[Resenha] Marcados Para Sempre - Helena Hunting

Marcados Para Sempre
À Flor Da Pele # 02
Helena Hunting


Depois de perder Tenley, o tatuador Hayden Stryker volta a ser atormentado por seu passado traumático, e suas noites são tumultuadas por pesadelos sobre a morte dos pais. A única maneira que encontra para ficar em paz é indo atrás da mulher que ama. Tenley acha que não merece uma segunda chance, mas precisa deixar de lado toda a culpa que sente, se quiser um futuro com Hayden. Apesar da intensa atração física, os dois têm que lutar para esquecer o passado e reconstruir sua relação, ainda tão frágil. Nesta continuação de À flor da pele, Hayden e Tenley precisam ultrapassar enormes barreiras emocionais e encontrar na vida o mesmo tipo de sintonia perfeita que têm na cama. Marcados para sempre é a emocionante história de dois jovens desesperados para dar e receber amor, mas com medo das marcas que esse tipo de sentimento pode deixar.

Marcados para Sempre nos dá o desfecho da história entre Hayden e Tenley. O livro anterior terminou com a partida de Tenley, que ainda tem em si o peso do passado que ela ainda não soube contornar. Isso traz consequências horríveis para Hayden: o abandono “quebra” algo dentro dele, tornando-o emocionalmente frágil.

Mas a distância traz resoluções: Tenley se dá conta de que não pode mais ser dominada pelo sofrimento. O tempo que ela passou longe de tudo lhe deu o vislumbre de que pode tentar superar a tragédia e ser feliz ao lado de alguém. Pela primeira vez, ela sente a necessidade de quebrar as correntes que a prendem ao sofrimento. Mas enquanto isso se converte em algo, pode-se dizer, positivo para ela, não acontece o mesmo com Hayden.

"A cada pedacinho do meu passado que eu libertava, eu me sentia mais capaz de aceitar o futuro."

Os fantasmas que assombram o interior dele reaparecem com força total. Hayden vê, na partida de Tenley, a prova de que não é merecedor dela e da felicidade que ela traz para sua vida. É como se a vida lhe cobrasse pelos erros que cometeu. E esse sentimento nos apresenta um personagem inseguro, bem diferente do homem seguro de si com pose de bad boy que conhecemos no livro anterior.

Tenley havia encontrado um caminho por entre as fendas da minha armadura e a estilhaçado. Eu queria ter o mesmo efeito sobre ela.

Na volta de Tenley, os dois vão ter que aprender juntos a confiar mais; entender que, quando se apaixona por alguém, não pode haver mais segredos que impeçam a entrega total. E, acima de tudo, vão ter que exteriorizar os medos que o passado joga em cima do presente e do futuro dos dois, em um relacionamento baseado em uma confiança que também tem que ser solidificada. Só uma coisa fica clara diante de tudo que os dois têm que superar: não podem mais viver um longe do outro.

Nesse ponto, estávamos marcados um pelo outro. Ia muito além da tinta ou da pele. Ia diretamente na alma.
Nesta vida, pelo tempo que durasse, seríamos a armadura um do outro.



O livro nos apresenta uma carga emocional muito grande, pois ambos os personagens carregam traumas chocantes.

Hayden, como disse anteriormente, apresenta uma fragilidade muito grande diante da perspectiva de mais uma perda em sua vida. Pode ser a primeira mulher que ele amou, mas ele sente que a entrega é muito verdadeira, a ponto de se deprimir e deixar que seus medos aflorem. Isso também desencadeia que ele passe a procurar justiça pela tragédia do seu passado, o que acaba conseguindo. Ao longo da história, vemos o Hayden anterior voltar à vida, na certeza de que pode começar um relacionamento firme e duradouro com Tenley.

E tenho que comentar: ele é o namorado perfeito! Apaixonei-me por ele desde o primeiro livro.

No início desse segundo livro, considerei Tenley covarde. Afinal, ela tinha alguém que a apoiava incondicionalmente, paciente, esperava o tempo dela, e o que faz: deixa-se ser arrastada mais uma vez por um mar de sofrimento por uma pessoa que foi seu algoz. Quando ela decide voltar, esperava que houvesse uma resistência maior por parte do Hayden, mas, mesmo não havendo, gostei como os dois reconstroem o relacionamento, à medida que também vão se reconstruindo emocionalmente.

Eu queria um epílogo. Muito, muito mesmo! Senti falta daquele clássico “anos depois”, afinal, os dois tinham tanto a superar, mereciam um pouquinho mais de história. Quando vi uma sequência da história entre os dois livros e após o livro dois - Between the Cracks (Clipped Wings #1.5), Between the Cracks (Clipped Wings #1.5), mas ambos contam a história de Chris, o tatuador amigo de Hayden. Mas me dei por satisfeita ao descobrir um capítulo no site da autora, mostrando a vida do casal alguns anos, intitulado There is No Greater Love Than Creation. Para quem quiser um pouquinho mais do casal: Aqui


13 comentários:

  1. Ah, já me encantei por esse livro só de ler s sinopse e ver essa capa linda. Fiquei bem curiosa sobre a história e os personagens, ainda mais depois de ler sua resenha tão empolgada. É uma pena não ter epílogo, porque a gente sempre fica esperando para ver como tudo finalizou mesmo depois de algum tempo.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Olá Luci!!!
    Nossa que capa linda e que série fofa e ao mesmo tempo cheia de superações. Amo livros assim, pois acaba me tocando de uma forma :3
    Acho que se for ler vou me apaixonar e entendo isso de quando queremos saber mais, pois isso ocorre quando quero saber mais sobre algum livro que gosto muito :3
    Gostei da resenha demais.
    Abraços!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Confesso que não conhecia essa série, fiquei bastante curiosa! Adoro livros com carga emocional forte! Sem falar que é impossível resistir a um mocinho perfeito!!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    Já tinha visto a capa do primeiro livro, e achei muito bonita, mas não me interessei tanto. Mas vendo a resenha do segundo volume parece aqueles romances bem dramático, onde os mocinhos lutam contra traumas para encontrar a felicidade. O que me chamou atenção foi o fato de você o achar o namorado perfeito, fiquei curiosa para conhecer.haha

    beijos
    http://chalecult.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho curiosidade em conhecer essa série, mas morro de medo de ser mais do mesmo e essa tal carga dramática também me afasta um pouco, estou dando preferência por leituras mais alto astral... nada de sofrência na minha vida... kkkkkk

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Sinopse bem legal! Fiquei curioso! Eu sempre costumo falar que não é meu estilo de leitura, mas acontece que eu sempre me surpreendo com alguns livros! Adorei a resenha!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Luci lindona estou doida para ler os dois livros, comecei a ler e acabei não continuando, mas com certeza vou ler amo personagens com cargas emocionais, pois se o autora trabalhar bem cada drama, o leitor se envolve sente as dores e superações dos personagens. Capa linda amei a resenha. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  8. Nossa!! Não gostei nadinha da capa rrsrs.
    mas gostei da sinopse e sua resenha tmb foi caprichada.
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi, olha eu não gosto muito do estilo sabe, nunca li nenhum deles, apesar de a sua resenha estar linda, essa eu passo....

    bjs

    ResponderExcluir
  10. Oh Meu Deus!! Esse livro <3 tava louca atrás da continuação, gostei muito do primeiro, tomara que o segundo não me decepcione.. Ansiosa demais pra ler! Parabéns pela resenha meu bem 😘

    ResponderExcluir
  11. Olá!!

    Eu não curto muito o gênero mas sua resenha despertou meu interesse.
    Gosto quando o livro traz essa carga emocional grande e os personagens trazem feridas passadas. Realmente fiquei curiosa pra saber mais.

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá! Já conhecia esse livro e tinha ficado interessada nele, tenho curiosidade em ler. Tenho como referência outros livros da editora com livros parecidos e isso me deixa empolgada em ler esse livro. Mais um que está na minha lista de leituras para 2016.

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Adoro histórias que cativam tanto o leitor. Deu para perceber que você gostou bastante da narrativa.
    Pena que não tem epílogo, sempre queremos saber mais da história.
    Parabéns pela resenha
    beijos

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...