[Resenha] Graffiti Moon

Livro: Graffiti Moon
Autora: Cath Crowley
Editora Valentina
240 páginas


O Young adult Graffiti Moon conta a história de Lucy e Ed, dois adolescentes sonhadores que buscam as mesmas coisas na vida: ser feliz. Cada um com seus problemas e obstáculos, mas com o objetivo em comum de apreciar a beleza da arte.

Lucy é uma adolescente de 16 anos que acaba de completar o ensino médio. Vive com seus pais, ambos artistas (o pai é um comediante e a mãe é escritora). Ela respira arte todos os dias, vê significado nas coisas mais simples, ama trabalhar com vidro e sonha com o seu príncipe encantado.
"Sou viciada neste lugar. No calor que vem do forno. Nos meus músculos queimando enquanto ajudo o Al a soprar o vidro. Doem do peso da peça na extremidade do tubo. Doem com a ideia de que num lugar como este, tão feio, um lugar de ferrugem, suor e aço, possa surgir algo brilhante como o amor."
Lucy só queria conhecer algum garoto que gostasse de arte tanto quanto ela, que fosse sensível e enxergasse a beleza da vida, como ela faz. E esse garoto existe para Lucy, só que ela não o conhece, mas sonha em conhecer...
"Tenho que chegar a tempo. Tenho que encontrar o Sombra. O Poeta também, mas o Sombra principalmente. O cara que pinta no escuro. Pinta pássaros presos em muros de tijolos, pessoas perdidas em florestas fantasmas. Caras com corações feitos de gramas e garotas empurrando cortadores de grama, Por um artista que pinta essas coisas, eu poderia me apaixonar. Completamente."
Sombra é um grafiteiro que pinta clandestinamente muros pela cidade. Suas imagens tocam o coração de Lucy, e ela tenta o tempo todo encontrá-lo. Ela precisa conhecê-lo, mais do que tudo. Lucy sente que Sombra é a pessoa certa para ela, ela só tem que encontrá-lo.

Ed vive com a mãe e leva a vida como pode. Largou os estudos por ter uma dificuldade de escrever, e decidiu arrumar um emprego para ajudar nas contas da casa. Porém, depois da morte do seu chefe e querido amigo, Ed não sabe o que fazer. Ele não consegue outro emprego e sabe que sua mãe precisa da ajuda, pois ela trabalha e estuda. Ele não quer que ela largue os estudos, e então tem que procurar outra solução para conseguir dinheiro...

A vida de Ed é pintar. Ele não consegue ficar um dia sem pintar qualquer coisa, sem derramar nas tintas todo o sentimento que guarda dentro de si, ele precisa, é a única coisa boa que ainda resta nele, em seu ponto de vista. Ed acha-se inferior por sua dificuldade em ler e escrever, e vê na pintura o seu porto seguro. 

Ele pinta grafites pelos muros. Sempre respeitando as propriedades privadas, é claro. Todas as noites ele sai para pintar, e seu amigo Leo escreve poesias sobre suas pinturas. Assim eles assumiram o nome de Sombra e de Poeta.
"Leo sempre escreve alguma coisa que tenha a ver com o desenho. Às vezes ele usa fontes que encontra na internet. Outras, ele cria e dá nome. Hoje ele joga nas nuvens, num esfumado, a palavra Paz, com letras Sombreadas e onduladas. Engraçado como dois caras podem olhar para o mesmo grafite e ver coisas diferentes. Eu não vejo paz quando olho para esse pássaro. Vejo meu futuro. Espero que ele só esteja dormindo."
No dia que terminou o ensino médio, Lucy decide sair para comemorar com as suas amigas. Mas o seu principal objetivo não é esse: é encontrar Sombra. Um amigo dela disse que talvez soubesse como encontrá-lo, e ela não poderia perder essa oportunidade.

No restaurante que vai com as amigas ela encontra com seus amigo e outro grupo de garotos. Dentre eles está quem ela menos queria encontrar: Ed. O menino de sua escola que a convidou para sair um dia, mas a noite terminou com ele tentando passar a mão na bunda dela e ela dando um soco no nariz dele. É, nada legal. E ambos estão muito desconfortáveis nesta situação. Lucy queria encontrar o Sombra, e não esse garoto chato.

Mas, no meio da conversa Ed diz que sabe onde encontrar Sombra, e Lucy se interessa na hora. 

Assim, os dois saem em um passeio pela noite, em busca do príncipe encantado de Lucy.

Ela não sabe quem está ao lado dela. Ele não sabe se fala a verdade. Juntos, eles descobrirão o que estava faltando em suas perguntas. Eles vão descobrir a si mesmos.
"Gosto da ideia das suas garrafas. Memórias que são apenas formas estranhas flutuando aqui dentro da gente, memórias que são apenas garrafas vazias. E as coisas boas, engarrafadas, para que não possam ir embora."
 
Desde que a Valentina publicou a capa desse livro eu fiquei com vontade de ler. Foi um caso de ame ou odeie, muitos amaram e muitos não. Eu amei. E agora mais ainda, pois tem tudo a ver com a história.

Vocês bem sabem que não sou a maior fã de romances, mas devo afirmar que Graffiti Moon vale a pena ser lido. 

Não é apenas sobre o romance em si, mas sim sobre o que está nas entrelinhas, as mensagens mais sutis e mais doces. Este livro transpira arte. Poesia, pintura, escultura em vidro, e muito mais. Todas as sutilezas do enredo fazem a beleza da história.

É um livro que se passa todo num período de 24 horas. Ora narrado por Lucy, ora por Ed. Podemos conhecer esses dois jovens a fundo, seus medos e inseguranças, seus sonhos e ideias. É uma narrativa bem intensa e profunda, impossível não SENTIR com esse livro. É tudo sobre sentir.

Eu jamais imaginei que uma historia de 24 horas fosse me encantar. Você é capaz de ver a evolução dos dois, perceber cada mudança, é fascinante.

É um livro pequeno, rápido e leve. Eu li em um dia, rs. Marquei tantos quotes legais que foi difícil escolher quais colocar aqui (olhem só na foto aí embaixo). Vou postando os demais na nossa página do face, acompanhem!

Eu super indico Graffiti Moon. Se vocês estão à procura de uma leitura leve, doce e inspiradora, leiam. Se não estão, leiam também, pois este livro com certeza transformará o seu dia.
"E todos os pássaros daquele muro caem do céu. Eu os vejo caindo de barriga para cima. Uma tempestade deles cobre o chão. Mais tarde, vou pintar o céu vazio e os pássaros caídos. Vou pintar, e saber que pior que estar preso em um jarro é não estar em lugar nenhum."

Gostou? Leia o primeiro capítulo do livro AQUI.





Graffiti Moon é um livro muito premiado pelo mundo. Vejam só:

VENCEDOR
ž NSW Premier’s Literary Award (Ethel Turner Prize for Young People’s Literature)
ž Prime Minister’s Literary Award (Young Adult Fiction)

MENÇÃO HONROSA
ž Children’s Book Council of Australia Book of the Year Awards (Older Readers)

FINALISTA
ž Victorian Premier’s Literary Awards
ž Queensland Premier’s Literary Awards
ž Inky Awards (Gold Inky)
ž ABIA Awards (Book of the Year, Older Children)
ž YALSA Awards (Best Fiction for Young Adults)

Elogios e Citações por aí:

“Um passeio por uma galeria de arte, guiado por uma arriscada aventura e envolto por um delicado romance... Aprovado com todas as cores!” School Library Journal

“Um misto de humor e tristeza, saudade e felicidade, que nos remete àquela época da vida que é pura expectativa e euforia.” Booklist

“A sensibilidade artística dos adolescentes é expressa de maneira rica e única... A beleza e o perigo da vida noturna têm um efeito dramático em contraponto à sensibilidade do primeiro amor...” Publishers Weekly

Valide seu comentário aqui:

9 comentários:

  1. Me interessei...parece ser bem legal...e tb gostei dessa ideia de marcar quotes legais....vou aderir essa ideia tb...
    bom final de semana

    ResponderExcluir
  2. Luiza eu achei a capa péssima! E sou uma garota que gosta de capas, mas sua sinopse me atiçou e me fez mudar de opinião! Quero ler!!

    ResponderExcluir
  3. Não dava nessa capa ,ameiii a sinopse e a resenha só me fez confirmar pra ler o livro
    Depois de um livro itenso esse livro é perfeito ;)

    ResponderExcluir
  4. Eu achei essa capa horrível, logo de cara.
    Depois de ler sua resenha até que animei um pouco mas não tanto quanto deveria, não gosto deles serem adolescentes, na maioria das vezes isso me afasta do livro.
    Enfim... Ainda estou em dúvidas em relação a esse livro.

    ResponderExcluir
  5. A história parece ser muito interessante. Fiquei curiosa depois de ler a resenha e saber dos seus comentários sobre o livro. Prometo tentar ler. Pois gosto de histórias deste tipo. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. esse livro sempre me chamou a atenção, mas confesso, essa capa é terrivel.
    se eu o tivesse na minha estante, seria virado de costas, pra não tomar sustos.
    kkkkkkkkkkkkkkk

    agora que li a resenha sinto ainda mais curiosidade, acho que é o meu tipo de livro, principalmente porque tem POV alternado <3 amoo.
    mas não ficou corrido não? 24 horas..
    estranho..

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha!
    Eu estou louca pra ler esse livro... é o meu tipo de livro! O estranho é vc ter gostado dele!
    Deve ser muito bom mesmo...

    ResponderExcluir
  8. Todo mundo concordou que a capa não foi muito boa!!!

    ResponderExcluir
  9. achei a capa feinha... se fosse para comprar pela capa, eu passaria longe, mas a historia parece boa. Eu não curtia new adult, pois gostava mais de sobrenatural, mas há vezes em que pego um aleatório e leio e acabo gostando. Vou tentar esse, assim que terminar metamorfose.

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...