[Resenha] Fangirl

Fangirl
Rainbow Rowell
Ano: 2014
Páginas: 424
Skoob Compre Editora Autora

Cath é fã da série de livros Simon Snow. Ok. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida – e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso; e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme.Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar. Ela não quer isso. Em sua fanfiction, um verdadeiro refúgio, Cath sempre sabe exatamente o que dizer, e pode escrever um romance muito mais intenso do que qualquer coisa que já experimentou na vida real. Mas agora que as duas estão indo para a faculdade, e Wren diz que não a quer como companheira de quarto, Cath se vê sozinha e completamente fora de sua zona de conforto.Uma nova realidade pode parecer assustadora para uma garota demasiadamente tímida. Mas ela terá de decidir se finalmente está preparada para abrir seu coração para novas pessoas e novas experiências.Será que Cath está pronta para começar a viver sua própria vida? Escrever suas próprias histórias?

"- Eu queria poder voltar até aquela manhã, quando acordei e ter uma boa conversa comigo mesmo, para que o restante da porcaria não acontecesse.
- Eu me pergunto... - disse ela - se houvessem máquinas do tempo, será que alguém usaria para ir para o futuro?"


Fangirl teve um apelo especial pra mim. Primeiro porque a Cath assim como eu é bem tímida e introvertida e eu me identifiquei totalmente com algumas atitudes dela. Especialmente o fato de seu quarto ser um dos seus lugares preferidos no mundo - gente, os meus livros estão no meu quarto, só por isso já o amo loucamente (kkkkk) -, mas também por ela escrever fanfiction. Eu sei como é ficar obcecada, loucamente apaixonada e meio insana por um casal e querer criar histórias diferentes e situações diferentes e manejá-los de acordo com a sua vontade. Cada história tem um apelo diferente para cada pessoa, mas eu espero que vocês também apreciem essa história tanto quanto eu, porque ela é hilária, cheia de personagens meio loucos e muito divertidos. É original e eu nunca tinha lido nada parecido. Rainbow se tornou facilmente uma das minhas escritoras favoritas <3.

"Cath gostava de se preocupar. Fazia com que se sentisse ativa, mesmo quando se encontrava totalmente incapaz."

Cath e Wren estão acostumadas a dividir tudo uma com a outra, as duas são gêmeas e sempre foram melhores amigas. Então não é sem choque que ao entrarem para a faculdade, Cath descobre que a irmã quer dividir o quarto com outra pessoa e vivenciar essa experiência, essa nova etapa, da forma mais expansiva possível e isso não seria um problema tão grande - já que Wren sempre foi bem mais extrovertida do que Cath -, exceto que de repente, Wren parece estar excluindo Cath de tudo. 

"Eu não beijo as pessoas. Beijos não são... beijos para mim."

Cath repentinamente se vê excluída pela irmã e tem que encarar esse novo mundo gigantesco sozinha e ela não faz ideia de como fazer isso. Sua colega de quarto é assustadora e ela fica em pânico só em pensar em ter que ir para a cantina sozinha. Cada pequena escolha a tomar se torna algo gigantesco, sufocante e conforme o tempo passa e ela fica adiando, se torna mais difícil de enfrentar. Afinal, antes ela tinha Wren e agora ela está mais sozinha do que nunca. Então ela se enterra ainda mais no mundo de Simon e Baz e se joga no fanfiction. Até que Reagan aos poucos começa a penetrar na concha de Cath e a ajuda a arrastar-se um pouco para fora desse mundo, junto com Levi.

"- É assim que você atende ao telefone?
- Oi, Cath.
- Não diz alô?
- Não gosto de alô. Me faz parecer um demente, como se eu nunca tivesse ouvido um telefone tocar na vida e não soubesse o que vai acontecer depois. Alô?"

Levi é um cara despojado, ele tem essa fachada de que está sempre despreocupado e sai distribuindo sorrisos para qualquer um. Ele é um mistério para Cath, ela não entende muito bem como ele consegue ser tão tranquilo sobre tudo, especialmente sobre Reagan saindo com outros garotos, mesmo estando com ele. Conforme os dois vão interagindo vão descobrindo mais um sobre o outro. Mas tudo ainda é muito difícil para Cath, porque ela é, sempre foi, uma pessoa muito na dela mesmo, ela não sabe como ser como Reagan ou como Wren, ela não tem a mesma confiança. E é por isso que ela gosta tanto de fanfiction, porque lá ela tem controle sobre tudo o que acontece, esse é o mundo dela e nada é confuso lá. Lá é seguro.

"Era por isso que ela não podia ficar com ele. Porque ela era do tipo de garota que se imaginava passando a noite presa numa biblioteca"

Pouco a pouco vamos descobrindo mais sobre cada personagem e o porque cada um se comporta de determinada maneira. Como suas experiências, suas histórias de vida influem e os moldam.
Eu confesso que no começo eu não gostava nada da Wren, achei que ela era egoísta, além de muito individualista, mas no final eu entendi porque ela agia daquela maneira. Ah, e eu amei, amei, amei a Reagan, ela me fez gargalhar e o pai da Cath também! Eles são demais.

"Mas isso seria entrar na situação. Fazer uma jogada no xadrez. Ou tirar os pés do chão na gangorra. Melhor mantê-lo no ar do que ficar lá no alto sozinha."

Fiquei orgulhosa com o crescimento e amadurecimento da Cath, a forma como ela foi descobrindo um pouco mais de si mesma e como ela passou a se sentir mais confiante com sua própria personalidade. Eu gosto de pensar que ela finalmente percebeu que ela não precisava ser igual a ninguém, que ser ela mesma era o bastante e não por causa de ninguém. Afinal, a vida real às vezes, pode ser mágica também.

"- Ele é só um garoto. Claro que é diferente de você. Você nunca vai achar um garoto que seja exatamente como você. Primeiro porque esse cara nunca sai do quarto..."


Morram de rir kkkk.
Beijos!



24 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Amanda!
    Já tinha ouvido falar do livro, mas li poucas resenhas. Gostei bastante da sua avaliação e dos quotes selecionados. Sempre me identifico com personagens tímidas e introvertidas e é esse o detalhe que vai me fazer ler Fangirl.
    Beijos!
    http://asassecretas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sabrina!
      Pois é, eu amei o livro e amei a Cath. Ela é "gente como a gente" mesmo kkk
      Espero que você também goste!
      Beijos ;)

      Excluir
  3. Eu li Fangirl um tempo atrás e também super me identifiquei com Cath, principalmente na parte de ser introvertida e escrever fanfic. Ela é gente como a gente
    É a primeira resenha que vejo desse livro e você está de parabéns
    Eu nao suportava a Wren e às vezes tinha raiva da Cath também.
    E o Levi? Ai o Levi.. Tão fofo *-*
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii, Luiza!
      KKKKKKKK SIIIIIIIM *-*
      Também não vejo muitas resenhas de fangirl, o que é uma pena, um livro nível Rainbow de qualidade merece mais divulgação, né?
      A Cath às vezes era ingênua demais e boa demais, mas acho que apesar de me frustrar um pouco com isso, eu gostei disso nela porque isso é o que fazia tão diferente dos outros.
      A Wren é muito vida louca, né? Kkk
      O Levi é lindo, mas fiquei com raiva dele em algumas partes porque eu sabia o quanto era difícil pra Cath dar uma chance e deixar ele entrar, aí quando ela dá a brecha ele faz m* -.-
      Obrigada por comentar, Luiza <3

      Excluir
  4. Hello!
    Estou querendo conhecer os livros da Rainbow e é a primeira resenha que leio de Fangirl e gostei mto.
    Tb me identifico com a protagonista, sou timida e tento ser o mais normal possivel, nada de chamar a atenção pra mim e tal.
    E tb amoo meu quarto, hahah...tem tudo que preciso, menos comida! hahah.
    Gostei da resenha, me deixou bem curiosa e vou amar ver o amadurecimento da Cath e sei que ela vai ver que o que a irma fez foi o melhor, pq ela cresceu pro mundo.
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Suzzy!
      Olha, da Rainbow até agora, eu só li um conto de natal (do livro: O Presente do meu grande amor) e Fangirl, mas já amo a escrita dela.
      E pelo visto você é como eu e Cath também, então vai gostar da história. Espero que consiga ler em breve!
      Bjs!

      Excluir
  5. Sou louco para começar a ler Rainbow Rowell, e Fangirl pode ser um ótimo começo, pois adoro livros divertidos (acho que são meus preferidos) e juvenis. A Cath parece ser super contida e antenada no mundo virtual, mas parece que evolui muito durante o livro. Estou louco para ler, abraços ^-^

    ResponderExcluir
  6. Eu nunca li uma resenha desse livro. Acho que a historia do livro chama muita atenção do leitor, porque ele acaba se identificando com as características do personagem.
    Gostei muito de sua resenha, e já adicionei esse livro a minha lista de leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thiago.
      Sim, é ótimo quando o personagem é leitor também, e é legal ver como as autoras conseguem nos entender tão bem!
      Leia sim ;)

      Excluir
  7. Estou querendo muito ler algum livro da autora, todos parecem ser muito bons. Com certeza vou me identificar muito com a Cath. Estou super curiosa para conhecer esses personagens, já que você disse que gostou muito deles, adoro quando os personagens são envolvente, nos fazem rir e que nos identificamos com algum deles! Com certeza vou ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maisanara!
      Então com certeza você vai amar o livro, principalmente a Reagan, ela é hilária kkk
      Bjs

      Excluir
  8. Sempre tive uma enorme curiosidade em conhecer a escrita de Rainbow Rowell, por ter tantos elogios em suas obras.
    Eu gostei bastante da resenha em que pude acompanhar um pouco do amadurecimento e desenvolvimento da Cath. E assim como você, sei que me identificaria bastante com ela, por ser tímida e introvertida e por seu lugar preferido ser seu quarto.
    Com toda certeza vou querer ler. Já adicionei em minha lista de leitura.
    Abçs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ale!
      Bem, eu amei o conto dela (fiquei semanas choramingando com uma amiga minha que aquele conto tinha que se transformar em livro, nem que fosse por mágica kkk).
      Bjs!

      Excluir
  9. Amanda, FanGirl é um livro que sempre vejo em vídeos de alguns vlogueiros. O livro tem uma capa sensacional, só para começar. A estória é envolvida com uma trama de livros e bibliotecas. Até aí, já me agradou o bastante. Mas, no decorrer da estória vemos o amadurecimento de uma personagem. Tem como ser melhor?! É a primeira resenha que vejo do livro, e me apaixonei. Até então, só o via em vídeos de tags e apresentações de canais. "Afinal, a vida real às vezes, pode ser mágica também.", sua frase é tão encantadora quanto os quotes literários.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ycaro!
      Ahhhhnnnn, obrigada! Kkk
      Fangirl é um livro que todo leitor devia ler, ele traduz nossos sentimentos com uma clareza fantástica, tanto que eu tenho certeza que a Rainbow deve ser gente como a gente também. Pra entender a paixão de um leitor por livros, tem que ser leitor também! *-*

      Excluir
  10. Oie
    Adorei esse último quote,e eu também me identifico com a Cath ,só que eu já parei com as fanfics há alguns anos kk.Nunca li nada da Rowell mas pelo que tenho visto ela é uma excelente escritora.E é legal acompanhar todo esse amadurecimento da personagem e as mudanças que isso traz para sua vida.E a capa está muito fofa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Letícia!
      Verdade? Eu tenho momentos de abstinência. Uns momentos em que eu não consigo ler e nenhuma série me prende e eu começo a ler uma fic e percebo que eu estava sentindo muita falta, mesmo sem ter percebido isso. O legal da escrita, profissional ou não, é isso. É como uma porta que está sempre aberta ;)
      Beijos <3

      Excluir
  11. Eu vi tantos comentários positivos sobre esse livro mas ele não conseguiu me conquistar. Comecei a ler esse livro e parei logo no inicio. Talvez não fosse um momento para iniciar essa leitura.
    Gostei de sua resenha, quem sabe eu resolva retomar essa leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kelis.
      Quem sabe? Às vezes não é seu estilo. Até hoje não consegui terminar "Caixa de Pássaros" e todos falam maravilhas desse livro kkk
      Beijos!

      Excluir
  12. Eu ate um tempo atras só lia fanfic, é muito divertido e a gente acaba conhecendo e fazendo amizades com pessoas que também curte.
    bom, vi muita semelhança com a personagem e quero muito ler essa historia. Acredito que vou me envolver bastante nessa leitura.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thaísa!
      Te entendo, fiz muitas amigas assim também.
      Leia, você vai gostar ;)

      Excluir
  13. Olá!

    Estou amando esse livro. É impossível não se identificar com a Cath.
    Além disso, adoro romances leves, que são construídos aos poucos, e que os romances são reais sabe? Algo que pode acontecer fora dos livros.
    Também é impossível não se apaixonar pelo Levi.

    Beijos!
    http://www.curaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...