[Review] In a Heartbeat - Teodora Kostova

New Adult



Stella
"Eu estive dentro e fora de hospitais nos últimos dez meses. Eu tive a metade do meu fígado retirado e, embora desta vez os médicos estejam muito otimistas, já que removeram todos os tumores, eles não podem ter certeza. Daqui a três meses, eles me querem aqui novamente para um check-up. Agora eu me sinto melhor do que já me senti antes. Eu sei que essa maldita coisa se foi, pelo menos neste momento. Apesar disso, eu não posso fazer planos para o futuro, ainda não. Eu preciso ir para algum lugar onde ninguém me conheça, onde eu possa relaxar e talvez até mesmo esquecer tudo isso. Onde eu possa encontrar pessoas que não pensem em mim como a garota que perdeu o pai e o irmão em um acidente de carro, e que tem câncer. Eu quero me divertir, mesmo que seja por um par de meses."

Quando Stella decide visitar sua prima estrangeira Lisa em Gênova, ela não tem ideia de que a Itália vai dar-lhe uma nova razão para viver. Max. Serão Max e Stella fortes o suficiente para lutar, não só pelo seu amor, mas por suas vidas?
"E assim, num piscar de olhos, sua vida mudou para sempre."


Quando terminei de ler esse livro, a primeira coisa que pensei foi: "Onde consigo uma Lobotomia?".

Existem livros e livros. Há aqueles que mexem com a sua cabeça de tal forma que a trama fica impregnada na sua mente por dias. Até invade os seus sonhos. As emoções, o drama e absolutamente tudo é tão envolvente e intenso que leva o leitor a níveis estratosféricos. Mas, em contraponto, há outros livros que ao longo da leitura, sua veia teimosa insiste em te forçar a continuar e como a esperança é a última que morre, você acredita que em algum momento toda aquela besteira vai se tornar alguma coisa linda e épica.

Pois bem... Ainda estou esperando o momento épico do primeiro volume da trilogia Heartbeat. Preciso parar de acreditar que a esperança é a última que morre e mandar a vadia para o inferno logo na primeira impressão de que estou perdendo o meu tempo lendo um romance absolutamente sem sal, maçante e chato.

A sinopse vende bem. Faz uma ótima propaganda e ilude o leitor sobre um romance que tem tudo para ser inesquecível... Sim, e é inesquecível, na categoria: "Os 10 piores romances da minha vida".

description

Stella é uma típica protagonista cheia de problemas, tragédias e inseguranças. Após perder o pai e o irmão em um trágico acidente de carro, a autora considerou que seria legal construir uma personagem com todos os grandes problemas emocionais do mundo e jogá-la em uma lugar na Itália para ter um romance de verão, onde já estava fadado ao fracasso antes mesmo de começar, pois além de ter que enfrentar diariamente seus traumas sobre acidentes de carros e ódio espiritual, Stella descobre que tem câncer.

Desculpe. Se você leu esse romance e adorou, gostaria que deixasse um comentário e me dissesse o que levou o seu coração a palpitar em favor a esse drama mexicano que Kostova criou em uma narrativa em terceira pessoas bastante infantil e arrastada.

Eu teria dado apenas uma estrela, mas Max merece um ponto a mais por ter sido tão fofo e com uma paciência budista para suportar todo o drama. Uma das coisas mais frustrantes que pode haver em um romance para mim, é quando a protagonista não é uma personagem que merece toda a dedicação e amor do mocinho. Stella não está ao nível do Max. Definitivamente, um rapaz como ele merecia uma garota BEM melhor. Não estou dizendo que as tragédias na vida da Stella devam ser ignoradas e tratadas com indiferença, mas a autora poderia ter criado uma personagem mais forte e decidida. Levando-se em conta por tudo o que ela passou, imagino que chorar, se fazer de mártir e se fechar em autopiedade, não sejam características promissoras.

Max é um típico italiano dos sonhos: Lindo, charmoso e tão apaixonado que o açúcar escorria pelo meu tablet. Ele foi impecável ao demonstrar seus medos, e mostrar que tinha seus próprios demônios para combater diariamente. E mesmo que tenha demorado um pouco para decidir o que queria para sua vida, após tomar tal decisão, o rapaz não mediu esforços para conquistar a garota que considerava ser a mulher de sua vida.

E o rapaz lutou. Bateu o pé. Insistiu. Pegou um avião e foi para outro país.
"Você me completa, você conecta todos os pedaços de mim. Eu me sinto completo quando estou com você. Quando eu olho para o futuro, vejo você ao meu lado"
E tudo para ter que lidar com uma Stella histérica, mimada, chata e absolutamente infantil.

Mas isso também é culpa da autora que não soube conduzir de forma retilínea o romance. Em cada capítulo, o casal passava pela briga de: "eu quero você, mas não posso te ter. Saí daqui. Não, volte aqui... Não me toca, me beija!". Deu pra sentir a confusão?

É ridículo, entendiante e cheio de clichês adolescentes que nem mesmo os personagens coadjuvantes puderam salvar, porque eles também eram confusos e cansativos. Não é um romance que indico de forma alguma. Vá tomar um café, veja um filme, leia uma lista telefônica, há outras mil maneiras de aproveitar o seu tempo.




10 comentários:

  1. Bem, Nana, obrigada pela não indicação. Cancelado da minha lista de leitura. A capa está linda, mas é como diz o didato: Não compre um livro pela capa. Eu até acrescentaria: ou uma sinopse atraente. Pena, achei que seria uma grande história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahaha, sempre as ordens querida. Apenas uma resenha sincera. :)

      Excluir
  2. Concordo contigo Nana.
    Li o livro e achei bem chatinho...
    Me irrito muito com protagonistas dramaticos, sei que cada um lida com os problemas de uma forma, mas tenho dificuldades em entender mimimi, quem fica no canto lambendo as feridas. Vai adiantar de alguma coisa reclamar? Perco a paciência de verdade...
    Mas o Max de fato salva o livro, ele é maravilhoso!
    Também não gostei da escrita da autora... muito entediante e clichê!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dramarização é bom, "mimimi" é o problema. Nenhum dos personagens é maduro o suficiente para lidar com o assunto q a autora quis abordar.É para perder a paciência mesmo hahahaahha... Mas o Max foi um detalhe que me ajudou a ler até o final. Juro que torci pra menina morrer e ele ir viver em outro país para superar a dor e então encontrar uma moça a altura.
      Mas minhas preces não foram atendidas.
      :P

      Excluir
  3. Oiee!!
    Menina a sinopse realmente tinha me ganho, assim como ganhou você, esperava um livro com uma protagonista mais forte, afinal ele passou por muitas coisas e está conseguindo vencer tudo isso, então sim, ela tinha que ser uma pessoa forte, então imagina como me senti ao ver que ela não é nada disso, decepção total ( e olha que nem li o livro).
    É uma pena que a única coisa boa do livro seja Max, infelizmente só ter um mocinho tudo de bom não me faz querer ler o livro, ele tem tantos problemas que prefiro nem tentar, pois sua resenha já disse pra correr dele, então vou seguir sua dica e não vou ler.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha, sim flor, um personagem bom não faz valer a pena gastar dinheiro ou o tempo com uma trama recheada de enrolação e dramas imaturos. Tenho certeza que a sua lista de leituras é enorme, por isso, pode desencanar de Heartbeat sem dó. hahahahaha <3

      Excluir
  4. Oiii
    Ainda não li o livro,mas ja ouvi comentarios nagativos e positivos sobre ele.
    Então acho que so lendo mesmo pra saber,mas pela sinopse pare sem muito bom,mas nunca julgue um livro pela capa ou sinpse kk
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, esse livro tem a opinião bem dividida. Quando ler, me conta o que achou. =D Vamos ver se as nossas opiniões combinam.
      Beijos.

      Excluir
  5. Com udo o que você falou não teria como me desmotivar mais. Só com o pouco que retratou Stella já me fez odiá-la, dirá tendo que "suportá-la" mesmo. Valeu, ainda bem que ainda não tinha cedido a tentação dessa capa.

    ResponderExcluir
  6. Nossa, Nana, a sinopse realmente vende bem. Fiquei super curiosa para ler o livro só por causa dela, parecia ser um livro com um drama muito bom e com uma lição de vida. mas depois de ler sua resenha, e ver que você o colocou na lista dos 10 piores romances que você leu, já cortei ele da minha lista de desejados.

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...