20 janeiro 2015

SPD #2 - Entrevista : S. C. Stephens

Separamos algumas perguntas para vocês conhecerem um pouco da autora.  



S. C. Stephens é um dos maiores fenômenos da autopublicação dos Estados Unidos (agora uma das estrelas da Gallery Books). Adora escrever histórias bem românticas, recheadas de emoção e paixão. Além de escrever, adora ler novos autores, ir ao cinema e, principalmente, estar com os filhos. Para entrar em contato, escreva para :

ThoughtlessRomantic@gmail.com 

www.authorscstephens.com











  Quem inspirou você como escritor?  
Minha inspiração veio de uma infinidade de coisas diferentes, desde fantásticas personagens fictícios que ficou na minha cabeça por dias, a música bombeamento o sangue que mexeu com minha alma, as manhãs de neblina que fizeram tudo em torno de mim parecer calmo e tranquilo.

Além de seus livros, é claro, você tem uma série favorita? 
 Sim!É um empate entre Crepúsculo e da série Vampire Academy.

Quem foi seu personagem favorito para escrever?  
Eu amo todos eles por razões diferentes, mas Griffin me deixa em gargalhadas toda vez que ele fala.

Que personagem você mais gosta?  
De todos eles, Kiera é o que eu sou provavelmente a mais próxima. Nós ainda somos muito diferentes, mas nós temos um monte das mesmas manias e inseguranças, ambas não gostam de estar em lugares desconhecidos, sendo o centro das atenções, e, obviamente, nós duas gostamos de escrever.

Qual é a sua cena mais favorito de todos os três livros? 
 Oh, wow... há muitas favoritos para escolher. Hmmm ... Eu gosto quando Kellan e Kiera brigam, por isso é um empate entre a cena da chuva e a cena do quarto em Thoughtless. Eu vou dizer a cena da chuva ganha, no entanto. Há apenas algo sobre a imagem de Kellan encharcado e gritando palavrões que eu realmente gosto.

Será que você baseou Kiera e Kellan em  pessoas que você conhece?  
Não. Além de Kiera ter versões exageradas de alguns dos meus traços, ninguém no livro é baseado em pessoas reais.

Eu sei que você é um grande fã de música. Qual banda você diria que os D-Bags parecem?  
Já ouvi tantas grandes canções e bandas que correspondem a imagem na minha cabeça, mas minha mecanção favorita é New Divide por Linkin Park. Isso realmente resume seu som.


~ Quais são as suas cinca melhores citações da série (incluindo imprudente)?

"Cara, ele é australiano... não é um pirata."
"Deus, você está sugando toda a diversão da nossa amizade."
"Se você realmente se casar com ele, ainda vou conseguir transar com você?"
"Diga-me que você foi estuprada... Eu te desafio."
"Fique. Fique comigo. Trabalhe isso comigo. Só não me deixe... por favor. "

Como é que surgiu com os três títulos Thoughtless, Effortless, and Reckless?
Thoughtless surgiu porque Kiera continuava fazendo as coisas sem pensar. Coube em sua personagem.  Effortless surgiu em minha mente depois de ouvi-lo em uma canção (estou perdendo você e é sem esforço). Eu decidi usá-lo como o título depois de Kiera mencionou que amá-lo era fácies.  Reckless foi o mais difícil dos três a nome. Eu tinha uma lista de dezenas de títulos. Esse foi o que era o mais original, mas ainda cabia a história.

Se você pudesse descrever a série Thoughtless em três palavras, quais seriam?
Aceitando o amor verdadeiro

Como você se sentiu quando você terminou de escrever o último livro?  Como escritora, você passou por um período de luto?
Honestamente, eu estava animada/ nervosa desde que terminei o livro. Este é o primeiro que eu publiquei sem compartilhá-lo com centenas de pessoas em primeiro lugar, por isso é uma experiência nova para mim. Há também muita expectativa em torno do livro, por isso estou esperando que os fãs fiquem satisfeitos.
Curiosamente, eu não senti qualquer espécie de período de luto, uma vez que tinha acabado. Provavelmente porque eu tinha um prazo para fazer. Acho que vou sentir isso mais tarde, uma vez que for publicado e os fãs lerem.

Você sabia desde o início que Kellan seria aquele que Kiera escolheria?
 Não, eu realmente não tinha certeza que ela ia acabar com a princípio. E o meu final original para a história não tê-la acabar com qualquer garoto.

Um dos principais temas do livro 3, para mim, foi o crescimento pessoal de Kiera. Pensando do livro 1 ao livro 3, o nível de maturidade de Kiera evolui drasticamente. O que você acha que realmente mudou? Foi um evento ou uma culminação de tudo isso? Eu vi um monte de provas de sua mudança no livro 2 e, certamente, no livro 3.
Foi definitivamente o que aconteceu no primeiro livro que foi o catalisador para sua mudança. Ela detestava o que tinha feito tanto para Denny e Kellan. Ela começou a olhar para seus próprios defeitos e começou a trabalhar para corrigi-los. Acho que foi muito corajoso da parte dela tratar de questões que ela claramente tinha, especialmente na idade dela. Essa contemplação interior e aceitação é o que lhe permitiu ser a pessoa que ela estava no terceiro livro. Estou muito orgulhosa dela.

Quais cenas você mais gosta de escrever?
SCS: Eu amo escrever as partes pesadas. Quanto mais emocional uma cena é, mais fácil é para mim escrevê-la – a cena de chuva em Intenso Demais, a luta na sala de trás, Lucas e Sawyer na rua, em Collision Course, A luta de Teren por sua família na série Conversion – este tipo de coisa flui melhor para mim. Eu normalmente não tenho nem que pensar a respeito... Apenas sento, assisto tudo acontecer em minha mente, e digito o mais rápido que posso. É muito diferente escrever uma cena pesada do que lê-la. Eu fico completamente envolvida e inserida na história quando eu as leio, mas não é o mesmo efeito de quando eu as escrevo. Principalmente porque eu sei o que todos estão sentindo e pensando, e como as coisas eventualmente vão terminar.
As cenas de sexo são as minhas próximas favoritas de escrever. Até mesmo as cenas de flertes são divertidas. Eu amo escrever momentos sensuais, quando os personagens estão levando um ao outro à loucura, em um bom sentido. É ainda mais divertido quando eles não deveriam estar atraídos um pelo outro, como em Intenso Demais e isso é tudo relativo. Eu amo a angústia.

Inicialmente você liberava os seus livros completamente de graça. Quando isto mudou e o que a fez começar a vendê-los?
SCS: Eu tive muitos pedidos de fãs por uma versão escrita dos meus livros para tê-los em suas estantes. Eu os queria na minha estante também, então eu comecei a pesquisar sobre autopublicação. Havia diferentes sites disponíveis, mas eu decidi usar o createspace.com, desde que eles eram vinculados com a Amazon.com. Uma vez que a versão escrita de Intenso Demais estava pronta, as pessoas começaram a me perguntar se poderiam comprar o ebook. Foi uma decisão difícil para mim, mas depois de uma grande quantidade de coragem, eu decidi tratar a escrita mais como uma carreira e menos como um hobby, e comecei a cobrar pelo meu material.

Conte-nos sobre os vários canais de distribuição que você usou e como eles ajudaram-na a alcançar diferentes públicos.
SCS: Nicky Charles têm sido minha mentora de autopublicação desde o início. Ela me seguiu para o fictionpress.com e me encorajou a utilizar o feedbooks.com, que converte histórias em ebooks gratuitos. Eu amava a maneira que eles viam os romances profissionais, e então eu converti cada uma das minhas histórias. Os ebooks se espalharam como fogo através da internet assim que eles foram convertidos em ebooks, a minha base de fãs cresceu aos trancos e barrancos. Quando eu decidi cobrar por eles, Nicky sugeriu o smashwords.com. Eu amava o fato de que o Smashwords era vinculado com a Barnes & Noble, Sony, e Apple, então este era lugar perfeito para começar a vender os meus livros. Depois do Smashwords, eu decidi publicar na Amazon’s Kindle Direct Publishing, e então os usuários do kindle poderiam obter uma cópia também. A popularidade de Intenso Demais e suas sequências têm sido muito maiores do que eu jamais imaginei que seriam.

Como você mantém contato com seus numerosos fãs e seguidores?
SCS: Atualmente, meu principal meio de manter contato é pela minha página do facebook. Eu posto músicas e imagens que me inspiraram, assim como atualizações e coisas que eu esteja trabalhando no momento, além de teasers de romances que estão vindo. Eu também tenho um email, que está escrito nos meus livros, e eu recebo muitos comentários maravilhosos e perguntas. E também através do meu site - http://authorscstephens.com/.


Romance contemporâneo é um gênero literário vasto e popular. Quais você acha que são as chaves para conectar-se com o público deste tipo de história?
SCS: Pelo feedback que eu recebi dos fãs, é com a emoção que eles se conectam. Eles são puxados para dentro da história e têm sentimentos pelos personagens, às vezes positivos, às vezes negativos. O realismo da história também toca as pessoas. Eu tive muitos fãs que diziam que ler Intenso Demais era como ler uma história sobre suas vidas. Tive outros que me diziam que ler o livro os faziam reavaliar seus relacionamentos. É muito surreal para mim que algo que escrevi pode ter tal efeito em alguém.

Compartilhe!

Postar um comentário





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei