17 outubro 2014

[Resenha] Adormecida - Anna Sheehan

Título: Adormecida
Autora: Anna Sheehan

Editora: Lua de Papel
Páginas: 272



 Rose Fitzroy esteve dormindo profundamente por décadas. Imersa num sono induzido, esquecida em um porão por mais de 60 anos, a jovem foi tratada como desaparecida enquanto os anos sombrios pairavam sobre o mundo. Despertada como por encanto e descobrindo-se herdeira de uma corporação multimilionária, Rose vai entendendo pouco a pouco, tudo o que aconteceu em sua ausência.Ela descobre que seus pais estão mortos. O rapaz por quem era apaixonada não é mais que uma mera lembrança. A Terra se tornou um lugar estranho e perigoso, especialmente para ela, que terá de assumir seu lugar à frente dos negócios.Desejando adaptar-se à nova realidade, Rose só consegue confiar numa única pessoa estranhamente familiar. Rose até gostaria de deixar o passado para trás, no entanto, ao pressentir o perigo, percebe que precisa enfrentá-lo - ou não haverá futuro.


"Não posso pensar nele, mas também não consigo esquecê-lo. Não é certo esquecer uma pessoa que você amou."



Quando eu li a sinopse desse livro pensei que ele fosse tipo o conto da Bela adormecida, a jovem adormecida que é acordada pelo belo príncipe do nosso tempo e eles teriam que lidar com as dificuldades do mundo atualmente ou algo assim. Eu fui surpreendida, porém não fui decepcionada. Rose Fitzroy é encontrada por Brendan após passar mais de sessenta anos adormecida. Ou, usando o termo apropriado, em estase. O mundo estava mudado. Seus pais estavam mortos. Seu tão amado namorado, Xavier, estava morto.

         Essa foi uma das minhas primeiras dúvidas: O que afinal é “estase”? Uma falha que eu achei é que essa explicação deveria ter sido dada no início para facilitar a compreensão da história. Alguns de vocês talvez estejam familiarizados com a palavra, se for o caso, pode pular para o próximo parágrafo. Eu pesquisei vagamente sobre o conceito. Então, vamos a um rápido resumo do que é a estase: “A estase significa os períodos, durante a evolução, em que as espécies se mantêm relativamente sem mudanças. Também pode ser entendida como o sentido genérico de entorpecimento, paralisia”.

         O mundo de Rose é um pouco mais desenvolvido que o nosso, o livro é cheio de tecnologias avançadas e uma delas é o tubo de estase, onde os seres humanos podem se colocar dentro desse tubo e ficar “adormecidos” por um grande período de tempo sem morrer ou envelhecer, o que explica Rose ainda ter dezesseis anos mesmo depois de mais de sessenta anos terem se passado. Os pais de Rose, são donos da UniCorp - uma corporação multimilionária, detentora dessas tecnologias super avançadas - e todo seu tempo era dedicado a empresa. Sempre que tinham que viajar e estar em reuniões ou qualquer compromisso importante, eles colocavam Rose em estase.

         No começo ainda dava para pensar que era algo até normal, no entanto decorrer do livro pode-se perceber que na verdade eles sempre a colocavam em estase. Apenas porque era algo conveniente para eles. Se Rose queria ir a uma festinha das amigas, se eles brigavam, se eles saíam de viagem. Qualquer coisa era motivo. Eles chamavam de “mecanismo de superação”. E ela aceitava porque se não aceitasse não faria muita diferença, eles apenas a colocariam em estase mais cedo. Rose levou vinte e oito anos para completar dezesseis anos. Ela percebe então que na verdade deveria estar com cem anos. Todos aqueles anos, desde quando era pequena e era colocada em estase, foram tirados dela.

         Gostaria de falar um pouquinho também, do relacionamento de Rose com Xavier. Rose o conheceu com sete anos, Xavier ainda era um bebe. Ele era seu vizinho, era como um irmão mais novo e seu único e melhor amigo. Xavier era a única coisa, fora os pais, permanente na vida de Rose. Pelos longos períodos em estase eles não tinham uma diferença de idade muito grande quando começaram a namorar. E sempre que ela era colocada em estase pelos pais os dois sofriam, pois nunca tinham certeza de quanto tempo seria da próxima vez. Até a chegada de Asa. Os pais nunca deixavam uma empregada por muito tempo, porém por sorte, Asa ficou. Asa logo percebeu o quão errado era aquilo que os pais da menina faziam e a ajudava a escapar da estase, sempre que os pais estavam fora. Foi graças a Asa que Rose conseguiu completar dezesseis anos.

         Da para ter uma noção de quanto tempo e quantas coisas foram perdidas por Rose durante os anos em estase. O livro ainda traz muitas surpresas e reviravoltas. Eu com toda sinceridade, não esperava gostar tanto do livro ou me emocionar com ele, como de fato aconteceu. A história passou por mim em um piscar de olhos e já sinto saudade. Rose me emocionou com sua bondade, humildade e inocência. Também me revoltei com as atitudes sórdidas, com as mentiras que seus pais lhe contavam, por trás da atitude protetora, da aparente preocupação e cuidado quando apenas queriam-na obediente e submissa aos seus caprichos. Rose desenvolve um sério complexo de inferioridade que diversas vezes me partiu o coração, porque ela obviamente tinha uma mente criativa e seu brilho, seu potencial foi suplantado pelas mentiras, pelas constantes rejeições e pela ausência de afeto de seus pais.


"Por que você continua perguntando por quê?Porque me importo!Por quê?Ele moveu as mãos novamente. Eu não conhecia a linguagem, mas ela era bela. Ele repetiu a mesma série de gestos outra vez. Ergueu a palma da mão para mim, esntão apontou com os dois dedos indicadores, bateu nas costas da sua mão esquerda, e, então, levou a mão ao coração. E entendi aquilo, sem nenhuma palavra.A sua dor toca a minha dor."

Enfim, eu amei o livro. Mas afinal… O que é “capete”?

Esse livro conta com a participação especial de uma bela princesa que na verdade não é uma princesa, de um belo príncipe que não é encantado, um “alienígena azul” muito fofo e um robô assassino. Porque nos tempos atuais as princesas precisam enfrentar seus próprios dragões.





Compartilhe!

12 comentários :

  1. Gostei de conhecer a história através de sua resenha. E também não sabia o que era estase. Ia ficar boiando na história. rsrsrs Agora já sei. E amei a história da personagem. Espero conseguir ler logo. Assim poderei conhecer mais sobre a Rose. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é muito bom, já li e adorei, não sei se ele tem continuação, mas pelo final do livro tive essa impressão.

    ResponderExcluir
  3. Eu amei esse livro, também gostaria muito que tivesse uma continuação.

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha. O livro parece ser muito legal e o romance uma fofura. Eu esperava encontrar uma típica história da Bela Adormecida, mas, felizmente, não.
    Fiquei com muita vontade de ler.
    2surrealistas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ótima resenha! Quando comecei a ler a sinopse já pensei "mas a menina não ficou velha?" Com a estase tá explicado! haha
    Mas era uma baita covardia desses pais dela hein? Fiquei com raiva deles só por ler a resenha... ficar controlando até o quanto a filha envelhece, cresce... deu raiva!
    Mas parece ser um bom livro!

    ResponderExcluir
  6. Nossa, 5 estrelas?
    Nunca me empolguei muito para ler justamente por achar que seria algo bobo estilo bela adormecida!
    Mas agora me animei, quem sabe não pego para ler logo =D
    Adorei a resenha!
    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Gente, é um prazer chegar aqui e ver os comentários de vocês, me sinto muito bem recebida!
    Eu estava viajando, por isso a demora pra responder. Amei todos os comentários e estou super feliz que vocês aprovaram a resenha. Acho que não tem prazer maior pra uma resenhista do que as pessoas comentarem que ao ler a resenha ficaram curiosas/animadas para ler o livro!
    Confesso que eu queria um epílogo, mas um segundo livro... Gente, é muita série! HUAUHAHUHUA

    Beijos <3

    ResponderExcluir
  8. Fiquei muuuito apaixonada pela historia! Linda, demais!
    Q aquele tipo de livro que lhe prender ler mais rapido pra sabe o final
    Faz a gente nem pisca hahahah!
    Concorso merece 5 estrelas de fato!

    ResponderExcluir
  9. Esse livro tem uma sinopse tão boa que olha, vou ler.
    Adorei a resenha, preciso ir atrás de comprá-lo

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Eu fiquei no mesmo estado Girlene! kkk
    Que bom que gostou Telemaco! Adorei o blog e já estou seguindo! ;)

    ResponderExcluir
  11. Oii!
    Adorei a premissa da história e a capa deixa com aquele ar sombrio né? E aparentemente tem muita coisa sobrenatural né? Dragões, princesas, robôs hahahaha adorei!

    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Oi, Nathalia. Não exatamente sobrenatural. Ele puxa mais para o lado futurista, tecnologias super avançadas, esse tipo de coisa kk'.

    Beijo.

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei