19 novembro 2014

[Review]Ten Tiny Breaths - K.A. Tucker


Quatro anos atrás, a vida de Kacey Cleary implodiu quando seu carro foi atingido por um motorista bêbado, matando seus pais, namorado e melhor amigo. Ainda assombrada pelas memórias de ter ficado presa, segurando a mão sem vida de seu namorado e ouvindo sua mãe dar seu último suspiro, Kacey quer deixar seu passado para trás.

Armada com duas passagens de ônibus, Kacey, 20 anos de idade, e sua irmã de 15 anos, Livie, fogem de Grand Rapids, Michigan, para recomeçarem em Miami. Lutando para sobreviver, Kacey precisa descobrir como sobreviver. Mas Kacey não está preocupada. Ela pode lidar com qualquer coisa – qualquer coisa além de seu misterioso vizinho do apartamento 1D.

Trent Emerson tem latente olhos azuis, covinhas profundas, e patina perfeitamente a irresistível linha entre cara legal e bad boy. Endurecida por seu passado trágico, Kacey está determinado a manter todos à distância, mas atração mútua é inegável e Trent está determinado a encontrar um caminho para o coração guardado de Kacey, mesmo que isso signifique que um segredo explosivo pode quebrar ambos os seus mundos.


Skoob | Autora |  ♥ 


Quando nos deparamos com uma boa história, é inevitável que ela fique em nossa cabeça por dias. É como se cada personagem tivesse se prendido à fogo em nossa mente.




Pergunte-se quanto tempo faz que você leu um bom romance. Não uma história bem contada, cheia de floreios e com personagens bonitinhos. Não. Refiro-me aquela história que você sabe que levará pelo resto da vida. Que teve cada detalhe impregnado em você, e que mais tarde, irá te obrigar a ler novamente, e mais uma vez, e outra... 




Poucos são os romances que mexeram muito comigo. Posso amar muitos livros, mas sinto-me confortável ao deixa-lo na minha estante sem previsão para uma releitura; Isso se houver. Mas tem aqueles livros que você faz questão de tempos em tempos mergulhar mais uma vez naquela trama tão bem construída e personagens tão queridos; Aquele romance onde até o personagem mais desgraçado despertam saudades.




Pois bem, Ten Tiny Breaths é um desses livros especiais. Um conto de fadas que fala sobre redenção, perdão, amor e segundas chances. Colocando desse modo, faz com que o livro não tenha nada de especial, apenas mais um clichê new adult; Se observarmos por um ponto de vista mais crítico e frio, ele é exatamente isso. Mas por outro lado, um lado mais sensível, podemos ver que a autora teve a mágica sensibilidade de tornar esse romance em algo único. 




Como você lidaria se sua vida desmoronasse? Como você se reergueria da dor ao deparar-se com a morte das pessoas que mais ama? O que fazendo quando tudo dá errado?




É exatamente esse o ponto em que a vida de nossa protagonista está. E para tentar controlar todas as suas emoções, ela tenta respirar; Dez pequenas respirações toda vez, mas ela não consegue e continua sentindo-se sufocada. 




Kacey Cleary é apresentada ao leitor como uma jovem rebelde, sarcástica e absolutamente fria, o oposto da garota alegre e cheia de luz que foi há quatro anos antes de um trágico acidente de carro que a fez perder tudo. Principalmente a si mesma.
"O problema é que eu não sei quem é a Kacey de Antes. Eu não me lembro dela. Eu ouvi que suas íris brilhavam quando ela ria, que sua interpretação de Stairway to Heaven no piano fazia seu pai chorar. Ela tinha hordas de amigos, e ela sorrateiramente dava abraços e beijos e andava de mãos dadas com seu namorado sempre que podia. A Kacey de Antes morreu há quatro anos e tudo o que resta é uma bagunça."
Após o acidente, Kacey decidi que primeiro precisa recuperar seu corpo, sua mobilidade e concentrar-se em ser forte. Durante um longo período de fisioterapia e recuperação, Kacey encontra uma válvula de escape para liberar toda a sua raiva em aulas de kick boxing. E, acredite em mim quando diga que a moça aprendeu a como chutar traseiros sem perder a classe.



Com um corpo revestido por cicatrizes, hastes, pinos e uma alma fragmentada, Kacey luta diariamente para encontrar um foco que a ajudaria a curar suas feridas internas. Após passar um tempo vivendo na casa de uma tia pregadora de Jesus e um tio bêbado. Sua paciência chegou ao limite na noite em que seu tio tentou esgueirar-se para a cama de sua irmã mais nova, Livie, e tomada a decisão de iniciar uma nova página na vida de ambas, elas arrumam as coisas e mudam-se para Miami.




Grande parte do livro são as narrativas das contradições emocionais de Kacey, o modo como ela tenta manter-se fria e distante das pessoas, com medo de se envolver demais e acabar perdendo novamente alguém importante. E são nessas circunstancias que a o leitor é apresentado a Trent, o gostoso da porta ao lado. E a Storm, a Barbie peituda da outra porta, que além de belos peitos, tem uma filha de cinco anos. Mia, “a criança mais linda do mundo”.




No começo, para Kacey, Trent é um perigo com letras maiúsculas e brilhantes. Lindo, charmoso, com olhos azuis e covinhas que vivem piscando para ela, Kacey sabe que precisa manter-se longe dele antes de meter-se severamente problemas. Mas ela não contava o quanto Trent estava fascinado por sua vizinha ruiva, e o quanto estava disposto em tê-la.

"Eu quero fazer você sorrir. De verdade. Para sempre."
A química dos dois torna o livro realmente delicioso. Mesmo sendo explosiva, há uma calmaria complementar entre eles; Onde tudo se encaixa, mesmo quando parece estar desvaecendo.




Trent lentamente rompe todas as barreiras de Kacey, conseguindo penetrar em seu coração. E quando ela se entrega, permite-se viver... Aí as coisas começam a esquentar pra valer.

Um dos pontos mais interessantes do livro, é que a autora o criou em nove etapas de recuperação, assim o leitor pode interagir mais intimamente com os problemas de Kacey e todos os desafios que ela precisa superar.

"Me pergunto o quão diferente o nosso passado deve ser para ele ter uma tatuagem promovendo o perdão quando estou usando uma simbolizando a mesma razão pela qual eu não posso perdoar."
O processo de cura é uma longa jornada. Dolorosa, difícil e que exige tudo de você. Em alguns momentos, eu realmente quis fechar o livro e abraçá-lo em uma tentativa ridícula de consolar-me. Eu me convenci que aquele romance teria o seu final feliz de uma forma ou de outra. Nem que eu tivesse que inventar um!



Ten tiny é uma história notável que nos mostra o quanto podemos ser fortes. E que com luta e garra podemos conquistar o que quisermos. No caso de Kacey, ela conseguiu conquistar a si mesma.




Todos nós em algum momento temos que passar por uma fase de superação. São esses momentos que nos tornam pessoas melhores e mais fortes. Neste livro, o mantra é sobre recuperar o controle de sua vida. Ser seu próprio guia. 

"Apenas respire. Dez respirações minúsculas.
Prenda-as. Sinta-as. Ame-as."


Lembrando que esse romance é o primeiro de uma série, e que começará a ser publicada aqui no Brasil em 2015 pelo novo selo da Editora Rocco, Fábrica 231. 



Compartilhe!

4 comentários :

  1. Parece incrível.
    Não conhecia, mas fiquei com vontade de ler =)
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia querida, e espero que você concorde comigo quando digo que Ten Tiny foi um dos melhores livros que já li.
      Beijos :*

      Excluir
  2. Ownnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn

    todo mundo fala desse livro, mas vc sabe que eu tenho medo de livros muito comentados, então não li ainda.

    mas depois dessa hiper resenha, eu to passando para o começo da fila!!

    Tomara que seja publicado logo, faz faz tempo que compraram!!

    <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia Lud!!!! Tenho fé que esse livro consiga umas 4 estrelas de você, hahahaha... Mal posso esperar para ter o físico na minha estante. <3

      Excluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei