[Resenha] Anna e o Homem das Andorinhas - Gavriel Savit



Anna e o Homem das Andorinhas
Gavriel Savit
Fábrica 231 (Rocco)

Skoob | Compre | Editora

Cracóvia, 1939. Anna tem apenas sete anos quando seu pai, professor de linguística, é levado por soldados alemães. Ela então encontra o homem das andorinhas, uma figura misteriosa que, assim como seu pai, é capaz de se comunicar em vários idiomas, até na língua dos pássaros. Sem nada a perder, a garota decide segui-lo. Mas num mundo em guerra, tudo se prova muito perigoso. Até o homem das andorinhas.


"Os homens que tentam entender o mundo sem a ajuda das crianças são como homens que tentam fazer pão sem a ajuda do fermento."
Eu amo livros históricos que abordam o nazismo. Em sua grande maioria, são sempre livros onde podemos não só viajar, mas aprender e não apenas sobre a história, mas sobre o homem e até onde ele está disposto a chegar para alcançar um objetivo.

O ano é 1939. Anna é uma menina inteligente demais para sua idade e considerada pela maior parte dos adultos que conhece como um prodígio. É esperta demais e entende as coisas muito rapidamente, sem necessidade de grandes explicações. Aos sete anos já falava não apenas alemão, mas também russo, francês e inglês, além de ter algum conhecimento também em iídiche, ucraniano, armênico e romani. Com um pai professor de linguística, era apenas natural que a menina se interessasse tanto em aprender cada vez mais. Anna aprendeu logo cedo, que a linguagem não se tratava apenas de um meio de comunicação entre as pessoas, mas uma forma de se transformar em quem quisesse e ser qualquer um.
"Por tudo que entendia, essa era a Maneira das Coisas. O que era sabido não permanecia; o que se esperava, desaparecia."
Quando a Polônia é ocupada, o mundo de Anna é abalado por completo e tudo que conhece é alterado para sempre. É deixada aos cuidados de um amigo do pai, que em pouco tempo, logo se percebe que está desaparecido. Para sempre. Com a guerra se instaurando nas ruas da Cracóvia, junto ao medo e a apreensão crescente, Anna logo é deixada de lado pelo suposto amigo do pai (aquele bastardo! Desculpem, mas é a mais pura verdade) quando se percebe que ele não vai mais voltar. A verdade é que dificilmente alguém iria querer se envolver com uma criança de alguém que foi marcado e pego pelos oficiais alemães. Alguém marcado para morrer.
"... mas a guerra, ela aprendeu, era muito parecida com o mau tempo - se estivesse a caminho, era melhor não ser pega do lado de fora."
Depois de passar horas sentada na porta do apartamento, ela decide voltar à porta da farmácia, onde o amigo do pai trabalhava para esperar por ele e é onde encontra o Homem das andorinhas. Um homem sem nome e misterioso que aparentemente sabia falar várias línguas, inclusive a das andorinhas. Após conversarem, a menina mostra ser fluente em várias línguas, exceto a de pássaro, encantando-o e os dois começam a trilhar um difícil caminho juntos em meio a dor, a guerra e a perda.
"Ouça-me, se alguma vez você duvidar de que tenha alguma coisa boa ou confortante na qual queira se apoiar, então é melhor assumir que não tem."
Uma das coisas que gostei nesse livro é que ele tem uma certa cadencia suave e ao mesmo tempo com aspectos muito realistas (como a perseguição aos judeus e a crueldade das pessoas, que não queriam simplesmente tirar a vida de outras, mas humilhá-las e tirar toda sua dignidade). 

Há uma parte em que um homem é ferido e usado como motivo de chacota e a Anna, ainda tão jovem, não entende o que se passa e pergunta porque os soldados estavam rindo com tanto prazer daquele homem que estava ali, obviamente sofrendo e ferido diante deles e antes que o pai se manisfeste, o soldado responde que "aquilo" não era um homem. É um judeu. Isso partiu meu coração. 

A verdade é que o ser humano tem tanto potencial para o bem quanto para o mal e esse livro nos traz exatamente isso. O bom e o mal que existe dentro de cada um de nós. Mas também nos trás esperança.
"Quem seria este milagre alto?"
Espero que vocês o amem também.
Aqui temos um vídeo onde o autor conta um pouquinho sobre a história também: 


E tem promoção no ar ... Quer ganhar o exemplar do livro ?

CURTA E COMPARTILHE a postagem  https://goo.gl/EHuZH4

e preencha o formulário.


43 comentários:

  1. Oi Amanda, tudo bem?
    Primeiro, não conhecia esse livro, infelizmente. E depois de ler sua resenha fiquei mega curiosa para conferir. Sem contar que também gostei da capa,achei bem sutil. Eu também amo livros históricos e que abordam o nazismo, por isso me interessei na hora. Muito obrigada por essa dica, que com certeza é valiosa ;)
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fer *-*
      Bem sutil mesmo e muito fofa também, né? Kk
      Leia sim, é muito bom (ele, A menina que roubava livros, Criança 44. Amo muito).
      Beijos s2

      Excluir
  2. Tem como não amar livros com essa tematica ? Com a resenha fiquei aind amais curiosa ....agr sópreciso que a sorte colabore muitooo comigo ! Obrigada pela dica e pelo sorteio incrivel !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, Karina!
      Verdade, não tem como não amar. Espero que goste do livro e boa sorte no sorteio ;)

      Excluir
  3. Oi, Lud! Acho que você não sabe, mas as donas aqui da Caverna sou eu, a Carol, e a Leeh da tradução hahaha eu ainda não conhecia esse livro, mas também adoro histórias nazistas, então com certeza fiquei mais que curiosa pra ler!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "Se eu morrer antes de você", vem conferir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA não sabiaaa que eram vcs!! Apaixonada pelo Bangela !!! <3 <3

      Excluir
  4. Oie. Eu tenho esse livro na minha listinha de livros a serem lidos e acredito que ele vai me cativar, assim como cativou você. Eu ia destacar os quots que mais gostei desses que você mencionou, mas percebi que todos me chamaram muita atenção, passam uma dor, uma reflexão. Acho que a Anna será uma personagem cativante para mim e fico tão intrigada com o mistério do homem das Andorinhas que dá vontade de abrir o livro imediatamente, fico querendo saber se ele é bom ou mau. Que bom ver uma resenha tão positiva da obra, espero gostar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tamara.
      Que bom que gostou das quotes, foi difícil escolher porque tinham várias ótimas. Com certeza você vai gostar *-*
      Bjs

      Excluir
  5. Oi Amanda, como você, adoro livros que tenham fato históricos como pano de fundo e mesmo que já tenhamos mil livros sobre nazismo, sempre que tem um livro abordando o tema, quero ler também.Fiquei tocada com a cena que você descreveu sobre o judeu ferido e ridicularizado. Quero ler e o mais rápido possível!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, Ivi.
      É verdade, não importa quantos livros lancem, esse é sempre um tema que chama atenção do leitor. Tenho certeza que você vai gostar *-*
      Beijos!

      Excluir
  6. Oi, não conhecia o livro, mas achei a sinopse interessante e por se passar na segunda guerra mundial e retratar o nazismo já chamou a minha atenção. Acho que retratar crianças como protagonistas nesse tipo de livro deixa a leitura mais leve e menos densa, dando uma suavizada na narrativa e esse livro me lembrou os livros A Menina que Roubava Livros e o O Menino do Pijama Listrado. Com certeza gostarei desse livro.
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá Amanda,
    Também gosto muito de livros do tema. Confesso que fiquei bem curiosa em relação ao livro e adorei a forma como você terminou sua resenha. As pessoas são propensas tanto ao mal quanto ao bem, mas, ouso dizer, que elas preferem escolher o mal.
    Quero muito ler o livro e, com toda a certeza, participarei da promoção.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, Bruna!
      É muito bom, tenho certeza que vai gostar *-*
      Bjs

      Excluir
  8. Eu sou fascinada por histórias que se passam durante uma guerra. Eu acho que essas, quando bem escritas, captam a essência do ser humano de uma forma mais verossímil e sensível. Fiquei com muita vontade de ler o livro, principalmente por mostrar uma criança como protagonista. Gostei! E está na minha lista! ❤
    Ps.: Fiquei muito desconfiada desse "Homem das Andorinhas". Hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Lara.
      As pessoas estão mais propensas a mostrar quem realmente são em situações onde suas vidas correm algum tipo de risco e infelizmente nem sempre é algo bom.
      Espero que goste da leitura <3
      Ps.: Você vai gostar dele kkkk

      Excluir
  9. Ooi,
    Adoro livros com essa temática e adorei o fato da protagonista ser uma criança. A capa me conquistou de primeira e sua resenha me deixou mais curiosa ainda! Quero ler logo e assim que tiver oportunidade vou atrás dele.
    Vitória Zavattieri

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Não gosto de livros do gênero, mas a Rocco está investindo pesado na divulgação e acabei ficando curiosa, como já li A menina que roubava livros e gostei, acredito que gostarei desse também.
    Como já disse não é meu gênero favorito, mas em sua maioria trazem boas lições de vida (e de história também), e estou curiosa para saber mais.
    A capa desse livro é simplesmente linda! Traz uma sensação tão boa :)

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooooi!
      Dê uma chance, tenho certeza de que vai te conquistar, a Rocco está fazendo um ótimo trabalho, tanto em trazer uma história tão boa quanto na divulgação. Ele merece totalmente <3

      Excluir
  11. Oi Amanda, eu também gosto muito desses livros históricos e que falam sobre guerra e nazismo. Eu não conhecia esse em particular ainda, mas confesso que pela sua resenha eu gostei muito, da para ver que ele é muito envolvente e emocionante, com certeza eu iria me emocionar com ele!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kétrin!
      Tenho certeza que vai te emocionar. Depois passa por aqui pra dizer o que achou *_*
      Beijos

      Excluir
  12. Olá!
    Quando vi a capa não me atentei nem a ler a sinopse, e fiquei surpresa agora ao saber que se passa na época da segunda guerra mundial. E assim como você, amo livros assim, porque apesar de toda a ficção aprendemos muito sobre a época. E caramba, o trecho que você mencionou do soldados alemães dizendo que o judeu não era um "ser humano" me cortou o coração também. Como te falei, não conhecia muito sobre o livro, mas após sua resenha ele acabou de entrar nos meus desejados.

    A visão de uma criança é sempre tão arrebatadora, principalmente por causa da sua ingenuidade. Fiquei bem curiosa pra conhecer o homem que fala com as andorinhas.

    Sua resenha está incrível.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kamilla!
      Fico muito feliz que minha resenha tenha ajudado a fazer você ver o livro com outros olhos, porque ele é realmente muito lindo. Tenho certeza que você vai gostar <3
      Beijos e obrigada pelo elogio *-*

      Excluir
  13. Oie!
    Confesso que não gosto tanto de livro que narra o período da Segunda Guerra, mas não resisto e acabo lendo alguns titulos indicados. Eu gostei dessa trama apresentada, e com certeza vou refletir sobre a história por dias. Espero ter a oportunidade de ler em breve esse livro.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, Carla
      Olha, não achei um livro especialmente violento. Nesse sentido acho que Criança 44 bem mais pesado, então não precisa ficar com medo de ler não ;)
      Bjs!

      Excluir
  14. Olá!

    Eu gosto muito de livros históricos, principalmente os vitorianos e os que se passam na ssegunda guerra. Eu adoro histórias de guerras e sempre me emociono. Eu achei essa premissa muito boa e a trama me apeteceu DE MAIS! Fiquei realmente interessada em saber mais sobre o que acontece. Quero muito ler. vou participar do sorteio com certeza! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anelise
      Boa sorte no sorteio. O livro é ótimo tenho certeza que vai amar. Confesso que os vitorianos não me agradam muito, mas os de guerra são meus favoritos. São sempre muito intensos, eu adoro <3
      Bjks!

      Excluir
  15. Não conhecia a obra e de sinopse não seria um livro que leria no momento, mas tem uns livros históricos que me encantam tanto (até mesmo dessa época em questão) que com certeza daria uma chance a obra, e fiquei bem curiosa com o homem das andorinhas e a menina de inteligência acima da média, uma inteligência que não devia ser tão usada em um mundo em caos.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Giovana
      Espero que goste do livro. Boa sorte no sorteio :D

      Excluir
  16. Oi Amanda,
    Eu vi um tempo atrás outra resenha desse livro que eu não conhecia na época e ela já havia despertado o meu interesse, agora fazendo a leitura da tua resenha ela consolidou essa minha vontade de fazer essa leitura. O Livro aborda uma temática que eu acho muito interessante e por isso acredito que eu iria adorar lê-lo.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, Kris
      Leia sim, vale a pena! Que a sorte esteja a seu favor ;)

      Excluir
  17. Faz zeeeeero meu estilo. Kkkkkk mas pra quem gosta parece ser muito bom.
    Essa coisa de nazismo, judeus, nunca li nada sobre... quem sabe eu experimente neste?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Naaaaaaaaaaaath!
      Não seja assim, história é vida. Leia u_u
      <3

      Excluir
  18. Olá... tudo bem?
    Ao contrário de você eu não curto livros com teor históricos e não gosto de nada que venha com o nazismo, esse tipo de leitura eu eu evito demais.... eu não gosto desse sofrimento todo... e detesto a Alemanha rs... me desculpe o desabafo, mas é assim que me sinto... lendo sua resenha... parece que eu lia um roteiro de filme, sabe, uma sinopse mais elaborada? Foi essa a sensação que tive... que bom que a leitura de alguma forma de preencheu... Xero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diana
      Poxa, que pena ;/
      Eu entendo a antipatia, quem sabe isso não acabe mudando eventualmente? :)

      Excluir
  19. Olá!!

    Não sabia que era essa a trama!! Lindo! Amei! Também gosto muito de livros que trazem um pouco desse período da história, na grande maioria das vezes é sensível e cheio de carga emocional. Adorei sua resenha e vou atrás do livro!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Andréa!
      Que bom que gostou, espero que também goste do livro <3
      Beijos ;)

      Excluir
  20. Olá!! :)

    Gostei da tua resenha... Não apenas a falar do livro, mas, ao mesmo tempo, a "obrigar-nos" a refletir um pouco... É mesmo verdade! O Homem tem tanto de bem como de mal,... Isso até nos pode assustar, mas é uma froma de percebermos que podemos escolher o bem! :)

    Ah! E também gosto quando se tratam de factos reais (ou pelo menos relacionados com isso)...

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, espero que curta bastante o livro também!
      Bjs

      Excluir
  21. Olá

    A sua resenha já foi de corta o coração pelo que você citou,imagine o livro, acho que o pior é que situações assim ou parecidas, gosto de livros sobre o nazismo justamente pelo que você citou pra você ver até onde o ser humano é capaz de ir, outra é que o trabalho de pesquisa que dever ser feito pro livro parece ter sido bem feito o que só aumenta a vontade de ler o livro e a capa é q a mais.


    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Olívia.
      Verdade, mas mesmo cortando meu coração, eu amei cada palavra *-*
      Esse período da história é onde acontecem as mais belas e tristes histórias, né? É tudo muito intenso, muito emocional e violento. Acho que por isso nos toca tanto.
      Bjoo

      Excluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...