[Resenha] Simplesmente Irresistível - Rachel Gibson

Simplesmente Irresistível
Simplesmente Irresistível
Chinooks Hockey Team #1
Rachel Gibson



Cheia de romantismo, humor e picardia, esta história da inigualável Rachel Gibson começa com o casamento, no Texas, da recém-formada Georgeanne com o milionário Virgil, um homem três vezes mais velho que ela. Os únicos talentos de Georgianne são cozinhar e falar muito, mas o que Virgil realmente aprecia nela é o corpo curvilíneo e perfeito. Percebendo que não é capaz de desposar um homem com idade para ser seu avô, Georgeanne larga o noivo no altar e foge com o astro do hóquei John Kowalsky, que joga no time do qual Virgil é proprietário. John não faz ideia da encrenca em que se meteu, e só percebe que está ajudando a noiva do seu chefe quando já é tarde demais. Uma longa noite se estende diante deles, e nenhum dos dois resiste à tentação de passá-la juntos. Mas, no dia seguinte, John dispensa Georgeanne para não comprometer sua carreira, deixando-a com o coração partido e sem rumo.



Sete anos depois, os dois se encontram novamente. Georgeanne é sócia numa empresa de catering em Seattle e ele deixou os dias de rebeldia para trás. outra surpresa aguarda John: ele descobre que aquela noite de amor produziu uma filha adorável e incorrigível, de cuja vida ele quer fazer parte. A paixão por Georgeanne renasce; mas será que ele vai se arriscar, novamente, a incorrer na cólera do seu patrão? Ela, vai aceitá-lo, depois de ter levado um fora dele? Diversão garantida também é o romance de Mae e Hugh, amigos dos protagonistas, nesta trama hilária, cheia de personagens impagáveis, de uma das autoras mais lidas e apreciadas da atualidade.


Rachel Gibson é considerada uma das escritoras mais amadas dos EUA e seus livros são best-sellers. Simplesmente Irresistível, o primeiro volume da série Chinooks Hockey Team, foi o primeiro romance da autora que li, e agora compreendo a razão de tantos elogios: o livro é ótimo.

A jovem Georgeanne Howard acaba deixando seu noivo no altar ao realizar que não pode se casar com um homem tão mais velho que ela. John Kowalsky ajuda-a a fugir da cerimônia, e tarde demais percebe que o belíssimo ser de seios fartos no banco do carona de seu carro é a noiva de seu chefe. Mas o astro do hóquei não resiste ao encanto sulista da moça, e os dois acabam passando a noite juntos.


Mas John a abandona num aeroporto no dia seguinte, quebrando o coração de Georgie e deixando-a sem rumo. Sete anos depois, porém, seus caminhos voltam a se cruzar e John descobre que a noite selvagem que tiveram produziu uma filha. Ele decide que quer fazer parte da vida da garotinha, tarefa que se mostra extremamente difícil devido aos sentimentos que voltam a aflorar entre John e Georgeanne.
“Docinho, se eu deixasse este robe cair, seu sorriso teria de ser removido do seu rosto cirurgicamente.”
Simplesmente Irresistível era justamente a leitura que eu precisava para me livrar da ressaca literária: uma narrativa divertida, sensual e viciante, que devorei página após página e ainda pedi por mais. Não é surpresa a fama de Rachel Gibson, visto que a escritora sabe como envolver o leitor com suas tramas bem desenvolvidas e seus personagens marcantes. Sua capacidade de fazer tanto em menos de 400 páginas é incrível, sem enrolar ou exagerar em momento algum. Claro que sabemos como a história vai acabar, mas o caminho é tão delicioso que você não quer que termine.

Conhecemos Georgeanne como uma jovem do Texas que usa seus atrativos para dominar. Sete anos se passam, porém, e com eles vêm grandes mudanças. A maior delas se chama Lexie, o resultado da noite de luxúria com John. A garotinha é adorável e, apesar de ser fictícia, é fácil querer apertar as bochechas da fofa. John tem um passado obscuro por trás de suas atitudes, o que pesa bastante quando se considera a insegurança que ele demonstra ao longo do livro. A relação da família disfuncional foi muito bem construída, principalmente pelos medos de Georgie e a estranheza de John.

Outra proeza que a autora realiza aqui é a tensão sexual. Chega a ser absurda a forma como Gibson faz sair faíscas sempre que os protagonistas estão no mesmo cômodo. É uma incrível e genuína atração, sem forçar a barra.


“Nenhum outro homem que conhecera, mesmo antigos namorados a quem julgara amar, tinha feito ela se sentir do mesmo modo que John fizera. Nenhum homem a fizera sentir-se tão desejável. E nenhum homem a deixara tão destroçada por dentro.”

No livro também conhecemos o relacionamento louco e cheio de provocações de Mae e Hugh, amigos de Georgie e John. É interessante, pois, apesar do foco no casal protagonista, a narrativa também dá certo destaque aos personagens secundários.

Com uma trama fácil, divertida e inteligente, Gibson consegue capturar a ateção do leitor desde a primeira página, e caso você não tenha lido nada dessa autora ainda, fica aí uma indicação de um romance que mostra como a receita do clichê ainda pode dar certo.



 photo 506918.gif






12 comentários:

  1. Esse livro parece ser exatamente o que eu estou precisando no momento...
    Tenho ele faz tempo e nunca me animei para ler! Mas vc acabou de me convencer =P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahaha, leia querida, e depois me fala o que achou. Preciso ler os outros dela, mas esse tem um lugarzinho especial na minha estante.

      Excluir
  2. Ainnn eu adoro esse livro!
    Pra mim a Rachel eh mto divaaa.
    Acho q nao li nenhum dela ainda que eu nao tenha gostado..

    Este aqui gostei bastante dos personagens, da pirralha, da historia..
    adorei a resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Owwnnnn <3
      Rachel é mto diva mesmo. Estou doida pelo livro dela que foi lançado pela Arqueiro, "À primeira vista". Assim que conseguir, faço a resenha dele. ;)

      Excluir
  3. Rachei é diva. Já li toda a série do chinos. Pena q acabou. Adorei todos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, ela é mto diva <3
      Ainda não li todos, mas não tenho pressa. Acho que vou entrar em uma depressão pós-leitura quando acabar de ler toda a série dela, hahahahaha

      Excluir
  4. Em vez de chinos kkkkkk leia-se chinooks

    ResponderExcluir
  5. Os livros da Rachel são demais. o primeiro que li foi logo "Sem clima para o amor", me fez gargalhar em casa - e fazer minha mãe questionar mais uma vez minha sanidade mental -. Eu comecei a ler "Simplesmente Irresistível", mas acho que peguei em um momento ruim, porque ele não me prendeu, mas sua resenha me convenceu a tentar de novo *-*
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Preciso ler "Sem clima para o amor", vejo muuuuuitos elogios sobre ele. Tenho ele na minha cabeceira, e to enrolando. *vergonha* Mas vou ler e farei a resenha, e você me diz se conseguiu ler "Simplesmente Irresistível". *-*

      Excluir
  6. A história tem cara de ser encantadora. Estava doida pra saber mais um pouco dela.E agora que li fiquei mais contente. Já sei que vai me agradar e que não vou me arrepender ao ler. Valeu pela resenha. Tirou minhas dúvidas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Já li esse livro e recomendo muito. Foi o primeiro livro que eu li da Rachel e simplesmente adorei o modo como ela escreve. O livro é leve, tem cenas engraçadas e outras mais sensuais, de tirar o fôlego mesmo haha.
    Além disso, ele se passa nos anos 90, e particularmente, eu amo narrativas em que se passam em épocas diferentes.
    O que dizer da capa? Achei lindíssima e bem atraente, e na minha sincera opinião, essa é bem mais bonita do que as outras da série.

    Confesso que foi o primeiro e único livro da R.Gibson que eu li, mas futuramente pretendo ler o segundo livro da série e talvez irei ler os outros livros dela, pois vejo que muita gente elogia ela.
    Quais livros dela você já leu? Se puder me recomendar um, agradeço.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Não tinha visto este livro ainda.
    Que capa fofinha *-*

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...