[Resenha] Meu nome é memória

Meu nome é memória 
Ann Brashares
Editora Suma de Letras, 2014.




“Não posso dizer como eu sabia que era ela. Nos anos que se passaram desde então, fiquei muito bom na arte de reconhecer almas de uma vida passada na seguinte. Eu mesmo fico perplexo, por isso é difícil explicar como acontece. Mas não sou o único que consegue.”

Ok. Sem querer começar a resenha sendo tendenciosa, preciso dizer que este foi definitivamente O MELHOR LIVRO do ano pra mim (até agora, claro). Ele me agradou até nas coisas que eu não gostei, nem costumo gostar nos demais livros. E é por isso que sou incapaz de graduar corações pra ele, desculpem. Ah. E também não teremos sinopse porque eu achei ela grande demais e detalhista em excesso. Acreditem, quanto mais surpresas, melhor!
Eu amei tudo sobre ele, como eu disse.
Capa, visual, revisão, personagens, escrita (que é FANTÁSTICA). Enfim, tudinho mesmo.
Falando sobre isso em foco, a escrita é tão rica que você pensa: meu Deus, isso aconteceu mesmo? Porque é impossível que alguém tenha a cabeça pra inventar isso tudo. E o fato de que o livro tem um jeito diferente de alternar os pontos de vista e falar sobre o passado e presente. No geral, quando estamos no passado, estamos pela visão de Daniel. E quando estamos no presente. É narrado por uma 3ª pessoa, permitindo que a gente saiba mais ou menos a reação dos dois ao mesmo tempo. Simplesmente AMEI isso.
Eles se conhecem no colegial, onde imediatamente Lucy desenvolve uma séria paixonite por ele. Daniel, por sua vez, se mostra tão distante quanto pode de todos os alunos da escola, fazendo com que ele seja aquele cara bonito que ninguém entende. Isso é, até que durante o baile da escola, ele pede para conversar com Lucy e confessa que ele, na verdade, a conhece há mais de mil anos, rs. Pensem!


“Ela tinha voltado. Estava viva de novo, apesar do que eu fizera. Era linda de novo. Estava bem de vida. Eu podia voltar a vê-la. Não que eu fosse vê-la, mas pelo menos poderia. De alguma forma, foi a primeira vez que compreendi o poder regenerador da vida.”

A Lucy é uma personagem cativante, ao mesmo tempo que te irrita um pouco, mas eu super me coloquei no lugar dela e, bem, eu provavelmente reagiria da mesma forma que ela ao escutar as coisas que ela escuta de Daniel. Alias, falemos de Daniel, ele é UM FOFO ABSOLUTOOOOOOOOO. Meu mais novo amor literário!
É tudo tão lindo, gente. O nome do livro é simplesmente perfeito alias. A gente passa a entender muito da história quando pensamos sobre ele, porque Daniel lembra sobre suas vidas passadas, tudinho tudinho exatamente intacto na memória dele. E por que o resto de nós não lembramos? Exato. Se você encontrasse alguém que diz te conhecer por várias vidas e, te pedisse para tentar se lembrar dele, você embarcaria nessa viagem?

“Ele poderia se perder nela para sempre, pensou. Talvez nunca saísse dali. Ela estava bem ali e era Lucy. Ele era esse homem, nessa pele, e era tudo. Lucy tinha razão. Era só o que eram.”

Novamente, preciso adicionar aqui que o final deixa um tanto – ou muito- em aberto. Teoricamente, a autora programa escrever a continuação (provavelmente em 2015), mas por outro lado, ela não garante que um dia vai conseguir realmente escrever esse desfecho. Para o meu absoluto desespero, este livro então, por enquanto, é único..
Quero que vocês vão correndo ler e voltem aqui para me dizer o que acharam também. Até o próximo livro.



PS: Meu nome é memória merecia 5 estrelas, mas não posso dar 5 com um final desses....




14 comentários:

  1. Ha livros assim, são perfeitos, mas o final e medonho!
    Mas vale toda a leitura, né?
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  2. huhuhu Nath me mata...

    apesar do final, q eu não tenho ideia, eu vou ler ...

    ResponderExcluir
  3. Jesus, o livro é perfeito até a última página! Quanto acabou eu sai gritando: COMO ASSIM???? Que aconteceu???? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Hoje já estou mais conformada, mas rezo que tenha continuação esse livro... num pode acabar assim!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkk eu pensei logo; essa porra de livro veio com defeito, sem o ultimo capitulo! hahahahahahaa

      Excluir
  4. Para tudo, o livro não tem um final, FINAL?
    Tipo a autora pensa ainda em ver se consegue escrever?
    Eu pirei aqui lendo a sua resenha, imaginando que o Daniel conhece a Lucy a muitos anos e tipo o que será que pode ter acontecido e eu já fiquei triste de saber que o fim não te agradou.
    Chateada, mas quero ler ele. >.<

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então. o livro tme final, ele só não é mto conclusivo kkkkkk
      vc fica esperando que a história continue, porq meio q para qdo chega na parte quente da coisa.

      mas enfim! não desista dele, leia mesmo assim que vale a pena

      Excluir
  5. Sempre me empolgo quando alguém diz que um livro é maravilhoso. Já quero ler!

    Adorei o blog! É lindo! Estou seguindo.

    Ficarei feliz com uma visita ao meu blog!
    www.meuslivrosesonhos.blogspot.com.br

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Leila, se sinta muito bem vinda :D

      Excluir
  6. A história mexeu contigo mesmo, não é? Fiquei emocionada com seus comentários. E você me deixou empolgadíssima com este livro. Prometo que vou tentar ler. E espero gostar tanto quanto você. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. poxa eu também espero! volte aqui pra nos contar <3

      Excluir
  7. Coomooo assiimm?? Gentennn!! A autora n pode fazer isso com a genteee!!
    VC! não pode fazer isso com a gente!! haha
    Nos apresentar um livro, falar q ele foi o melhor do ano e depois dizer q ele n teve um finaaal final? hahaa
    A capa é msmo mto linda e ogo de cara já me apaixonei pela sinopse!
    Preciso mto ler esse livro! AGORA!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahahaha pois é. exatamente essa a sensação mesmo.
      amo a capa!
      esperança é a ultima que morre, torcendo mto pra ela escrever um segundo livro

      Excluir
  8. Oi Nath.
    Acertou nos personagens mas errou no desenrolar da história,que pena por que o livro
    tinha tudo para ser perfeito mesmo.
    Se tem uma coisa que eu não aturo e me faz largar a leitura é essa excessividade de informações
    que não levam a lugar nenhum,as vezes você chega a se agarra àquele fato achando que ele
    terá grande impacto na história mas ele simplesmente nem é mencionado mais.
    Sempre tento ignorar esses deslizes mas acho que não conseguiria fazer isso nesse livro.
    Que pena :/
    Beijos
    Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  9. Eu ainda não tinha ouvido falar desse livro,mas agora quero muito ler ele.
    achei a capa linda e pelo que você falou na resenha tomara que tenha uma continuação,mas vou ler mesmo assim
    Bjs

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...