[Resenha] Amos e Masmorras - Lena Valenti

Amos e Masmorras - A Submissão
Lena Valenti
Amos e Masmorras 01
Páginas: 416
Em mais uma excitante série, a renomada autora Lena Valenti aborda agora as nuances do universo BDSM. Amos e Masmorras é um dos mais recentes sucessos da autora e se tornou best-seller internacional. A agente Cleo Connelly, integrante do corpo de polícia em Nova Orleans, é uma mulher atraente e destemida, que não mede esforços – e impulsos – na resolução dos casos que assume. Certo dia, entretanto, ela é designada para investigar, junto ao FBI, uma lucrativa rede de tráfico humano. Para cumprir a missão, ela precisará se inserir em um contexto inusitado: visitar a cena BDSM do país e participar das práticas de sodomia e dominação instituídas no torneio Dragões e Masmorras DS. Agindo como agente infiltrada, Cleo terá de pesar os limites de sua própria luxúria nesta implacável caçada, considerando também a arrebatadora atração que sente por Lion Romano, seu parceiro no caso. Mas será que, no meio do caminho, ela vai gostar de ser submissa? Renda-se aos deleites desta intrigante e sensual narrativa!
Antes de começar essa resenha, já posso adiantar que você não tem a mínima ideia do que se trata essa história. Vem com a gente e se surpreenda.

Cleo Connelly é uma policial do estado de Nova Orleans. Ruiva e dona de olhos de gata, ela sempre quis seguir os passos da irmã e se tornar uma agente do FBI, mas ainda não conseguiu passar no teste final.

A vida de Cleo é normal, e em certo ponto até pacata. Ela foi promovida recentemente a tenente, pelo sucesso em suas investigações, e trabalha diariamente para manter a sua cidade em ordem. Não tem uma vida social muito agitada e possui um camaleão de estimação (ela e a irmã adoram camaleões e ambas tem tatuagens de seus bichinhos) ❤️ 

As coisas mudam no dia que Cleo recebe a visita do diretor do FBI. No momento que o viu ela sabia que havia algo errado com a sua irmã. O que estava acontecendo é o seguinte: Leslie estava trabalhando disfarçada em um caso de tráfico de mulheres no meio de submissão e dominação. A cada 15 meses acontece um torneio onde os casais de submissos e dominantes concorrem ao prêmio. No último torneio três mulheres foram encontradas mortas e o objetivo do FBI era de que Leslie e seu parceiro, que já estavam infiltrados, participassem, para desvendar quem estava por trás dessas mortes e do esquema de tráfico de mulheres

Mas, já tinha quase duas semanas que Leslie não dava notícias e seu parceiro foi encontrado morto. O FBI não sabia se ela estava viva ainda e por isso precisavam da ajuda de Cleo. Por ser parecida fisicamente com a irmã, eles esperavam que Cleo despertasse o interesse das mesmas pessoas que se interessaram pela irmã e conseguisse um convite para o torneio que aconteceria dali a duas semanas.

Porém, para isso, ela precisaria de alguém que a treinasse na doutrina de submissão e dominação, para se passar por uma submissa convincente.

Lion é amigo de infância de Leslie e Cleo. Também é agente do FBI e é o superior de Leslie. Sempre foram muito amigos, e agora trabalhando são mais ainda. Sempre existiu uma implicânciazinha entre Cleo e Lion, e, como ele trabalha com Leslie no FBI e moram em outra cidade, ele e Cleo passaram um bom tempo sem se ver. E quando se encontram rola aquela faísca sabem?

Cleo fica absolutamente surpresa quando descobre que ele será seu parceiro no caso e ainda mais quando entende sob quais circunstâncias. Eles tem duas semanas para treiná-la no mundo S&D e fazer dela uma submissa e, para isso, ela precisa se entregar a ele, dar sua confiança e seu corpo.

Será que Cleo entende mesmo no que está se metendo? O que for preciso para salvar Leslie...

Lion já é praticante de BDSM e é um dominante nato. Ele precisa inserir Cleo nesse mundo o quanto antes. Há muito mais em jogo além da vida de Leslie e o esquema de tráfico de mulheres. A reputação do mundo BDSM também é importante. A questão da existência de pessoas sádicas nesse meio não é algo devido ao modo de vida e sim ao caráter dessas próprias pessoas.

Existe toda uma classe praticante de S&D inserida na sociedade e Cleo jamais imaginava. BDSM é um modo de vida, uma questão de escolha pessoal que não tem nada a ver com profissão ou personalidade . O que as pessoas escolhem fazer entre quatro paredes só diz respeito a elas.

E Cleo precisa entender tudo isto em duas semanas. 

Há muitos nomes, conceitos e regras do jogo para aprender. E, acima de tudo, ela precisa entregar seu corpo a Lion, de todas as formas possíveis, precisa aprender seus gostos de dominante e seus próprios como submissa, para que ninguém possa usar nada contra eles no torneio.

Mas será que é possīvel? Ela poria tudo a perder?

O nome do torneio é Amos e Masmorras SD (de Submissão e Dominação), e é baseado no jogo de RPG Dragões e Masmorras.

Dungeons & Dragons (Dragões e Masmorras) é um RPG de fantasia medieval. Jogadores de D&D criam personagens que embarcam em aventuras imaginárias em que eles enfrentam monstros, reúnem tesouros, interagem entre si e ganham pontos de experiência para se tornarem incrivelmente poderosos à medida que o jogo avança. 

Amos e Masmorras utiliza esses conceitos. É um torneio onde casais de dominantes e submissos se enfrentam para ganhar o prêmio. Existe uma hierarquia entre os amos (dominantes) de acordo com a personalidade de cada um. Seria um tipo de casta. Em cada uma eles tem um objeto preferido e determinados modos de ação.

Terão cartas e objetos escondidos durante o jogo que pode dar vantagens para os casais que encontrá-los. Acontecerão provas onde os casais serão testados e a química entre eles será posta em jogo. Os dominantes que falharem podem perder suas submissas para os monstros, seres que se gostam da dor e que observarão os casais durante todo o jogo procurando uma vantagem.

A atuação de Cleo e Lion deve ser perfeita se eles têm alguma esperança de salvar Leslie.

Mas será que eles conseguirão?

Uma mulher tinha que ser muito corajosa para estar ali e se entregar a eles daquele jeito. Ou a submissão era um ato de valor incontestável ou um ato de loucura atroz. Ela não sabia.

Quem me conhece sabe que não curto livros com chamadas BDSM. Geralmente não leio romances e nem livros hot. Mas porque ler esse?

Simplesmente porque sou fã da Lena Valenti. Já li os livros da série Vanir e estou há anos na expectativa da publicação dela aqui. Decidi ler essa série porque ouvi muitas opiniões positivas. Eu comecei a ler sem saber nadinha da história e me surpreendi MUITO. Lena Valenti deveria ser lida por todos, a mulher é um gênio.

A narrativa é bem fluida e encadeada. A escrita da Lena é muito envolvente.

Não precisa nem dizer que a premissa é inovadora. Uma história que mistura uma investigação do FBI com BDSM e jogos de RPG dispensa maiores comentários.

É fascinante a maneira como a autora consegue encadear tudo. E fica muito natural.

Neste livro você vai conhecer mais sobre o mundo BDSM. De uma forma simples e direta, a autora explica a doutrina, os costumes e os conceitos. Dá para notar o tempo todo o respeito que ela tem pela classe e entendemos que não é nada de outro mundo. Pelo contrário, é um modo de vida seguido por muitas pessoas e que deve ser respeitado. 
- Não, isso eu não faço. Incluindo bukkake, coprofilia e urofilia. Não gosto e não quero.
- Combinado. E para todos os outros?
- Mastercard.
Lion ficou inconformado e Cleo escondeu o rosto no travesseiro, rindo dele.
- Essa eu facilitei pra você.
- Sim - ela concordou, ainda rindo.
Como a Cleo, eu não conhecia muito desse mundo. E o que é apresentado em cinquenta tons não conta e não chega nem perto. Por falar nisso, em vários momentos a autora ironiza a quantidade de romances que transmitem uma ideia errada sobre o assunto. Aproveitando a deixa: eu sei que a Universo dos Livros quer lucrar e fazer a Lena ser conhecida aqui, vocês estão certíssimos, mas não concordo com o slogan de que ela é "A E L James da Espanha". No no no, sem comparação, por favoooorrr. Eu já fico um tanto quando sentida em ver as capas originais da Espanha, com imagens de BDSM, e as capas aqui no Brasil estão seguindo essa linha. Só que, NA MINHA OPINIÃO, o foco dos livros não é o mundo BDSM e, tirando este primeiro livro, eu nem classificaria os outros como romance erótico. É um suspense MUITO bem construído e com toques de erotismo BDSM. Isto vale para todos os outros livros, menos esse primeiro, que é o que mais foca na parte erótica a fim de apresentar o tema. Nas minhas próximas resenhas, sobre os outros livros da série, vocês vão entender o porquê dessa minha crítica. 

Os personagens são muito interessantes. Cleo é uma super decidida. Quando tem um objetivo em mente, ela vai até o fim. Forte, determinada, todas as qualidades que a fizeram ser promovida a tenente. Porém, por trás disto é uma mulher sensível, que adora seu camaleão e suas coisas de mulherzinha. 

Lion é um ponto de interrogação. Ao longo da história vamos conhecendo mais sobre ele, seu passado e seu presente e os motivos que o levaram a escolher Cleo para esta missão.

Mas será que eles conseguirão? Cleo conseguirá separar o que sente por Lion do que deve fazer?

O final é completamente de arrancar os cabelos rs 
- Vocês estão ouvindo um ruído? - perguntou Charles. - É alguma coisa ligada? A lavadora, talvez?
"Não, querido Chales", pensou Lion, tremendo de rir. "É o vibrador que está na bunda da sua filha."
Lá na Espanha a Lena lança de dois em dois livros e por isso as pessoas não surtam, mas a Universo está lançando de um em um, então vamos todos surtar rs. Geralmente a história de cada casal é contada em dois livros e não em um só como na maioria das séries, e eu amo isso na Lena! Tudo é tão bem construído que não cabe num livro só e ela lança os dois de uma vez lá fora, porque um complementa diretamente o outro ❤️.

O que eu tenho para dizer é que vale muito a pena ler, é uma história super envolvente, e que é só o início de uma série muito interessante que mistura temas de uma forma nunca feita antes. Lena Valenti sempre merece ser lida e ponto!
Nada nos dá mais medo do que ficar indefeso diante de alguém por vontade própria. Mas também não há nada mais libertador.
Olhem a capa original espanhola:



29 comentários:

  1. Eu adorei esse livro, morri de rir com a Cleo e fiquei p*** da vida com o Lion em alguns momentos. E MDS QUE FINAL FOI AQUELEEEEEEE?
    Tenho que ler o 2 *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nanda, também teve horas que quis matar o Lion! Mas essa série é apaixonante! Que venha logo o 2!

      Excluir
    2. Siiiiiiiim. O final foi épico demais <3

      Excluir
  2. Ok vamos lá!!
    Esse foi o meu melhor livro de 2015 !!!!
    Eu amo a Lena, pela saga Vanir, é uma paixão que eu e você compartilhamos, e eu não queria ler Amos nem pensar... era um preconceito meu! Eu pensava que era um desses livros hot, sem conteúdo.. Mas como sou uma Anta. Desde quando Lena escreve livro sem conteúdo??? NUNCA!
    Então meu queixo caiu com esse livro.... meu preferido Lion, sem duvidas. Eu sei que você ama o Markus. Isso porque não lemos do Prince ainda! =p
    Mas voltando ao assunto, eu indicaria esse livro para todo mundo, não é só um livro Hot e com conteúdo, ele mostra como o BDSM funciona, como é para a pessoa que pratica de verdade, todo o conceito que envolve a prática. E confesso, que amei ler!!!! <3



    ResponderExcluir
  3. Já li esse livro. Nem sei o que foi que me chamou atenção nele, mas resolvi me jogar. Em determinados momento achei a leitura um pouco lenta, mas a escrita da autora é instigante e não consegui parar, na calada da noite eu ficava lendo o e-book. Foi uma leitura sem compromisso, mas que me deixou louca pela continuação.
    Só agora fiquei sabendo que é uma série, eita vida social, adeus.
    Acho que a galera que não ler só por causa do BDSM devia ler MESMO,para entender esse universo ainda cheio de preconceitos.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  4. Oie.
    Esse livro está sendo muito elogiado, a maioria das minhas amigas do mundo literário leram e ficaram apaixonadas.
    Não faz tanto meu estilo, por isso não tenho certeza se leria. Mas gostei muito do enredo, principalmente porque não é só um livro hot e tem toda a investigação policial no meio. E sem contar que outro ponto super positivo é que você mencionou que o livro fala sobre regras e doutrina BDSM, então é super válido para conhecer. Por fim, sua resenha ficou muito boa!

    ResponderExcluir
  5. Amei as fadinhas no final do template HAHAHAHA
    Então, eu também não costumo ler Romances, e detesto romances Hots. Então, apesar da sua resenha ser bem empolgante HAHAHA e que rola uma investigaçãozinha, vou deixar a dica passar :(
    Para os apreciadores do gênero, tenho certeza que será uma boa leitura!
    Beijins
    BLOG PSYCHOTECA | PÁGINA NO FACEBOOK

    ResponderExcluir
  6. Menina que livro é esse?! O que mais me impressionou é que apesar de ser erótico, não é uma história nada clichê. Com as investigações e esse suspense tenho certeza que cada paginat deve ser eletrizante. Esss capa também está fantástica.
    Quero esse livro já.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bom?

    Há anos li alguns livros da Leni Valenti e tinha adorado. Quando fui num evento da Universo na Bienal do ano passo, em que disseram que iriam começar a lançar os livros dela, quase surtei! hahaha Realmente são ótimos! O melhor é que eles deram um exemplar desse livro, preciso reler e fazer uma resenha logo também u_u

    Mas falando sério, é uma tortura ficar esperando pelas continuações. Você quer saber o que vai acontecer, mas não tem o outro livro... É um sofrimento para as minhas ansiedades.

    Fico feliz que tenha gostado do livro e realmente não dá pra comparar com a E L James u_u Obrigada pela dica!

    Beijos.

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Sempre ouvi falar desta série, mas ainda não me senti animada ou curiosa para ler, mesmo ela sendo inovadora e abordando várias coisas diferentes. Não curto muito livro hot, mas anotei a dica e quem sabe não encaro em breve??
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá, sabe que eu já vi esse livro por aí mas nunca tinha de fato me interessado para saber do que ele se tratava. A sua resenha me cativou de um jeito impressionante e isso me animou para ir atrás e conferir mais dessa trama inovadora!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  10. Oiee ^^
    Eu também não sou fã de BSDM, e nem de eróticos, mas esse livro está na minha listinha de desejados já faz um bom tempo. Gosto da premissa dele, é bem diferente de todos os outros livros que eu já li, e estou mesmo precisando de algo diferente e espetacular assim.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. esse definitivamente é o tipo de leitura que não me atrai de jeito nenhum. Tive algumas péssimas experiências com o gênero, e depois disso nunca mais li nada. Mesmo você enfatizando o quanto gostou da leitura e que todos devem lê-lo também, ainda não foi o suficiente pra me convencer :/.

    Eu amo histórias com vampiros. Mas nos últimos tempos tenho me decepcionado um pouco com algumas. Diferente de você, não achei a capa chamativa, talvez me chamasse a atenção pelo estranho, mas não curti não. Infelizmente esse é um daqueles casos, onde apesar de amar vampiros, o plot do livro não me interessou. Fiquei curiosa pra conhecer o autor, tentarei outros livros dele.

    ;D
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
  12. Uma pessoa que tem um camaleão de estimação ??? Essa é nova kkkkkkk
    Eu também não curto livros hot, mas se você curtiu acho que vou arriscar.
    Até porque ele tem uma premissa bem diferente, realmente achei curioso. É bem louco mesmo. kkkkkkk Acho que vou arriscar sim.
    E o que me deixou mais curiosa é que o livro contém suspense e eu amoooooo. Então acho que vai dar certo.
    Amei sua resenha, muiiiito bem escrita mesmo.

    http://colecoes-literarias.blogspot.com.br/2016/02/parceria-galera-record.html

    ResponderExcluir
  13. Oiii
    Eu nunca li nada da autora.
    Gostei da capa. Achei linda!
    Já li resenhas e todo mundo gostou.
    Eu gosto do tema do livro. Espero que ele não seja tão pesado.
    Obrigada pela sugestão.
    Ele já está na lista de compras.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oi Luiza,
    Olha a primeira vez que ouvi falar dessa série foi justamente num grupo de BDSM, não um grupo literário, mas um grupo ligado a essa prática diretamente, ainda não li a obra, mas tenho muita vontade, pelo que ouvi falar ela passa algo mais fiel ao que é BDSM, do que alguns erroneos que romantizam a prática. Eu não sabia que a história era mais policial, isso me fez querer ler mais ainda.
    Vou procura-lo loucamente. Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi!!!
    Já vi alguns bons comentários deste livro e sua resenha não foi diferente, sendo que com algo a mais que me deixou curiosa e despertou o interesse em ler; pois nela mostra o que encontrar na leitura e o envolvimento com a história. Parabéns pela postagens que que venha a próxima.

    Beijos
    Carla Fernanda
    http://livrosqueliblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem??

    Eu não costumo ler livros do gênero... Mas a sua resenha me cativou! Parece estar realmente bem escrito... Além dessa capa maravilhosa! Nunca tinha ouvido falar da série e nem da autora... Mas posso dizer que tive uma ótima primeira impressão com a sua resenha!

    XOXO
    Umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Tá, preciso confessar, foi ler o título e ver a capa, torci o nariz.. kkk mas guria, ao ler a resenha, fiquei fascinada com a originalidade da premissa, e quando você falou que parece um jogo de RPG, pronto, me ganhou.. kkk Agora fiquei super curiosa para ler a obra. Muito obrigada pela indicação. Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Oiee

    Gostei muito da sua resenha. Achei mesmo inovador na mesma história uma investigação do FBI, BDSM e jogos de RPG. Uau!!!
    Mas não sei se conseguiria ler, não é um gênero que me atrai, apesar de ter achado a premissa interessante.
    Vou anotar essa dica, quem sabe uma hora eu resolvo sair da zona de conforto rs.

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oie Luiza!!!
    A uns três/quatro anos atrás quando o livro foi lançado lá fora ele virou febre em um grupo de leituras hot que eu acompanhava na época. Levada pelo embalo de 50 tons eu estava lendo muitos livros do gênero. Porém não sei exatamente porque não cheguei a lê-lo, ano passando quando fiquei sabendo de seu lançamento pela Universo fiquei mega empolga, hoje em dia não leio mais tantos livros com essa pegada mais quente, porém hora ou outra abro uma exceção. Sua resenha está incrível! muito bem pontada e atraente, parabéns! Espero conseguir lê-lo muito em breve;)
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Olá!!! Já tinha ouvido falar desse livro através de uma conhecida,adoro esse gênero hit e tal mas a não ser pela capa que eu achei linda por sinal a estória não me pegou,infelizmente não consegui sentir aquela necessidade de ler,e também não consegui ter simpatia por nenhum personagem,só pelos camaleoeszinhos =P

    www.livroaoavesso.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Oi Flor.
    Não tive a oportunidade de ler Lena Valenti, mas morro de vontade pelos inúmeros elogios que vejo a sua obra.
    Há tempos não leio um bom romance erotico e esse e pareceu uma excelente escolha. Adoro esse tipo de narrativa.
    Com certeza quero ler.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  22. Ola Luiza eu amo esse livro já havia lido em e-book e agora comprei o livro físico que estão com as capas maravilhosas, amei a escrita da autora e a forma que apresenta oa leitor esse mundo novo, além de todo mistério na investigação e um pitada de um lindo romance. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  23. Oi Luiza, tudo bem?

    Não conhecia esse livro, nem a autora. E apesar de também não ser muito fã do tema de BDSM, eu fiquei interessada na história. Parece que a autora soube misturar bem esses gêneros da investigação, com o erótico, e ainda por cima com jogos de RPG. Parece ser um livro bem escrito e gostei dessa preocupação da autora em explicar como funciona o BDSM, e não apenas jogá-lo como aconteceu com "Cinquenta Tons de Cinza".

    Ai, eu odeio quando comparam livros ou autores, eu sei que é uma estratégia para chamar a atenção, mas acho péssimo... porque acham que só porque é sobre o mesmo assunto, é necessariamente a mesma coisa.

    Fiquei bem curiosa para saber como a Cleo e o Lion irão se sair nesse torneio e se conseguirão encontrar a Leslie.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  24. Olá...
    Realmente o que você disse no início da resenha faz muito sentido. Realmente não tinha ideia do que se tratava esse livro. Aliás já imaginava que ele seria uma leitura puramente hot. Confesso que não curto muito esse tipo de livro. Mas pela sua resenha vi que ele não é. E sim é um livro cheio de mistérios que nos fazem nos surpreender. Adoro histórias envolventes. Acho que vou dar uma chance para esse livro.
    Bjss

    livrosemarshmallows.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. Nossa
    Posso dizer que quero o Lion para mim? Nossa já imaginei aqui ele e subiu até um calor hehehehe.
    Agora além de ser uma temática nova, por causa dos elementos que a autora usou, eu quero saber o que houve com a irmã e se ela realmente embarcara nesse mundo de submissão.
    Adorei sua resenha e quero demais esse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. UAL, que resenha! ADOREI!!! Fiquei morrendo de vontade agora de ler o livro, estou há um tempo se ler nada hot, acho que o último livro desse gênero que li foi "Toda Sua", teve uma época em que lia bastante, mas dei uma parada agora para ler outros gêneros. Vou anotar o nome desse livro e tentar ler assim que possível.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  27. Ainda não tinha visitado o Blog. Ameei! Voltarei muito aqui.

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...