-se como ela desabrochou ao longo dos anos, a ponto de conquistar para si o que tanto seu coração almejou. Nesse livro ela deixa de ser coadjuvante e passar a ser a protagonista, para nós e para o Colin. Ele demorou a ver o que estava diante de si o tempo todo, mas quando ele finalmente enxerga, age com paixão e um amor que ele ainda desconhece, apesar de estar confuso, guia seus atos para defendê-la sempre.

Nesse livro finalmente conhecemos a identidade de Lady Whistledown, com a ajuda de Penelope e Colin, e as especulações sobre quem era deu mais vida à história, pois o livro não ficou monótono, girando apenas em torno do casal. Como sempre, nos envolvemos com todos os personagens.

Julia Quinn, sem dúvida, sabe escrever um bom romance e trazer à realidade os seus personagens, opção certa para quem ama romances de época.


Compartilhe!

5 comentários :

  1. Oii Lud, como vai?
    Por mais que sua resenha tenha ficado realmente muito boa e maravilhosa, a série em si não desperta muito meu interesse, com isso eu terei que pular a dica. Mas, fico contente que tenha gostado da obra.
    Beijinhoss

    ResponderExcluir
  2. Estou morrendo de vontade de ler essa série, a cada resenha que leio aumenta ainda mais!
    Estou esperando chegar a Bienal para comprar, até lá tenho que me segurar. hahaha
    Tomara que tenha preços bons!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oie
    muito legal a resenha, não sou fã desse tipo de livro mas mesmo assim parece ser uma leitura muito interessante para quem gosta e sempre ouço elogios sobre a autora

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. OOOi
    Confesso que não curto romances de época, mas tenho muuuita vontade de ler essa série, a cada resenha que leio de livros dela minha vontade só aumenta!! Espero um ter a oportunidade lê-la em breve.

    Beijoos
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Eu sou completamente apaixonada por essa série e sem sombra de dúvidas esse livro é o meu preferido!
    Sou completamente apaixonada pelo Colin.
    A Escrita da Julia é única! <3

    Sua resenha está demais, parabens.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei