[Resenha]Ninguém transa às terças-feiras – Tracy Bloom

Ninguém Transa às Terças-Feiras
Tracy Bloom



Ninguém Transa às Terças-Feiras - Katy e Matthew eram um casal inseparável. Mesmo quando ingressaram em universidades diferentes, resistiram por um tempo à distância e às tentações dessa nova fase da vida. Até que Matthew pisou feio na bola e pôs tudo a perder. Dezoito anos depois, eles se reencontram numa confraternização de ex-alunos. Matthew está casado, e Katy, comprometida. Mas aquela festa, embalada por hits dos anos 1980, reacende a velha chama. Quando acordam juntos na manhã seguinte, confusos e arrependidos, decidem nunca mais se ver. 
Pelo menos era esse o plano. Agora, Katy está grávida e precisa encarar os desafios de ser mãe ao lado de Ben, seu namorado oito anos mais jovem. Ao mesmo tempo, Matthew vê sua vida perfeita entrar em colapso ao descobrir que pode ser o pai do filho de Katy justamente quando Alison, sua esposa, também está grávida, de gêmeos. Sem saber quem é o pai da criança, Katy se vê mais dividida do que nunca. E, embora saiba que Matthew a magoou como nenhum outro homem, não consegue se desvencilhar dos antigos sentimentos.
Com personagens irresistivelmente humanos, Ninguém Transa às Terças-Feiras nos mostra como a vida adulta e o amor podem ser complicados.

O que menos gostei do livro foi esse título. Não tem naaaada a ver com a história a não ser por uma ou duas falas. Não entendi a da autora de colocar esse título. Antes de culpar a Bertrand verifiquei o nome dele em inglês e, este é um daqueles (raros) casos onde a editora deveria ter mudado o título original, que é péssimo! Além disso a capa não é nem um pouco atrativa.

Katy está em um relacionamento meio sem compromisso com Ben, um cara anos mais novo que ela. Em um dia que ele está fora da cidade, sua velha turma de escola está se encontrando e ela decide ir sem ele. É então que encontra seu ex namorado Matthew e seu coração dá um giro 360° ao encontrar o cara que quebrou seu coração anos antes.

“— Você está de brincadeira comigo — disse finalmente. — Os pais dela a batizaram de Xana Pinto? Estavam loucos?— Não, seu bobo. Pinto era o nome de casada. Ela não nasceu Pinto.— A Xana se casou com o sr. Pinto?— Sim.Ben ficou quieto por algum tempo antes de declarar solenemente:— Sua avó era um gênio da comédia”.

É claro que nada de bom poderia sair desse encontro né? O fato é que agora Katy está grávida e precisa arcar com suas responsabilidades. Ela se vê em uma sinuca de bico entre Ben, seu namorado brincalhão e moleque e Matthew, seu antigo amor que agora está casado com outra mulher (que tenta engravidar a todo custo e não consegue). E o detalhe que apimenta toda a situação é que ela obviamente não sabe quem é o pai.

Achei o livro super bonitinho. Os personagens me conquistaram e eu fiquei curiosa para saber o que estava vindo nos próximos capítulos. Fiquei com raiva de todos eles em certos momentos, mas é assim que a gente vê que a leitura tá boa não é? Quando nos envolvemos na história.

O final foi até surpreendente. Achei que se desenvolveria de outra forma. E eu adorei o que aconteceu!

“— Então isso é maravilhoso. Você encontrou uma mulher para amar. É isso mesmo?— Sim — respondeu ele. — Sim, encontrei.— E, agora que você a encontrou, vai deixá-la partir sem lutar por ela?”

Quem gosta de chick lit certamente vai gostar desse lançamento! Boa leitura a todos.

16 comentários:

  1. Eu to é morrendo de rir com esse título hahahaha
    Realmente... Pela resenha, parece não ter nada a ver com a história. A editora deveria ter mudado
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkk eu tambem ri quando vi. Mas nao achei q combinou com o livro sabe?
      Deu um tom erotico q o livro nao tem.

      Quando ler venha me contar o que achou.

      Excluir
  2. Fiquei querendo ler. Achei o título super estranho, e a capa não chama a atenção, é sem graça. Parece ser muito bom esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bom sim! Se vc gosta de chick lit pode ler q não vai se arrepender. Beijoca e boa leitura

      Excluir
  3. Nem sei o que pensar sobre esse título kkk Com toda certeza não sairia por aí com ele. Ler só em casa, não é?? kkk
    Adoro um chick lit, apesar de ter lido pouquíssimos, mas tenho certeza de que vou gostar desse. Uma personagem grávida e com uma dúvida de quem realmente quer ao seu lado? Já gostei e fiquei mais que curiosa de como se dará essa história.
    Abçs Nath!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Eu me interessei pra ler, depois desinteressei e voltei a me interessar enquanto lia kkkkkk.
      Vale a pena ;)

      Excluir
  4. Oi, Nathy. Ninguém transa às terças-feiras é um título que me deixou pensando: "Como assim, esse título? E essa capa? Essas fontes ridículas?!". O livro não me interessou de inicio, mas percebi que como você disse a estória é quase completamente diferente. Esse encontro de casais renderão boa leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente. Esse titulo é um problema pra mim. Mas a leitura é agradavel e é isso q importa ;)

      Excluir
  5. Eu não pegaria esse livro para ler a sinopse dele na livraria. A capa é feia e esse titulo realmente não parece ter nada a ver com a historia.
    Gostei muito da premissa, acho que a historia deve acontecer muita coisa e deve envolver o leitor.
    Espero que a editora faça uma nova edição e melhore essa capa

    ResponderExcluir
  6. Que capa feia em?! Poderiam ter feito uma melhor.
    A historia me interessou muito por ter tanta coisa acontecendo, estou muito curiosa para entender e descobrir o que acontece nesse livro.
    Chick lit é comigo mesmo!!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se gosta de chick lit vai te agradar sim. Venha me dizer depois o que achou! Bjocas

      Excluir
  7. Oie
    Julgando esse título eu nunca ia adivinhar que a história é um chick-lit.Mas apesar de tudo a leitura parece ser divertida e agora fico me perguntando quem é o real pai do bebê da Katy.Mas a história gira só em torno disso mesmo,ou tem mais algum ponto relevante?.Não sei se eu leria ou não ,mas que me deixou curiosa deixou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu na verdade pensei que era auto ajuda. Só depois que vi que era um livro da Tracy é que percebi q era um chick lit kkkkkk

      Excluir
  8. Quando a leitura é boa nos sempre nos envolvemos. Eu gostei da historia, dessa confusão que a Katy se meteu. Estou curiosa para saber quem é o pai, eu me pergunto porque essas mocinhas sempre se metem nesses problemas.
    Bom, só saberei quando ler.. então partiu leitura. rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elas se meterem nos problemas é que dá toda a graça nao é mesmo? Hahahahaha

      Excluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...