15 abril 2015

[Resenha] True - Erin McCarthy

True # 1
Erin McCarthy
Uma história sobre as possibilidades que se abrem para aqueles que estão dispostos a se entregar de corpo e alma.

True - Quando as colegas de quarto de Rory descobrem que a tímida e estudiosa garota nunca passou uma noite com um homem, decidem que vão ajudá-la a perder a virgindade contratando o confiante e tatuado Tyler para fazer o serviço, porém sem o conhecimento dela. Tyler sabe que não é bom o bastante para Rory. Ela é brilhante, enquanto ele está lutando para se formar na faculdade e conseguir um emprego, para, então, poder tirar seus irmãos mais novos da mãe drogada. Mas ele acaba aceitando a proposta, pelo menos como uma oportunidade de conhecer Rory melhor. Há algo nela que o intriga e o faz querer ficar por perto — mesmo sabendo que não deveria.

Divididos entre o bom senso e o desejo, os dois se veem envolvidos em uma relação apaixonada. Mas, quando a família desajustada de Tyler ameaça destruir seu futuro — assim como o dela —, Rory precisa decidir se vai cortar os laços com o perigoso mundo do namorado ou se vai seguir seu coração, não importa o preço a pagar.



Rory é a típica nerd, nunca se apaixonou nem nunca se aventurou a grandes paixões. Enquanto outros jovens da sua idade tinham inúmeras experiências típicas de adolescente, ela se concentrava nos estudos. Ao idealizar o homem perfeito para ser seu namorado, tinha em mente alguém inteligente, estudioso e “certinho”, seria o par perfeito para ela. Só que nunca imaginou cair de amores por um rapaz de aparência de menino mau, coberto de tatuagens.

Tyler exteriormente tem a aparência do rapaz que uma garota nunca apresentaria ao seu pai. Seu estilo e suas tatuagens o fazem ser classificado como o jovem sem responsabilidade que tem como objetivo somente curtir a vida. Porém, o seu exterior esconde alguém dedicado e com objetivos, não em prol de si mesmo, mas daqueles que ama.

Ainda assim, são dois opostos que se aproximam através de amigos comuns, mas depois com um adicional: as amigas de Rory o contratam para tirar a virgindade dela, e fazê-la abandonar o comportamento retraído que a deixa ser uma pessoa contida, reflexiva, não dada a emoções.

Como Tyler se aproxima de Rory tendo essa proposta como desculpa para isso, ela passa se sentir cada vez mais atraída por ele, sentindo o despertar de sentimentos tão poucos conhecidos para ela, mas a faz se arriscar a se entregar nessa relação, principalmente porque passa a conhecer mais do interior de Tyler, quando tantos só enxergam a sua aparência e o julgam por ela.

— Sabe por que a gente se dá bem, Rory?— Por quê? (...)— Porque nós dois vemos além do que as outras pessoas veem na gente. Nós dois sabemos que, às vezes, as melhores coisas estão debaixo da superfície. (...)

Rory não descobre somente Tyler e sua verdadeira natureza, ela redescobre a si mesma, junto com a sua coragem de se entregar a alguém, mesmo que tudo aponte ao contrário dessa relação. E ela terá que aprender a lidar com algo que não está nos seus livros de cálculos com resultados tão exatos: a dinâmica das relações humanas, ainda mais, quando envolve o amor, a amizade e as paixões.

Erin McCarthy nos presenteia com uma história que pode ser vista como clichê, a velha fórmula de uma mocinha certinha apaixonada por bad boy. No entanto, com uma narrativa bem dinâmica, criou dois personagens que adorei ler.

 Devo dizer sim, que eu gostei desse livro. 

Gostei da escrita da autora, e dos momentos que a mocinha é sagaz e com um humor sarcásticos. 
Pode-se dizer que a mocinha é pamonha por aceitar um cara que foi pago para ficar por ela, ainda por cima PA da melhor amiga, mas duvido que alguém aqui nunca ficou com um cara safado, que já fez merda e você jurou nunca ficar novamente, e de repente você não resiste e está lá ??? Quem nunca????? Então porque não entender as decisões dessa mocinha?  

Esse tema foi mais complicado para algumas pessoas, se ele fosse apenas pago, estaria bem, mas ser o PA da amiga, foi o que as meninas odiaram. Eu devo dizer, que a relação de amizade entre as três é bem diferente, se você conseguir enxergar a personalidade das três e compreender o tipo de amizades que as unem, por serem tão diferentes, você pensaria duas vezes.

Posso dizer que amei de “verdade” o livro, apesar de ter sentido falta de um final mais bem elaborado pela autora. Espero que, como o segundo é da história do irmão de Tyler, possamos ter um vislumbre melhor do primeiro casal e a resolução de alguns conflitos.

Mas, de uma forma geral, o livro se constituiu numa leitura bem prazerosa, fluida e sem muito drama. Então... é só aguardar o livro dois, que espero ansiosa.


Ps: está colorido a resenha, porque o preto foi a Luci, e o Roxo a Lud.



Compartilhe!

9 comentários :

  1. Ahh eu gostei dele!
    Concordo com a Lud, Rory é meio pamonha né? PA da melhor amiga não dá gente...
    Mas achei o livro fofinho e um leitura fácil e rápida!

    ResponderExcluir
  2. True é um livro que me despertou interesse desde seu lançamento. Primeiro me chamou atenção pela capa, depois por ser YA (adoro esse gênero), fora o fato de gostar muito dessa premissa de badboy e mocinha se apaixonando.
    Não sabia que Tayler tinha sido PA da amiga de Rory, mas o que fazer quando o coração se apaixona?
    Ansiosa para conhecer mais sobre a história de Rory e Tayler, mesmo ela sendo uma pamonha, rsrs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amália, leia sim. A escrita da autora é muito gostosa e te pega.

      =)

      Excluir
    2. Também não gostei muito do cara ser PA da amiga, mas a autora criou um cenário bem liberal com relação a isso. Além do mais, quando o Tyler vai se revelando... ai, meninas, ele é totalmente fofo, eu também não ligaria, rsrsrs!

      Excluir
  3. Legal saber que o livro não é apenas aquele típico clichê de mocinha recatada e mocinho bad boy, saber que tem mais coisas por trás principalmente na vida dele, o que o faz mais humano, foi uma sacada e tanto da autora.
    Já me vejo apaixonada pelo Tyler s2
    Bjokas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Iêda, Tyler é muito apaixonante, vale a pena !

      Excluir
  4. Oiii
    Eu li esse livro e amei,tambem senti falta de um final mais elaborado.
    Não sabia que ia ter o livro do irmão dele,espero que saia logo!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Larissa, eu achei que faltou um final digno né.
      A série possui 4 livros. 4 casais diferente.

      Excluir
  5. Eu ainda só não entendi o que é YA, de todo modo sou louca pra ler esse livro.
    Realmente parece ser MUITO bom.
    Mas vou querer ler a série toda de uma vez.

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei