04 junho 2016

[Resenha] A Maldição do Vencedor - Marie Rutkoski

A Maldição do Vencedor
Trilogia do Vencedor # 1
Marie Rutkoski


Kestrel quer ser dona do próprio destino. Alistar-se no Exército ou casar-se não fazem parte dos seus planos. Contrariando as vontades do pai - o poderoso general de Valória, reconhecido por liderar batalhas e conquistar outros povos -, a jovem insiste em sua rebeldia. Ironicamente, na busca pela própria liberdade, Kestrel acaba comprando um escravo em um leilão. O valor da compra chega a ser escandaloso, e mal sabe ela que esse ato impensado lhe custará muito mais do que moedas valorianas. O mistério em torno do escravo é hipnotizante. Os olhos de Arin escondem segredos profundos que, aos poucos, começam a emergir, mas há sempre algo que impede Kestrel de tocá-los. Dois povos inimigos, a guerra iminente e uma atração proibida... As origens que separam Kestrel de Arin são as mesmas que os obrigarão a lutarem juntos, mas por razões opostas. A Maldição do Vencedor é um verdadeiro triunfo lírico no universo das narrativas fantásticas. Com sua escrita poderosa, Marie Rutkoski constrói um épico de beleza indômita. Em um mundo dividido entre o desejo e a escolha, o dominador e o dominado, a razão e a emoção, de que lado você permanecerá?





Kestrel é uma garota de dezessete anos, filha do poderoso gerenal valoriano Trajan. Apenas uma garota que deseja a liberdade de fazer suas próprias escolhas. Entretanto, seu destino não lhe pertence. O general espera que ela se torne um soldado do seu exército. Isso, ou a opção de se casar quando completar vinte anos. 

Em um passeio na cidade com sua amiga Jess, Kestrel acaba participando de um leilão, e arrematando por uma quantia exorbitante, um escravo herrani: Arin. 

"Não é isso que as histórias fazem? Transformam coisas reais em falsas e coisas falsas em reais?"

Os herranis são um dos povos conquistados e escravizados pelos valorianos durante sua colonização, que ficou conhecida na história como A Guerra de Herran. Os valorianos, eram selvagens e sem cultura alguma. Os herranis, um povo belo e rico, possuiam total domínio do mar, donos de uma marinha sofisticada, mas que preferiram uma vida de escravidão à morte.

Arin é um herrani misterioso e orgulhoso, e parece também guardar muitos segredos, o que deixa Kestrel cada vez mais intrigada sobre ele. Kestrel também não é nada do que Arin esperava de uma valoriana. Os dois ainda têm uma paixão em comum: a música. Durante o leilão, o leiloeiro revelou que Arin sabia cantar. Esse foi o principal motivo que levou Kestrel a arrematar o escravo.

"As vezes, às margens do sono, ele acreditava ouvir música"

Mesmo de mundos tão completamente diferentes e passando por cima de receios tão profundamente enraizados, eles acabam construindo uma cumplicidade e uma amizade sincera. E óbvio, entre passeios e partidas de Morder e Picar, eles acabam se apaixonando. Contudo, Arin é inteligente e sabe que sua lealdade deve permanecer com seu povo, e acima dos anseios do seu coração. 

"Arin sorriu. Era um sorriso sincero, que mostrou a ela que todos os outros tinham sido falsos."

A trama apresenta muitos aspectos dramáticos. É doloroso ver um herrani ser um mero serviçal dentro do que um dia havia sido sua casa, seu lar. Achei isso um dos melhores pontos abordados na história. Você consegue sentir toda a raiva e a angustia quando um herrani é obrigado a servir ou freqüentar as propriedades construídas pelo seu próprio povo, e que lhes foram tomadas com tanta brutalidade.

Para mim, não há nenhuma linha sutil entre o bem e o mal nesse livro. De um lado, existe um povo que em busca de superioridade e por motivos gananciosos, massacraram e escravizaram um continente inteiro. Do outro, aqueles que tiveram as vidas roubadas e toda sua herança e cultura jogadas no lixo. Não posso condenar um povo que deseja simplesmente ter sua terra e sua liberdade de volta. Para mim, ficou claro, quem eram os vilões e os heróis da história.

"- O deus das mentiras. O deus herrani. Os valorianos não têm deuses, você sabe.
- Claro que vocês não têm deuses. Vocês não têm alma."

Kestrel foi uma personagem surpreendente. E a maneira como sua mente funciona é um dos pontos mais interessantes da trama. Uma verdadeira estrategista, sempre um passo à frente; a que escolhe as peças certas para vencer!

O baile de Primeiro Inverno é o divisor de águas na leitura, dando uma nova luz aos acontecimentos. Cruzaremos cenas de batalhas e estratégias de guerra, onde alianças precisarão ser feitas. De que lado Kestrel e Arin ficarão? Eles poderão abrir mão de tudo? Em meio a intrigas, violência e uma nova revolução, o amor ainda conseguirá vencer?



A narrativa é poética e fluida. Os capítulos são curtos e você realmente não consegue parar de ler. É um universo cheio de potencial, com seus conflitos políticos e sua sociedade aristocrática. O romance não é o foco, mas foi bem construído em sua simplicidade.

Marie Rutkoski criou um mundo envolvente e imprevisível. Poderia ter sido apenas mais um clichê, se ela não tivesse sido tão engenhosa ao escrevê-lo. 

Estou ansiosa para ver como as novas peças desse jogo irão se mover, e, quem de fato sairá vencedor, na guerra de um mundo e corações divididos.

"Não havia música após a morte.
Ela decidiu viver."

Compartilhe!

21 comentários :

  1. Acho q eh bem meu tipinho de livro, mas vou esperar mais livros serem publicados pea pessoa bao enlouquecer com a continuaçao.

    Otima dica ;)

    ResponderExcluir
  2. Tem uma coisa que me chamou bastante atenção "baile de inverno" adoro quando autores colocando algo para deixar a leitura charmosa, mas por outro lado é um livro que não sei iria curtir.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Helana!
      Também adoro!<333
      beijinhos *-*

      Excluir
  3. Olá, Daiana!
    Uau adorei a premissa deste livro! Parece ser uma estória ótima e muito interessante. Sua resenha me deu mais vontade de ler haha Adorei! Quero!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você goste Nathália!Corre para ler :D
      <3333
      beijinhos *-*

      Excluir
  4. Ola lindona gostei muito da premissa do livro, saindo do usual com um enredo bem diferente, fiquei curiosa com o segredo do escravo e essa luta que irá travar entre lealdade e o amor. Não conhecia o livro, dica mais que anotada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você possa ler em breve Joyce!
      O segundo livro será lançado em agosto!
      Beijos!

      Excluir
  5. Adorei a dica, a premissa me agradou, paece ótimo. Vou esperar a continuação,pq sou ansiosa e então começo essa série. Amei a resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O segundo lança na Bienal Dany!
      Você vai amar!
      Beijos!

      Excluir
  6. Oi, Daiana
    Adorei sua resenha positiva sobre o livro. Tenho vontade de ler e saber dessa narrativa poética e esses tons dramáticos me deixou ainda mais curiosa.
    O desenvolvimento parece realmente que iria me agradar.
    Gostei muito de ver sua opinião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leticia!
      Corre para ler! Impossível não amar!
      Beijos!

      Excluir
  7. Ola Daiana, que livro intenso, eu tinha visto a capa dele nas redes sociais mas não imaginava uma história tão instigante depois de ler a sua resenha. Quero ler o quanto antes. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não imaginava Danielle! Pensei que seria mais um romance clichê. Me enganei totalmente. Leia, leia o quanto antes! E espero que goste tanto quanto eu gostei!
      Beijos!

      Excluir
  8. Oi Daiana, Outro dia vi esse livro mais não tinha me chamado a atenção, mas lendo sua resenha me pareceu um tanto interessante! Gosto de temas diferentes, fiquei bem curiosa para ler ele! :)
    Linda sua resenha!
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ler sem medo. Tenho certeza que vai se apaixonar também!
      Beijos

      Excluir
  9. Olá... Daiana, tudo bem??
    Não conhecia esse livro e fiquei completamente encantada pelo enredo, fora essa capa linda... como nunca tinha a visto antes gente! Gostei demais de sua resenha e a maneira como apresentou a história... parece algo forte e intenso, que nos prende até o fim... gostei mesmo!!! Xero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diana!Obrigada *-*
      Corre para ler!Foi uma introdução incrível da Marie. Impossível não se encantar pela história.
      Beijos!

      Excluir
  10. Oie Daiana.
    Ainda não conhecia esse livro e seu comentário sobre ele me fez ficar apaixonada. Dica anotada!!!
    Parece ser bem intenso e sem contar que adoro esse clima de romance, mesmo não sendo o foco principal.
    Adorei!!! Bjo

    ResponderExcluir
  11. Olá Daiana,
    Resenha incrível! Amei o blog, muito lindo. Minha vontade de ler o livro aumentou consideravelmente... parabéns...bjo
    www.blogleituravirtual.com/

    ResponderExcluir
  12. Tudo que preciso... Um livro em que a mocinha seja notavelmente inteligente e esperta

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei