[Resenha] O Resgate

O Resgate – Nicholas Sparks
Editora Arqueiro, 2014.
Skoob: 



Taylor McAden é voluntário do corpo de bombeiros da pequena Edenton. Destemido a ponto de parecer imprudente, enfrenta incêndios, participa de salvamentos, desafia a morte sem hesitar. Mas uma coisa ele não tem coragem de fazer: entregar seu coração. Por toda a vida ele se envolveu com mulheres que estavam mais em busca de apoio que de amor – e sempre se afastava delas assim que o relacionamento começava a ficar sério. Numa noite de tempestade, enquanto sinalizava postes de energia caídos, Taylor encontra um carro batido na beira da estrada. Assim que recobra os sentidos, Denise, a motorista, pergunta pelo filho. Mas Kyle, um menino de 4 anos que tem problemas de audição e de fala, não está em sua cadeirinha no banco traseiro.
Durante a busca pelo garoto, Denise se surpreende ao ver que está diante de um homem capaz de abrir mão da própria vida para salvar uma criança. E o que Taylor nem imagina é que esse resgate será muito diferente de todos os que já fez, pois exigirá mais do que coragem e força física – e talvez possa levá-lo à própria salvação.
O resgate é um livro arrebatador sobre sentimentos que abrem portas fechadas pela tristeza e sobre vidas que são transformadas quando se tem a ousadia de amar.



‘O que dizer sobre o Sparks?’ Haha. Sempre que eu via essa frase nas resenhas dos livros dele, eu pensava: é, o quê dizer? E eu tenho um motivo bom para isso. NUNCA tinha lido nada dele antes e agora eu me pergunto, por que p**** eu não tinha lido ainda? ah, já sei. Odeio esses livros chorosos cheio de mimimi e drama, drama, drama, ZZZZZZZZzzzzz me dá sono.

Mas acho que comecei do melhor jeito possível. Este livro foi cuidadosamente escolhido por mim: não gosto de histórias sobre bombeiros. Kkkkkkkk, É verdade. Nem em filme, nem nada. Então eu pensei que seria um bom livro pra começar, já que a probabilidade de me emocionar em um livro com uma temática que eu não gosto seria menor. Eu obviamente me enganei, ou o tio Sparks é competente de mais. O fato é que eu terminei o livro em lágrimas.

Alias, um fato sobre o final do livro que eu pessoalmente amei. A nota do autor, que em geral, eu nunca leio, mas esta eu li. Gente, é de uma sensibilidade IMENSA o que o Sparks escreveu ali e me deixou chocada, porque eu não fazia ideia (esse foi um dos grandes motivos para eu ter terminado o livro em lágrimas, na verdade). Vou tentar fazer vocês entenderem um pouco mais da história e depois eu comento de novo sobre essa nota.

“Tinha 238 dólares no banco. Seu carro tinha 19 anos e rodara quilômetros suficientes para dar cinco voltas ao mundo. Mas nada disso importava. Apenas Kyle. Mas nunca, nem uma única vez, ele dissera que a amava”.

A história é contada em terceira pessoa (nem acredito que consegui ler até o final, depois de tantas tentativas em outros livros) e fala sobre uma mãe – Denise - extremamente apaixonada e devota ao filho, Kyle. Logo de cara descobrimos que Kyle tem um pequeno, mas não tão pequeno, problema de linguagem. Ele tem quase cinco anos mas tem a linguagem de um bebê. Ela teve que abandonar o emprego para que pudesse cuidar do tratamento de seu filho, que só tem a ela no mundo.

Por outro lado, nós temos o empreiteiro e ajudante de bombeiro, o Taylor. Aparentemente, é o cara que todas as mulheres pediram a Deus, pinta de super herói, bem resolvido na vida e lindo. Mas por trás disso, ele é um daqueles caras cercados por fantasmas do passado.

“Denise adorava seu cheiro, adorava a textura áspera de suas mãos no corpo dela e as rugas ao redor dos seus olhos sempre que ria. Adorava o modo como ele a olhava quando ela ia trabalhar, encostado na picape no estacionamento, com uma perna por cima da outra. Adorava tudo nele”.

Os dois se conhecem logo nas primeiras páginas do livro quando Denise e Kyle sofrem um sério acidente de carro que é Taylor quem os resgata. Agora vocês estão pensando, ahhhhhhhhhh então é por isso que o livro se chama ‘O resgate’. Mas não. Não é por isso. O título só faz sentido quando você vai lendo o livro todo, que é muito, muito bom por sinal. O resgate acontece na leitura inteira e não se sabe quem salva quem.

“Como uma aparição, a imagem de Denise havia surgido repetidamente em sua cabeça, mas ele insistira em afastá-la todas as vezes. Mas agora isso era impossível”.

Gostei MUITO da Denise. Uma das mocinhas mais fortes que eu tive o prazer de ler. Já o Taylor, me deixou doente de raiva, como acontece muitas vezes, rs. Mas o ponto forte foi que ele é encantador e uma ótima pessoa, apesar de fazer merda às vezes.

Bem, a parte que eu achei MAIS emocionante, é o que levou o Sparks a escrever o livro, o que ele nos conta láá no final, na nota do autor. Um de seus filhos, o Ryan, em o mesmo problema que Kyle e ele e sua esposa passaram pelo menos que a Denise passou. Acho que isso me fez entender a história por trás disso, a emoção de acompanhar as pequenas conquistas do seu filho. Achei lindo e muito emocionante

Enfim, recomendo a todos. Agora é partir para uma overdose de Nicholas Sparks.


13 comentários:

  1. Sou apaixonada por todos os livros do Nicholas Sparks, mesmo que sejam tristes e creio que esse livro irá me agradar tanto quanto os outros. Estou louca para ler este livro!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahhhhh se vc é fã, vai totalmente se apaixonar por este! <3

      Excluir
  2. Eu não leio muito os livros do Nicholas Sparks, sei que as historias são boas, mas eu não gosto muito de romance com mimimi.
    Gosto de ler romance adulto, ou comedias românticas. Acho que só romance me da preguiça de ler.
    Vou tentar dar uma oportunidade a esses livros :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também pensava assim.
      pelo que tinha visto dos filmes achava q teria tragedia e drama demais, coisa que eu nao gosto.
      mas já li dois dele que gostei bastante, não fazem essa linha.

      Excluir
  3. Eu amo os livros dele. As historias são emocionantes.
    Eu ainda não li esse livro, mas já esta na minha listinhas de desejos.
    Foi uma ótima resenha, espero que leia mais as obras desse autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que bom, obrigada :D

      eu tenho a intenção sim. já adicionei alguns outros na lista e assim que puder faço resenha. gostei bastante!

      Excluir
  4. Bom apesar de todos os comentários positivos sobre os livros do Nicolas Sparks, não consegui me interessar por nenhum livro do autor, eu ainda não li nenhum livro dele e por enquanto não pretendo ler, apesar da sua ótima resenha este livro não me chamou muito a atenção e no momento não pretendo ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu pensava assim também. até que encontrei este aqui, que me chamou a atenção por ter sido inspirado no problema do filho dele. achei que seria lindo <3 e não me decepcionei.
      dê uma chance!

      Excluir
  5. Também não posso comentar nadinha dos livros do Sparks porque também nunca li :X mas pretendo logo remediar isso...porque sei que são bons se me basear nos livros feitos das obras dele e que são ótimos ^^ A história desse parece ser linda e o fato do Sparks ter contado a história baseada num problema que ele mesmo teve que enfrentar é muito interessante, aposto que deixou a história mais profunda e real :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. exatamenteeeeeeeeeeeeeee, vc disse tudo que eu queria dizer! hahahaha
      eu nunca tinha me interessado em ler Sparks, mas gostava dos filmes.
      foi o fato de ter sido baseado em um problema que ele enfrentou é que me conquistou.
      amei!

      Excluir
  6. Eu não li nenhum livro do Spark, acho bonitas algumas historias mas não encontro animo para ler.
    Acho que os livros dele não não o meu tipo de leitura.
    Achei a sua resenha muito boa, quem sabe um dia não me anime para ler os livros do autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada! se animar venha me dizer o que achou! ;)

      Excluir
  7. Oiiii
    Eu sou apaixonada pelos livros dele,minha meta esse ano e ler todos eles.
    Quando eu começo a ler um livro dele eu não consigo parar,to louca para ler esse também.
    eu sempre recomendo os livros dele,são sempre ótimos.
    Bjs

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...