[Resenha] Depravado - Jaimie Roberts

DepravadoDeviant # 1
Jaimie Roberts



Depravado - A maioria dos contos de fadas termina com um “felizes para sempre”.
Este não é um conto de fadas. Ele não é um príncipe encantado que vai levá-la em direção ao pôr do sol. Esta é uma história sobre traição, luxúria, desejo e, em última análise, vingança…
E a vingança só pode conduzir a uma coisa.
Tyler
Ele era um estranho, meu visitante, a sombra no canto do quarto. Ele me perseguia, me observava, sabia tudo sobre mim. Mas tudo que eu podia fazer era sentar e esperar. Esperei que ele me visitasse, noite após noite. Ele estava se tornando o meu vício, meu desejo, minha obsessão. Ele conhecia cada centímetro do meu corpo, mas eu não sabia nada sobre ele.
Ele se autodenomina Lótus e, tão maluco quanto possa parecer, acho que estou me apaixonando.
Dean
Eu queria pegá-la, possuí-la, dominá-la e arruiná-la. Eu queria violentá-la, agradá-la e consumi-la até que eu não pudesse sugar mais nada dela.
Ela vai querer que eu a beije. Que a segure durante toda a noite para que ela tenha uma conexão comigo. Eu gostaria de fazer isso, quando ela me procurasse na escuridão. Ser aquele que satisfaz sua maior fantasia. Um estranho que foge para o quarto dela. Alguém que lhe dá o máximo prazer, mas também busca o seu maior sofrimento. A dor que ela nunca teve que suportar. A dor que irá corroê-la até que não haverá mais nada.
Ela era a minha inimiga, eu era o seu lótus. E a vingança é uma merda.

Sabe aquele momento em que você fica olhando para a folha em branco, sem saber o que digitar? Procurando ideias para desenvolver o texto e nada vem à mente? Pois então, caros leitores deste humilde blog, esta é minha situação para escrever a resenha desse livro. Assim, espero que entendam minhas confusas palavras e impressões.

A trama se desenvolve em torno de uma vingança, e em meio a ela temos Tyler, uma jovem jornalista que há três anos — isso mesmo, três anos —, é perseguida por um estranho, que todos os dias invade seu apartamento, deixando nítidas pistas de que ele esteve lá. E isso vai se intensificando a cada dia, de uma forma perturbadora.

Mas, estranhamente, ela não sente medo. Um lado dela, um sombrio, aprecia aquelas visitas constantes e até anseia por elas, fazendo-a aguardar o momento que o seu estranho se manifeste, através de um mínimo detalhe fora do lugar no seu apartamento, a posição do seu carro na garagem e até mesmo a posição do papel higiênico no banheiro.

Eu estava obcecada com o meu estranho, porque eu era tão doente e sombria quanto ele. Eu sabia que o que tínhamos era completamente não-convencional. Eu sabia que o que tínhamos jamais iria durar. Mas eu não podia desconsiderar que meu corpo gritava por ele. Noite após noite, eu o procurava, esperando que ele viesse até mim.

Tudo isso vai culminar em uma noite que ela se entrega completamente a ele e, mesmo sem ver o seu rosto, ela ousa extravasar seus desejos, ser dominada completamente por ele, até o ponto que se torna uma obsessão, ansiando por cada momento em que ela vai estar com ele novamente, pois só esse homem sem rosto e sem nome pode fazê-la expressar seus anseios mais sombrios.

Ele era o homem dos meus sonhos e o meu pior pesadelo. Ele me conquistou, me roubou, me arruinou, e finalmente conseguiu o que desejava. Eu estava arruinada. Eu estava acabada. Eu era, e sempre seria, sua.

Tyler nem imagina que esse homem é Dean, um homem que é movido por vingança contra todos aqueles que prejudicaram sua família. Ele cresceu em um mundo onde a violência era a arma mais eficaz contra àqueles que o fizeram sofrer. Mas, sua vingança contra Tyler envolvia enlouquecê-la de uma paixão que a tornasse dependente dele, para assim destruí-la por um série de erros e enganos que teve o poder de separar e destruir, não só física, mas emocionalmente, deixando marcas profundas na vida dos dois. Mas as emoções são muitos profundas para que ele fique indiferente e não destrua a si mesmo no processo...

Eu queria mais, ansiava por mais, como se ela fosse a batida do meu coração. Mas eu não tenho um coração. Se tivesse um, ele seria preto de raiva, preenchido com ódio e desejo. Desejo de esmagar, ferir, de vingar meu passado. A vingança corria em minhas veias como uma maré interminável. Nunca pare. Nunca desista. Nunca recue.

 O livro pode ser definido como um jogo de emoções. Tanto pela trama em si, quanto por uma história paralela, que acaba por mexer com o leitor também. Peguei-me completamente presa nas emoções dos dois protagonistas — ou posso dizer loucura? —, nesse jogo psicológico que tinha muito mais a ver com sentimentos mais íntimos do que algo tão corrosivo quanto a vingança, que acaba por trazer consequências para a vida dos dois.

No começo da leitura, antes de me envolver, não o indicaria, mas tenho a concepção que, se um livro mexe com suas emoções, te faz levantar fatos, convicções, é porque o autor soube falar com o leitor, então é uma leitura que indico, vale a pena passar algumas horas com personagens tão intensos (e claro, ansiar junto comigo, pelo desfecho dela).


            Então... boa leitura!

15 comentários:

  1. Não conhecia esse livro.
    Mas que historia em? Estou aqui cheio de perguntas sobre esse livro.
    Gostei dele e estou bem curioso.
    O livro faz parte de alguma serie?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma duologia, o segundo livro ainda não foi lançado aqui no Brasil.

      Excluir
  2. Vish, deve ser complicado quando não se tem ideia de como se escrever uma resenha sobre o livro, eu não me interessei pelo livro, não é o tipo de conteúdo que me chama a atenção, então não pretendo ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mariele, mas a trama até que boa! Se quiser se aventurar... rsrsrs! Bjos

      Excluir
  3. Respostas
    1. Não, acho que a autora é inglesa. Esse é o primeiro livro dela publicado no Brasil, creio.

      Excluir
  4. Nossa, que historia e que capa. Gostei muito, sua resenha me deixou alucinada querendo saber mais sobre essa historia.
    Já esta super anotado aqui e quero ler logo esse livro. s2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thaísa, espero que leia mesmo! Vc vai ficar mais alucinada ao ler, rsrssr!

      Excluir
  5. Eu quero esse livro!!!
    Gostei muito da premissa e fiquei muito curiosa querendo saber tudo sobre a vingança e como ele entra na casa sem ela ver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kelis, espero que leia e venha compartilhar sua opinião conosco! Bjos

      Excluir
  6. Quero quero quero <3
    Luci! Adoreiii.
    acho q vou curtir kkk
    Pena q é serie. Vou esperar os outros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nath, tem somente uma continuação, se não me engano. Mais um livro para fechar a história.

      Excluir
  7. A subtrama do Jeremy é desnecessária para o contexto, mas, caralho, é muito boa!

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...