03 março 2014

[Resenha] Deusa da Primaveira - P.C.Cast

    Deusa da Primavera       
Série Goddess  - Livro 2
P.C. Cast
  Ano: 2011
Páginas: 412

Skoob | Editora | Compre

Sinopse: A padaria de Lina em Tulsa não está dando lucro – e ela precisa de um plano para salvar o negócio. Ao se deparar com um livro de receitas de uma deusa italiana, Lina acredita ter encontrado a resposta de que necessita – mesmo que isso signifique convocar uma deusa antiga... Em pouco tempo, Lina encontra-se face a face com a deusa Deméter, que propõe a ela trocar de lugar com Perséfone, a Deusa da Primavera, a qual irá dar vida nova à padaria. Por sua vez, Lina, incorporando a adorável Perséfone, deverá conduzir Primavera a um mundo de espíritos. Mas quando o atraente e soturno Hades desperta uma chama em seu coração, Lina não sabe se o sombrio Senhor do submundo é seu pior pesadelo – ou o homem dos seus sonhos.



     Como começar? Lina é uma mulher de meia idade e divorciada e que desistiu do amor e se focou totalmente na sua padaria a Pani Del Dea. Então quando a obra de sua vida está ameaçada, graças a um contador incompetente, Lina se vê totalmente desolada. Pois a padaria não é apenas uma conquista sua mas também de sua amada avó... Quando estava quase desistindo de procurar receitas novas, acha um livro chamado: O Livro de Receitas da Deusa Italiana, onde acha a receita perfeita para salvar sua padaria. Mas o livro diz que antes de fazer a receita, é necessário realizar um ritual para a Deusa Deméter:

"Antes de começar, você precisará de uma vela verde para representar a Terra e a deusa que honramos com essa receita. É Ela, que dá vida à farinha com a qual a nossa massa é fabricada [...]. Quando começar os preparativos, acenda a vela verde e concentre os pensamentos em Deméter. Só então deverá dar inicio a receita." 

     Nossa heroína não esperava que esse ritual fosse realmente invocar a deusa, que lhe propõe um trato, ela garantirá que a Pani Del Dea volte a ser um sucesso, mas em troca Lina deve ir ao Submundo no lugar de Perséfone ( filha de Deméter). Lina concorda e a troca é feita: Lina vai parar dentro do corpo lindo e escultural de Perséfone em direção ao Submundo.
     Mas havia algo que Lina não podia prever, que Hades, o deus dos mortos, podia ser tão sexy:

" O homem tinha longos cabelos presos em uma trança espessa, negra e brilhante, e estava de pé em uma biga prateada, da cor do luar. Segurava uma lança dupla em uma das mãos e uma grossa rédea de couro na outra, com o corpo maciço envolto numa túnica azul-noite. Um manto escuro ondulava ao seu redor e, sob a luz fraca emitida pela deusa, as dobras deste cintilavam em tons de roxo e azul-royal.(...) A pele, uma mistura de ouro e bronze, dava-lhe a aparência intimidadora de ma estatua viva. Um par de olhos escuros e fascinantes a fitava de cima dos traços fortes, do queixo bem definido e do nariz aquilino. Ele parecia zangado, irritado. Mas era magnífico"


     Diferente dos outros deuses, Hades está sempre em contato com os mortos, ele observou centenas de alma gêmeas morrerem e renascerem. Desejando encontrar a sua própria alma gêmea, e a encontra em Lina. Esse trecho se passa logo depois de Hades presentar Lina/Persefone cm um colar que ele mesmo fez:

" Na noite em que fiz isso, eu estava cheio de desejo e saudade. Mas agora que está aqui comigo, o vazio dentro de mim não mais existe. Os mortais foram sabios em afirmar que é a Rainha do Submundo. Não posso imaginar minha vida sem você. Não trouxe a primavera só para o meu reina mas para o meu coração. Estou apaixonado"

     O livro tem muitas partes lindas e tocantes pois o mundo dos mortos em sua maior parte é magnifico. Com ninfas que brilham no lugar de estrelas, jardins de narcisos lindos, pedras preciosas... e por aí vai é uma leitura incrível.
     Os outros livros da serie tem o mesmo estilo, mas esse é de longe o meu favorito, porque além de meu deus olímpico favorito ser Hades, Lina tem uma personalidade incrivelmente bem construída, sem falar que é hilario o jeito que ela xinga em italiano quando está zangada.
     Mas já vou avisando é um livro com muitas partes "quentes" (se é que você me entende rsrsrs), P.C.Cast tem uma escrita extremamente envolvente, é impossível parar de ler antes de chegar a ultima página. Ela realmente é uma mestra em pegar mitos clássicos e trazê-los para o nosso tempo. Os livros da série Goddess tem histórias independentes, assim você pode ler apenas o Deusa da Primavera, mas os outros livros também são ótimos, cada um com um conto e uma protagonista de personalidade forte. O que torna essa serie uma das minha favoritas S2!

  

Compartilhe!

5 comentários :

  1. Eu li o livro 01 e achei .... Estranho... huhuhu
    dai não voltei a ler a série.. também tinha visto q não estava saindo na sequencia... mas como você disse que não precisa para ler, que os livros são independentes, não tem problemas!

    =))))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo o livro 1 não um dos melhores, eu também achei ele estranho e confuso.Mas os outros são bem melhores...
      ;)

      Excluir
    2. Que bom q vc tb achou, pq pelo livro 1 eu nem leria o resto!

      vou dar uma lida nesse 02 então!!!

      Excluir
  2. Eu tenho um abuso tão grande de House of Night que terminei criando preconceito com a autora =x errado, eu sei...
    Mas essa parece ser bem diferente, talvez mereça uma chance!
    Adorei a resenha =*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A serie House of Night é praticamente um insulto, a historia já se perdeu totalmente...
      Mas essa serie da P.C.Cast é realmente boa por ter histórias independentes, mas como eu comentei com a Lud o primeiro livro não é tão bom. E fico feliz que você tenha gostado da resenha... ;)

      Excluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei