[Semana dos Nacionais] Os livros de Esteros - Aldemir Alves

Os livros de Esteros - As crônicas de Fedors 01
Aldemir Alves
Edição: 2
Editora: Editora Selo Jovem
Ano: 2014
Páginas: 400
Fedors: — A minha consciência é atormentada por milhares de vozes e cada uma traz-me milhares de histórias, e a cada história sou o vilão condenado. Voltarei no tempo para consertar meus erros, eu quero me redimir, ofertarei o meu reino, todo o meu ouro, e também se necessário a minha própria alma. Esteros nos leva a um mundo medieval, onde reis se tornam homens individualistas, crianças são incentivadas a fazer o bem acima de qualquer coisa, até mesmo o mal deixa de ser temido. Entretanto, a inocência é algo inevitável para um povo que só preza a paz. Vamcast o menino que desejou dominar o mundo aos 13 anos não tinha amigos e buscava constantemente o afeto do pai, cujo era um homem frio e descuidado e por esse motivo errou na criação do seu filho. Um governante descuidado traz o caos ao seu povo, mas um homem sensato precisa corrigir seus próprios erros.

Muitooo tempo eu namoro a capa desse livro (Lucas de Easy - tá PAREI), e quando li a sinopse, meu coração deu um pulinho. FANTASIA. Faz tempo que estou à procura de livros desse gênero que me fizessem me apaixonar. Eu encontrei alguns ao longo do tempo (Almakia e Devoy), mas a procura nunca acaba. 

Comecei a ler o primeiro dos cinco livros que compõem as crônicas de Fedors e em um dia terminei o livro.   
O livro começa com a explicação da mitologia e do mundo criado pelo autor. A Origem do Universo, e como o Criador Supremo criou todos os seres, e decidiu destruir tudo, quando o mal contaminou todas as coisas puras de seu Paraíso. E disso temos o surgimento da Céu e Inferno, e também dos novos planetas. Com essa nova criação temos os Deuses Esterianos, que foram espalhados em todos os universos. E também somos apresentados a uma grande batalha entre os Deuses e, a primeira discórdia entre Nazebur e os seus irmãos. Além da guerra entre Marcarus Destrus e o orc, Nalefis Ônus.

No começo fiquei um pouco confusa, muita informação e muitos nomes. Mas depois a leitura flui muito bem, e foi apresentado o universo onde se passa a nossa história. A narrativa começa com Fedors, um "morto-vivo" que é incomodado por Salazar em uma estrada, e então ele decide contar a história de seu mundo para esse viajante. 

As crônicas de Fedors é sobre a família Destrus, que reina Naires, um dos cinco continentes. Sendo Naires a mais importante e poderosa dos cinco, pois é onde se encontra a família que instaurou a paz em Esteros.

Mussafar Destrus reina ao lado de Zinza, e possuem dois filhos, Vamcast e Andor. Todo o livro se passa no aprendizado e na formação desses dois príncipes. 

Vamcast é o mais velho, com uma personalidade agitada, como mais velho, ele anseia a atenção e aprovação de seu pai, que por sua vez, dá toda a atenção para Andor, que é um garoto inocente e divertido, que não se preocupa com sua posição. Os dois príncipes frequentam uma escola de treinamento, onde aprendem magia, lutas e muito mais. (Morri aqui !! Me fez lembra saudosamente de HP.)

Vamcast cada vez mais começa a deixar o mal se infiltrar em sua alma, com a inveja que sente pela atenção de seu pai ao irmão, e influência pela pessoa errada, ele começa a aprender magia negra, extremamente proibida em Esteros. Chamando a atenção dos Orcs, que acreditam em uma lenda, onde um poderoso rei restaurará novamente o terror no mundo, espelhando o reinado de Nalefis, Vamcast começa a matar e tomar as cidades, espalhando o terror.  Então ele decide marchar para enfrentar seu pai, e vocês vão ter que ler para saber...  

Eu gostei muitoooo da história, do mundo criado. A escrita do Aldemir é muito fluido, e envolvente, eu realmente li o livro muito rápido e quando acabei fiquei brava porque eu queria continuar lendo. 
Muitas partes me fez lembrar de HP e Senhos dos anéis, mas não como uma cópia e sim, uma saudades gostosa, muito livros marcam e uma mera palavra te lembra tal livro. 
Gostei muito do foco ser no vilão, porque nem todo vilão sempre foi mal, existem fatos e acontecimentos que levam uma pessoa ao extremo. E essa linha tênue do bem e do mal é bem explorada.
A única coisa que me incomodou foi o começo, porque foi muita informação e eu acabei me perdendo. Pensei que talvez, essa parte pudesse ser contata ao longo do livro, como um flashback da história, como acontece já na narrativa. 
Ps: Lindo cada começo de capítulo, com uma imagem.

Bem, estou esperando ansiosamente pelo resto das crônicas.





  




3 comentários:

  1. Nossa... Parece ser muito bom!
    Adorei!
    =D

    ResponderExcluir
  2. a capa desse livro sempre me atraiu muito.
    agora aticei pra ler!
    kkkkkkkkkkk

    gostei.

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...