23 outubro 2015

[Resenha] Beleza Perdida - Amy Harmon


Beleza Perdida


Beleza Perdida - Ambrose Young é lindo — alto e musculoso, com cabelos que chegam aos ombros e olhos penetrantes. O tipo de beleza que poderia figurar na capa de um romance, e Fern Taylor saberia, pois devora esse tipo de livro desde os treze anos. Mas, por ele ser tão bonito, Fern nunca imaginou que poderia ter Ambrose… até tudo na vida dele mudar.Beleza perdida é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra e apenas um retorna. É uma história sobre perdas — perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda de vidas, perda de identidade, mas também ganhos incalculáveis. É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido.Este é um livro profundo e emocionante sobre a amizade que supera a tristeza, sobre o heroísmo que desafia as definições comuns, além de uma releitura moderna de A Bela e a Fera, que nos faz descobrir que há tanto beleza quanto ferocidade em todos nós.








Eu comecei esse livro enquanto estava no Rio, para a bienal e o Rock in Rio. De fato, eu não o escolhi, foi um desafio que fazemos, e a Amanda escolheu os próximos cinco livros da minha lista que eu iria ler. A leitura foi uma luta com a Luiza, porque comecei a ler de noite, e de madrugada eu estava lá, e ela me mandando dormir, huhuhuhu. No dia seguinte, estamos tomando café na livraria, e eu lendo no Kobo, e ela olha para mim, e começa a rir muito. Eu estava praticamente soluçando em cima do meu café, então novamente fiz uma pausa na leitura. Mas à noite, não teve jeito, li até finalizar. 



Esse livro não foi o que eu esperava. Classificado como NA, eu esperava algo em torno do casal principal  com cenas hots e os dramas básico. Mas não sobre isso que se trata. A historia gira em torno das pessoas, dos dramas, aprendizados, amizades, escolhas, e das diversas formas de amor existentes. 


Depois do fim, somente um amor inabalável pode nos ajudar a recomeçar.

Fern Taylor é uma menina com aparência simples e desinteressante. Cabelo vermelho, sardas, óculos, aparelho.  Ela é o anjo da guarda de Bailey, seu primo que possui uma doença degenerativa. Eles são perfeitos um para o outro, eles se entendem, e se completam como amigos. Fern sempre teve um problema com sua aparência, ela sempre se sentiu invisível para o resto das pessoas, e isso é devido sua aparência tipica de adolescente e agravado por uma lembrança de quando ela era criança, e escutou a mãe e a tia conversando sobre ela, que ela nunca seria bonita. 



“Pequena e pálida, com cabelo ruivo vivo e feições esquecíveis, Fern sabia que era o tipo de garota que passava despercebida, era facilmente ignorada e com quem ninguém sonhava. Havia flutuado pela infância sem dramas e com pouco alarde, ancorada na perfeita consciência da própria mediocridade.”



Fern está no ensino médio e é uma boa aluna, passa os dias com o primo, e com a Rita. Um dia, Rita pede que ela escreve as respostas para as cartas românticas de Ambrose. O único problema, era que Fern sempre foi apaixonada por ele, e ele parece não vê-la. Mesmo quando ele descobre que as cartas foram escritas por ela, e que havia uma conexão entre eles, ele se vê em conflito com seus sentimentos, e passa a evitá-la.


Ambrose é o oposto da Fern. O cara mais popular da escola, lutador estrela com uma bolsa de estudos integral para a universidade. Mas ele não está feliz, ele sente a necessidade de fugir de toda a expectativa de uma cidade. Após 11 de setembro, decide se alistar no exercito, e convence seus quarto amigos a ir com ele. Faltando um mês para serem dispensado do serviço militar, uma bomba explode, e Ambrose se vê no hospital, com o rosto desfigurado e os quatro amigos mortos.  


“... seu bíceps era quase do tamanho da cabeça do amigo – e parecia um daqueles caras de capa de romance. Até seu nome parecia pertencer a algum personagem picante.”

Ambrose volta para casa mudado. Além de estar diferente do lado de fora, ele está totalmente destruído por dentro. Ele só consegue voltar para a vida com a ajuda de Fern e de Bailey. 



— Algumas coisas não mudaram — disse Fern em voz baixa.
— Claro que mudaram, Fern! — Ambrose esbravejou, batendo a mão no painel do carro, fazendo-a dar um salto. — Tudo mudou! Você é linda, eu sou horroroso; você não precisa mais de mim, mas eu com certeza preciso de você!

Esse livro possui muitos acontecimentos e muitas histórias em paralelo, que daria para escrever uma resenha enorme, mas não é algo que eu goste de fazer. Eu prefiro que a pessoa descubra por si mesma, a história que o livro quer contar. 

Dentro desse livro, temos algumas historias principais, como a da Fern, do Bailey, do Ambrose. Mas temos também as secundárias que não deixam de ser importantes, como da Rita, dos pais do Ambrose, assim como os do Bailey. Todas elas se interlaçam sutilmente durante a narrativa. 

Fern é uma personagem cativante, ela não tem nada de estrondoso, ou respostas rápidas, e personalidade gritante; ao contrario, e é isso o que a torna tão especial. Ela tem um jeito com as palavras e tem essa paixão para ajudar aqueles que ela ama. Sua tranquilidade é tão contagiante como sua vulnerabilidade. Ela é realmente fácil de amar, mas tem dificuldade em reconhecer o seu valor. É  uma personagem que na sua simplicidade exala toda a pureza que o ser humano devia possuir.

Ambrose é aquele personagem que tem tudo, mas não está contente, algo dentro dele está faltando. E quando ele volta do exército mais quebrado do que nunca, ele precisa de alguém que o conserte. Nesse momento de luta interna dele, na sua relutância em se encaixar de novo, de interagir com as pessoas ao seu redor, que vamos compreendendo o sentido de beleza, que não está expresso em aparências ou algo físico. Faz parte de um encontro mais profundo em si mesmo, de aceitação e compreensão. 

Bailey. Bailey rouba a cena do livro em todos os momentos em que ele aparece. Ele é responsável por todas as minhas lágrimas derramadas nesse livro. Ele tem a personalidade mais maravilhosa que você possa imaginar, ele era forte, bondoso, cheio de vida e de felicidade, apesar da vida dele estar se esgotando a cada minuto. A Compreensão dele da morte, principalmente da sua morte, torna seu amor pela vida e a capacidade de viver livremente não ofuscado pelas suas deficiências físicas.

Acho que significa que não entendemos tudo, nem vamos entender. Talvez os porquês não são respondidos aqui. Não por não existirem respostas, mas porque a gente não ia entender se elas fossem ditas.

Os pais do Bailey também merecem um destaque nessa resenha.  Você ter um filho, e descobrir que ele está morrendo a cada minuto, não é fácil para um pai. Mas assim como Bailey, eles são extremamente cientes da situação e levam a vida como o filho, eles apenas estão gratos do filho viver mais do que a média de anos para essa doença. As falas do pai e da mãe são de trazer lágrimas aos olhos. 

— Sempre me espanta como as pessoas são colocadas na nossa vida exatamente no momento certo. É assim que Deus trabalha, é como Ele cuida dos Seus filhos. Ele deu a Fern ao Bailey. E agora a Fern precisa do seu próprio anjo. — Angie colocou as mãos nos ombros largos de Ambrose e o olhou diretamente nos olhos, sem vergonha de sua própria emoção, exigindo que ele ouvisse. — O anjo é você, amigo.


Enfim, esse livro é uma história comovente e inspiradora. Sobre a morte, tristeza, pesar, mas também sobre a amizade, primeiro amor, sobre a vida. Trata-se da verdadeira beleza das pessoas, dos diferentes tipos de heróis e da amizade muito além de todas os obstáculos.  Um livro que te inspira e faz pensar no melhor das pessoas e nos pequenos detalhes do amor. 


Eu amei esse livro, ele entra para meus favoritos. Indicaria esse livro para quem gostou de Mar de tranquilidade.


"Acho que as pessoas são assim. Quando a gente olha de verdade para elas, para de ver um nariz perfeito ou dentes retos. A gente para de ver as cicatrizes de acne, o furinho no queixo. Essas coisas começam a se confundir, e de repente você vê as cores, a vida dentro da casca, e a beleza assume um significado totalmente novo."



Compartilhe!

9 comentários :

  1. Eita Lud, não vejo você chorando!!!
    Eu tenho esse livro, e até comprei um para Tata... já peguei várias vezes e não teno coragem!!!!
    Agora li a resenha e tem essa história do irmão... toda vez que tem algo de irmão, meu coração sofre! Eu tenho tenho uma relação com minha irmã muito forte, então tudo mexi comigo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, não é o livro todo que é esse choro, é algumas passagens sabe! É muito lindo a reflexão de alguns personagens sobre a vida e a morte. Leia ele, vou vai gostar , pensei que você tinha lido!!!
      =)

      Excluir
  2. Lud, este livro é concebido com todos os aspectos para ser mais um clichê, mas o(a) autor(a) consegue transformar uma famosa história, o patinho feio apaixonada pelo popular da escola, em uma obra incrível. Encantei-me pelos três personagens da trama, especialmente da interligação que eles possuem. Beleza Perdida é uma proposta incrível e reflexiva, que, inclusive, fez-te chorar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Ycaro, as verdadeiras autoras são as que conseguem pegar algo normal,ou clichê e transformar em algo extraordinário! =)

      Excluir
  3. Oi,Lud! Tudo bem?

    Estou com muita vontade de ler este livro a cada resenha que leio. E a sua resenha (ótimaaaa!) só veio reforçar que devo sim ler este livro! :)
    Parabéns pelo modo como você desenvolveu o que o livro tem a oferecer ao leitor! :)

    Beijos!
    Participe do sorteio #Outubro Rosa no Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
  4. Oii!!
    Já tinha visto esse livro antes, mas não tinha despertado meu interesse. Lendo sua resenha fiquei bem emocionada e interessada na historia, o enredo é muito lindo, o amor é lindo em todas suas formas. Percebi que esse será um livro que chorarei litros, mas quero muito ler.
    Obrigada pela ótima resenha!! Bjos e sucesso!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também me surpreendi , pensei que era o típico NA, mas acabou sendo mais que isso.
      =)

      Excluir
  5. Eu aaaamo esse livro!
    Me surpreendi muito com o quanto eu me envolvi na história!
    Quero mais livros dessa autora! <3

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei