14 julho 2014

[Resenha] O Tempo Entre Nós


O Tempo Entre Nós – Tamara Ireland Stone
Livro 01 do dueto ‘Time Between Us’.
Editora Rocco, 2014.



Em O tempo entre nós, o leitor é convidado a deixar a São Francisco de 2012 junto com Bennett Cooper, um garoto de 16 anos apaixonado por música que tem o dom de viajar no tempo para assistir a shows de rock, e aterrissar em Evanston, Illinois, em 1995. É lá que ele vai conhecer uma menina de 16 anos e mergulhar numa excitante e desafiadora paixão. Livro de estreia da norte-americana Tamara Ireland, O tempo entre nós é uma emocionante história de amor protagonizada por dois jovens que vivem em cidades e épocas distintas.


Eu preciso dizer. O mesmo tanto de livros ruins que li mês passado, estou lendo o dobro de livros bons este mês e isso é MARAVILHOSO. Assim como este livro. Adorei e é muito meu estilo de leitura, fofo <3 Eu me peguei com a sensação mista de querer devorá-lo no mesmo dia e de ‘economizar’ o meu tempo lendo ele, pra que ele pudesse durar mais. Já sentiram isso? Enfim.
Tudo começa quando Anna (a história toda se passa no ponto de vista dela) tem a visão de um rapaz a observando correr e, num passe de mágica, ele some, como se nunca tivesse estado ali. Intrigada com aquilo, ela não consegue tirá-lo da cabeça. Imaginem o susto quando ele é exatamente ele o novo rapaz da escola, que nega até a morte que esteve em uma pista de corrida naquele dia? Intrigante. E assim é o livro todo. A história é encantadora, interessante e, como eu disse lá em cima, muito fofa.
E o que já era intrigante, fica ainda pior quando ele a salva de um assalto a mão armada TELETRANSPORTANDO ela para fora do lugar. What? Isso mesmo. Ele vê o perigo, segura em sua mão e – como ele mesmo diz, - puff. Estão fora do lugar. Tudo isso dá início a um montão de perguntas da Anna, como podem imaginar. E dá início também a uma ligação especial entre os dois, já que ele foi obrigado a contar seu segredo para ela. Maaaaaaas, é claro que tem mais por aí, e vocês só vão saber lendo.
Apesar dessa coisa de poder simplesmente se transportar de lugar com a força do pensamento, Bennet não é um ser sobrenatural nem nada disso. O livro não é sobre isso.

“Olho para ele e percebo que na última hora não pensei nas pequenas – e grandes – coisas que têm me atormentado nas últimas duas semanas. Como ele desapareceu na pista de corrida naquele dia e depois negou ter estado lá. [...]Mas as questões desaparecem quando ele estende a mão e traça lentamente o contorno da minha mandíbula até o queixo. Fecho os olhos ao sentir o polegar deslizar para minha boca e roçar o lábio inferior e me inclino para ele como se fosse atraída pela gravidade que o cerca.” 

Anna é uma personagem forte e decidida, eu a admirei por isso. Em frente ao desconhecido, ela nem mesmo pestanejou na hora de fazer exatamente aquilo que ela queria, sem pensar que poderia se machucar muito com isso.
Bennet é um caso a parte. Se tivesse uma fila de meninas preenchendo um formulário para ter um dia com ele, eu com certeza seria a primeira delas! Ele é lindo, mas não tanto ao ponto de ser bossal por isso, amoroso com a avó, gosta tanto de música e de viajar quanto Anna e, de quebra, tá caidinho nela? Impossível resistir, eu completamente entendo a Anna.

“Não tenho medo do que é capaz de fazer. Adoro o que faz. Mas existem mais coisas que não sei, e quando penso nisso sinto um nó se formar em meu estômago. Medo – tenho medo do que está por vir.”

Os dois estão cercados de outros bons personagens. Eu tive um carinho especial pelo pai da Anna, gente, é daqueles papai-urso que faz tudo pelo bebê dele e, quando cara novo chega, ele dá o aperto forte de mãos. Foi uma boa mudança, para variar. Os YAs e Nas geralmente apresentam pais problemáticos e aqui não é o caso.
Bem, entrei em contato com a Rocco para saber se o dois sai ainda este ano, mas até o momento não obtive resposta. Atualizaremos aqui quando tivermos. O que posso dizer é, NÃO DESISTA dele por isso, o livro vale cada minuto de espera.  RECOMENDO MUITOO.





Compartilhe!

14 comentários :

  1. Estava na minha lista quilométrica de leitura. Mas, depois da resenha, esse livro vai furar a fila!

    ResponderExcluir
  2. Uma história super envolvente. fiquei empolgada depois de seus comentários na resenha. Que bom que gostou. Assim poderei ler mais tranquila, sabendo que foi aprovado por você. beijos.

    ResponderExcluir
  3. nossa! só pelos trechos ali, o livro me pegou rsrs muito fofo . gosto de livros de viagens no tempo, acho muito interessante e ja faz um tempo que nao leio nada do tipo.

    nao tinha conhecido o livro até agora. obrigado pela resenha ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kathhh é super fofo! O Bennet é uma graça demais.
      Você vai amar!

      Excluir
  4. own que fofura, eu gostei.. apesar de que este gênero não é meu favorito, eu sinto vontade de ler algo assim depois de um livro mais pesado!

    <3

    ResponderExcluir
  5. Oiee
    Gostei bastante desse livro,adoro viagens no tempo,alá Donnie Darko e sou apaixonada ainda mais por romances.
    Fico imaginando o que Anna acha de Bennet por que o linguajar da nossa época é diferente de 1995 e alguns atos também ;)
    Também quero um formulário pra me inscrever para passar um dia com ele!
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Letícia, ela estranha mais o cavalheirismo do que o linguajar. Porque ele viaja muito, e acaba não tendo muita diferença.
      Mas ela nota pelas roupas e pelos modos mais educados dele em comparação com os garotos da idade dele.

      Que bom que gostou! Ansiosa pela continuação..

      Excluir
  6. Não me interessei muito, mas gostei da estória em si.
    Lembrei de "de volta para o futuro", hehehe...
    Se for bom assim vou mudar de ideia e ler...
    Adoraria viajar no tempo... sair correndo e puff.
    Demais...
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só não gostei nadinha da capa... podia ser um menino correndo. Ia ficar mais legal, hehe...

      Excluir
  7. A capa desse livro não me chamou a atenção, mas a sua resenha me fez criar uma curiosidade quanto ao seu conteúdo. O Bennet pode se teletransportar no tempo e assim eles se conhecem, adoro Ya, as vezes fico cansada de ler NA. Quero conferir este livro.

    Visite: Paradise Bookss

    Aqui fala que ele no top comentarista, mas no formulário num tem ele. Confusa.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Own que livro fofo, adorei a resenha, eu ainda não conhecia ele,mas adorei conhecer, adica já esta anotada, espero que ele me agrade tanto quanto te agradou. Adorie a capa, e esse ngocio depoder se transportar com a mente é bem bacana hein, gostei
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  9. Hello,
    parece ser um livro bem fofo. Lendo a resenha me lembrei de De volta para o futuro.
    Queria muito ter este dom, ia em um show dos Beatles.
    A capa em si não me chamou muito a atenção, mas a sua resenha aguçou minha curiosidade.

    Bye ;*

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei