25 junho 2014

[Resenha] Dublin Street - Samantha Young

Dublin Street

Dublin Street - Livro 01



Traumatizada pelo seu trágico passado, a americana Joss muda-se para a Escócia, na romântica Edimburgo, onde espera começar uma nova vida. Durante quatro anos tenta negar memórias dolorosas, refugiando-se na escrita, no sonho de um dia, finalmente, pôr os seus fantasmas no papel. Mas de repente tudo muda. Quando vai morar em um luxuoso apartamento na Dublin Street, conhece o desconcertante Branden, um carismático milionário que exerce sobre ela um irresistível fascínio. Joss se vê numa encruzilhada. Sabe que a atração entre ambos é imediata, avassaladora. Mas os demônios do seu passado a impedem de se entregar ao sensual escocês. É então que ele lhe propõe um estranho acordo, que lhes permitirá explorar a atração entre eles sem se envolverem emocionalmente. Joss aceita. E no início acredita, inocentemente, que o acordo vai dar certo. Mas Branden quer mais, muito mais, quer tudo. Quer desvendar todos os seus segredos – e está disposto a mudar o que for preciso para tê-la por inteiro. Mas será que ela está disposta a ir até o fim?



Primeiro de tudo. Essa capa. Muitos odiaaaaram porque a original é um casal na maior envolvência, rs. Ok, de início eu também não gostei muito desta. Mas depois achei bonita e que tem tudo a ver com a história. Então, quem ainda não leu, não se engane. Este é um romance, e dos bons!

Tudo começou quando, ainda no colegial e durante uma entediante aula de matemática, a diretora acompanhada de policiais interrompe a sala para chamar Joss para uma conversa. Ela logo imaginou que boa coisa não era. Mas ninguém espera algo tão ruim. De repente, toda a sua vida mudou. O que ela conhecia, não conhecia mais. E isso para uma adolescente é bem traumatizante.

Depois disso há um salto no tempo e Joss está agora morando em Dublin, na Irlanda. Apesar de seu sonho ser se tornar uma grande escritora, ela está trabalhando como garçonete para pagar as contas – apesar de ser rica -, e precisa desocupar o apartamento que está morando atualmente e procurar outro urgentemente. E é quando as coisas começam a ficar apimentadas e interessantes. Depois de tanta procura frustrada, ela responde ao anúncio de Ellie Carmichael e é sua última esperança de encontrar um lugar decente para morar - que deu origem ao nome do livro, aliás, seu endereço na ‘Dublin Street’. E, ao tentar pegar um táxi para ir conhecer o apartamento, ela disputa a vaga com um cara charmosíssimo que tem a mesma pressa que ela de chegar a algum lugar.

“Encaramos um ao outro, e como se de repente nos ocorresse que estávamos falando sobre quanto tempo planejávamos explorar um relacionamento de cunho sexual, a já excitante tensão entre nós ficou ainda mais quente, e o ar ficou mais denso. Era como se alguém tivesse nos laçado com uma corda e estivesse puxando e puxando, tentando nos fazer chegar mais perto um do outro.”

O momento que ela conhece o irmão da sua nova colega de quarto é um tanto quanto hilário. Pensem, você está tomando banho e quando termina, percebe que sua toalha não está no banheiro, então você tem que andar pelada – e molhada – até o seu quarto e surge uma voz te dizendo Oi, exatamente nesse momento. Haha. Assim ela conhece Braden. Bem, não exatamente conhece... Reencontra.

A Joss é uma fofa. Nós acompanhamos a história toda na visão dela. Eu fiquei muuuito fã dela. Apesar de seus traumas, ela se mostrou ser uma pessoa forte e espirituosa em muitos momentos, me fez rir muito com suas respostas sempre irônicas. Este é um típico livro em que todas as suas emoções são jogadas em um liquidificador. Há amor, fraternidade (o laço familiar mostrado é lindo e bem raro nos livros de hoje, com tantos pais problemáticos por aí), amizade, lealdade, superação, humor e cenas hots. Braden também é um personagem muito interessante e eu fiquei particularmente interessada pela história da irmã, a Ellie. Quero ler o livro especial que é sobre ela, a história provavelmente vai ser linda!

Como nem tudo é perfeito na terra dos Highlanders, os dois passam por poucas e boas durante o livro, ambos lidando com seus fantasmas do passado. Problemas de confiança, problemas com o abandono. E isso só deixa a história ainda mais bonita e emocionante.

“– Jocelyn, você não está quebrada, querida – sussurrou ele roucamente, os seus olhos implorando para mim. – Você teve umas poucas rachaduras, mas todos nós temos algumas.”

Eu diria que este livro é um dos meus preferidos do ano até agora. E já estou completamente ansiosa para os próximos da série, que segue a linha de cada livro ser um personagem diferente, AMÉM, Obrigada Samantha Young! Apesar de que este casal volta em um conto bem curtinho de Natal. Só tem uma coisa que me deixou particularmente irritada com a tradução. A Quinta Essência manteve o ‘babe’, que é como os casais se chamam por lá, e aqui no Brasil o mais comum é ‘amor’, como um tratamento. Eu odeio quando eles mantêm o ‘babe’ ou ‘baby’.

Samantha Young, com sua escrita leve e rica ao mesmo tempo, conquistou um lugar especial na minha prateleira. Recomendo muito a todos que gostam de romance com uma pegada mais sexy.



Compartilhe!

18 comentários :

  1. Também achei a capa meio cafona, mais dizem que ela tem a ver com a história assim mesmo. Não sei se é verdade, pois ainda não o li. Mais com certeza vou tentar ler. principalmente depois de ter conferido mais essa resenha. Gostei do que li e me interessei muito pela história e personagens. beijos.

    ResponderExcluir
  2. Eu aaameeiii esse livro, super indico para todos! Ansiosa para a continuação da série!

    ResponderExcluir
  3. achei a capa melhor até rsrs estava cansada de ver tanta capa de gente se pegando. Dava uma impressão de ser só mais um romance hot, mas parece ser o contrario. O modo como fez a resenha mostrou que não é só uma coisa hot, há um certo envolvimento entre os personagens e eles vivenciam situações hilarias e outras nem tanto. Eu não sou fã de livros onde a pessoa olha para a outra e diz : " Eu estou apaixonada. " ou em outras " vou ter esse homem hoje". eu sou uma romantica, então não curto muito essa coisa de amor a primeira vista. pode até acontecer nos livros, mas gosto que os personagens se envolvam para não ficar aquela coisa superficial.

    gostei da resenha. Não tinha me deixado levar pelo livro até agora, mas mudei de ideia. E quero muito ler aquela cena onde ela tem que andar nua e da de cara com o mocinho rsrs.

    parabens . bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kathlleen! exatameeeeeeeeente. eu acho q fiquei condicionada a esperar casais se pegando nas capas e não gostei dessa logo de cara.
      mas agora já estou adorando-a!

      leia sem medo, acho q vc vai amar. o livro tem muito romance e até um certo drama. tem momentos hots sim, mas a hsitória em si é mais marcante como um todo.

      Excluir
  4. Tambem não gosto muito do "baby" e afins,pois parece que soa meio falso :s, eu ate gostei da capa (se não fosse pela fechadura teria ficado mais bonita).A ideia da protagonista conhecer (novamente)o cara enquanto sai do banho é genial, não é o melhor jeito de se encontrar uma pessoa,mas está valendo.
    Eu sinceramente gostei bastante desse livro,parece ser bem levinho e gostoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jayh, eu adorei esse jeito! morri de rir.
      você com certeza vai amar o livro, baby.
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      cruzes.

      Excluir
  5. Uau, pela sinopse não pude dizer que seria um livro que me interessaria, mas depois da resenha só posso dizer: "Mais um na minha lista de leitura". Tipo, a capa que muitos não gostaram foi a que mais me chamou a atenção, não gostei muito da capa que tem um casal, se lá, acho que é porque muito livros usaram a mesma imagem. Agora essa capa vermelha chamativa, realmente me agradou. Quanto ao conteúdo, só fiquei mais curiosas, benditas resenhas, kkkk. Quando tiver a oportunidade, esse será a livro que comprarei. :D

    Bjinho e continue com ótimas resenhas ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dmaima, obrigada :D
      E sim, adicione na lista de compras, vale muito a pena!

      Excluir
  6. Eu já tinha uma certa vontade de ler o livro, mas não estava tão certa quanto a comprá-lo, só pela sinopse eu confesso que não estava com tanta vontade assim de ler, se comprasse ele iria ficar pra depois, mas depois de ler a sua resenha fiquei mais animada pra conhecer essa história... Eu achei a capa interessante, dá um ar de segredos ou alguma coisa do tipo! Só digo que assim que eu puder vou comprar o livro!!! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIm, dá esse ar de segredos mesmo e fiquei mais feliz com a capa depois que li e entendi isso :)
      compre sim e volte para dizer o que achou.

      Excluir
  7. Eu realmente amei e a Jocelyn e o Brandon Carmichael, o nome dele me arrepia, isso é possível? rsrsrs, mas eu gostava mais da capa anterior!

    ResponderExcluir
  8. Gostei da capa. Onde posso compra esse livro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jane, em qualquer livraria você já o encontra!
      Dá uma olhada no começo da resenha que tem um link COMPRE, quando você clica abrem várias opções de sites de compra.
      Mas se você for em uma livraria física, você encontra também!

      Excluir
  9. Eu achei a capa bem diferente, me deixou curiosa quando olhei! O enredo, por sua vez, parece ser um romance original que irá garantir ao leitor muitas risadas. Adorei conhecer esse livro, deve ser uma ótima leitura! :)

    ResponderExcluir
  10. Aí On Dublin Street é um dos melhores livros que li, sou louca por Branden, já comprei o meu foi na pré venda logo

    ResponderExcluir
  11. Eu sou louca para ler esse livro, ainda não o comprei, mas está na minha lista. Adoro a escrita da Samantha e tenho certeza q vou gostar desse q sempre torci para que fosse publicado no Brasil. Obrigada pela resenha gostosa. Bjsss

    ResponderExcluir
  12. Eu quero muito o livro =)
    Sabe, só quem passou sabe como é tudo isso... e é uma coisa difícil de se escrever.
    E saber que a maioria está falando bem, quero ler e conferir como ficou o resultado dessa obra.

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei