[Resenha] Sr. Daniels - Brittainy C. Cherry

Sr. Daniels
Brittainy C. Cherry
Ano: 2015
Páginas: 310
Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn Jennings vê sua vida mudar completamente. Além de ter de aprender a conviver sem parte de si mesma, ela precisa se adaptar a uma nova rotina. Enviada pela mãe para a casa do pai, com quem mal conviveu até então, ela viaja de trem para Edgewood, Wisconsin, carregando poucos pertences, muitas lembranças e uma caixa misteriosa deixada pela irmã. Na estação de trem Ashlyn conhece o músico Daniel, um rapaz lindo e gentil, e a atração é imediata. Os dois compartilham não só o amor pela música e por William Shakespeare mas também a dor provocada por perdas irreparáveis. Ao sentir-se esperançosa quanto a sua nova vida, Ashlyn começa o ano letivo na escola onde o pai é diretor. E não consegue acreditar quando descobre, no primeiro dia de aula, que Daniel, o belo músico de olhos azuis com quem já está completamente envolvida, é o Sr. Daniels, seu professor de inglês. Desorientados, eles precisam manter seu amor em segredo, e são forçados a se ver como dois desconhecidos na escola. E, como se isso já não fosse difícil o bastante, eles ainda precisam tentar de todas as formas superar os antigos problemas e sobreviver a novos e inesperados conflitos.
"Não tinha certeza disso, mas estava começando a achar que a solidão era uma doença. Uma doença infecciosa, nojenta, que demorava a entrar em seu corpo e então te dominava, mesmo que você tentasse combatê-la ao máximo."

Sr. Daniels foi uma leitura muito, muito boa. Fazia tempo que um romance não me deixava tão molenga kk'. Ele é doce, lindo, fofo e tão repleto de sentimentos controversos, dúvidas, medos, incertezas, inseguranças... É o tipo de livro que te faz sorrir, suspirar, te arranca algumas lágrimas e te deixa com um calorzinho gostoso no peito.

"Há dois tipos de luto. Aquele em que a pessoa abria seu coração para o mundo, sem deixar de dar valor as coisas, e vivia cada dia como se fosse o último. E aquele em que a pessoa se fechava e vivia em seu próprio mundo, incapaz de se conectar com os outros."

A Ashlyn é uma garota sensível, que sente tudo e faz qualquer coisa para não demonstrar isso. Ela está de luto por ter pedido sua irmã Gabby, que era como uma extensão dela mesma (apesar de não ter uma irmã gêmea eu só posso imaginar o que é perder uma ligação assim). Ela está com tanta dor e tão, tão triste que isso parece rasgá-la por dentro. E ela não tem certeza de que isso possa ter conserto.

"Não importa o que aconteça, não importa quantas vezes você lide com ela, a morte não fica mais fácil. Não havia ninguém com quem eu pudesse realmente conversar sobre o assunto. Meus amigos não entenderiam, mesmo que eu tentasse explicar. Além disso, não queria fazer com que se sentissem tão mal como eu me sentia todo dia."

O golpe de misericórdia é quando sua mãe a "despacha" para a casa de seu pai. Se é que ela pode chamar Henry assim. Ele quase nunca se lembrava de que tinha filhas, sempre ausente. É uma das feridas antigas no coração de Ashlyn. Apesar de agir como se não se importasse ela sente a mágoa como algo vivo dentro dela.

"Acho que às vezes é mais fácil ser cruel do que ficar magoada."

Daniel é músico, ele perdeu a mãe e o pai e seu único irmão não é alguém que ele possa confiar ou contar para qualquer coisa. Dan se enterra na música e em sua paixão por Shakespeare para esquecer a dor e o luto. Seu melhor amigo está preocupado com ele, por ele continuar agindo como se nada tivesse acontecido, apenas seguindo em frente, ele sabe como Daniel está sofrendo e sabe que isso está o matando por dentro.

"Lembranças são assustadoras, a maneira como podiam acabar com a gente com nossos próprios pensamentos."

A vida de ambos se cruza assim que Ashlyn chega na cidade e os dois parecem desenvolver uma ligação imediata. Ele reconhece a tristeza que vê nos olhos dela, como a mesma que vê nos seus ao se olhar todos os dias no espelho e ele sente o instinto de se aproximar e afastar aquele olhar dos olhos dela. Os dois então ficam de se ver novamente num bar onde a banda dele toca e Ashlyn segue para encontrar seu pai. para sua surpresa ela descobre que seu pai tem uma nova família. E ele sequer se preocupou em avisá-la antes. As únicas coisas que parecem consolá-la agora são Daniel e as cartas deixadas pela irmã, que são as únicas coisas que ainda fazem parecer que Gabby ainda está ali. Antes de morrer Gabby lhe deixou uma pequena lista de coisas que ela deve fazer antes de morrer. Conforme cada item é riscado da lista, ela tem permissão de abrir uma carta.

"Desejei que Gabby ainda estivesse vida.
E desejei que eu não me sentisse tão morta."

Mas as coisas se complicam um pouco mais a cada dia, seu pai é o vice diretor da escola, o que faz impossível evitá-lo, então ela acaba convivendo muito mais com ele, apesar de não parecer ter efeito nenhum na relação dos dois. Mas as coisas acabam piorando ainda mais, porque ela descobre que seu novo professor é Daniel.

"A gente sabe como vai acabar, mas a aventura faz valer a pena."

Eu adorei a Ashlyn. Pode parecer estranho, mas tenho que dizer: ela é gente como a gente. Ela adora ler, adora escrever, seu sonho é ser uma autora, ama Shakespeare. E o melhor, ela é aquele tipo de garota que não deixa a amiga na mão, ela vai sim àquela festa que prometeu, mas quando a amiga vai ficar com o namorado ela pega o livro da bolsa e vai ler num cantinho. Outra coisa que eu amei é que, o livro não gira exclusivamente em torno do casal principal, embora eles sejam o foco. Temos os novos "irmãos" da Ashlyn, a Hailey e o Ryan. E eu admito, eu simplesmente AMEI o Ryan. Ele é perfeito, me fazia rir o tempo todo e a luta dele para ser quem é, ao mesmo tempo que gostaria de ser uma pessoa completamente diferente fez o meu coração sangrar. Chorei mesmo. Foi, sem sombra de dúvidas o meu personagem favorito!



19 comentários:

  1. Garotas sensíveis me chamam a atenção. Quero ler esse livro!
    Gostei da sua resenha

    ResponderExcluir
  2. Estava na minha lista (interminável), mas depois dessa Resenha ele pulou pra frente, vou ler logo com certeza. Depois te conto o que achei.;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana!
      Adoooooro. Tenho uma lista dessas também huashua
      Não esqueça de vir dizer o que achou <3
      Beijos <3

      Excluir
    2. Pronto li, e ele é tudo isso mesmo. Adorei, cheio de personagens reais, que erram e acertam, passam por momentos bons e ruins, como todos nós. Há! e o romance é lindoo!
      Obrigado pela dica, beijos :-*

      Excluir
  3. Fiquei muito animado com essa leitura.
    Já ouvi muitos comentários positivos e os seus agora só confirmaram que tenho que ler esse livro.
    Gostei muito de sua resenha.

    ResponderExcluir
  4. Eu já vi muitos comentários sobre esse livro, mas eu não sabia que a historia era essa.
    Achei tudo tão bonito, e essa confusão toda na vida da personagem parece que vai dar um ótima historia.
    Já estou super animada, quero ler logo esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thaísa.
      Quando eu comecei a ler - que foi exatamente no dia da sessão de autógrafos kkk - também não sabia exatamente o que esperar e não me decepcionei. Ele vale muito a pena e a autora é muito fofaaa xD
      Beijos!

      Excluir
  5. Oiii
    eu estou desesperada para ler esse livro,vejo tomo mundo soltando elogios sobre ele e fico invejando quem tem.
    Preciso dele :(
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Larissa.
      Poxa, tem que ler! Vale muito a pena, viu? Pode confiar S2
      Beijos.

      Excluir
  6. Eu simplesmente Amei a premissa! E já quero ler logo!!!
    Eu tava vendo os comentários sobre esse livro, mas achei que era mas um romance chato e não parei nem para ler a sinopse.
    Já estou muito curiosa querendo saber se ela vai superar a perda, se vai ficar junto com o Sr. Daniels. *_*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kelis!
      Siiim! Eu também fiquei assim enquanto lia. E aposto que você também vai amar o Ryan como eu - eu nunca amei tanto um personagem coadjuvante como o amo.
      Bjs!

      Excluir
  7. Adorei a resenha, quero muito ler esse livro.
    Meu gênero preferido é romance e desde que li a sinopse me encantei por a história desse livro, parece ser ótimo.
    Pretendo ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mariele!
      É o meu gênero favorito também - embora eu curta mais um suspense romântico -, esse livro é muito gostoso de ler xD

      Excluir
  8. Esse é um dos livros que está fazendo muito sucesso desde que foi lançado e não vejo a hora de poder lê-lo, pois ele tem tudo para me conquistar. E o fato dos personagens serem imperfeitos e cheios de problemas dá aquele toque de veracidade a obra, e quem resiste á um romance??
    Bjs Amanda!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alessandra.
      De fato, quem resiste? Ainda mais um tão bem escrito *---*
      Bjs!

      Excluir
  9. Oie
    Histórias de alunos e professores super me lembra Métrica e a Aria e o Ezra de PLL já que foram os primeiros contatos que tive envolvendo essa relação.Muito está se falando nesse livro ultimamente e eu aqui só acompanhando tudo cada vez com mais vontade de ler.E vi alguém falar que o final era meio triste pra algum dos personagens,espero que não seja o Ryan já que ele parece ser maravilhoso.E a Gabby também parecia ser uma boa pessoa,espero que contém várias coisas sobre ela durante a história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Letícia.
      Sim, ele vem sendo bem divulgado e com razão, é um livro que vale muito a pena. Eu gostei bastante, achei uma pena não ter tido mais contato com a Gabby, mas a gente acaba conhecendo mais dela. através da Ash.
      Espero que você goste ;)
      Bjs.

      Excluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...