24 fevereiro 2014

[Resenha] Deixe a neve cair - John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle.


Deixe a Neve Cair

Deixe a Neve Cair

Editora: Rocco Jovens Leitores
Ano: 2013

Páginas: 336


Na noite de natal, uma inesperada tempestade de neve transforma uma pequena cidade num inusitado refúgio para insuspeitos encontros românticos. Em Deixe a neve cair, bem-sucedida parceria entre três autores de grande sucesso entre os jovens, John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle escrevem três hilários e encantadores contos de amor, com direito a surpreendentes armadilhas do destino e beijos de tirar o fôlego. Comédia romântica com a assinatura de um dos maiores bestsellers da atualidade, o livro é o presente de Natal perfeito para os fãs de John Green e de histórias de amor e aventura.




Bom...sabe quando você lê um livro e realmente não acredita que ele possa ser tãooooo chato, tãoooo sem graça? Pois bem...esse é o livro.

Em Deixe a neve cair, você vai acompanhar três contos. Cada um com uma história mais bobinha que a outra.

O primeiro conto chama-se "O expresso Jubileu", da autora Maurren Johnson. Nesse conto você vai conhecer Jubileu, uma menina de 16 anos, que teve esse nome herdado devido a fissura de seus pais pelas peças de cerâmicas colecionáveis da "A Cidade do Papai Noel Flobie." Apaixonado por seu namorado Noah, Jubileu se vê obrigada a ir passar seu natal com os avós na Florida, tudo isso porque seus pais na tentativa de compra mais peças para sua coleção, acabam se metendo em uma confusão e são presos. A menina pega um trem para Florida, só que nesse dia de natal, esta previsto a maior nevasca dos últimos 50 anos. Enfim..ai começa a historia.


O segundo conto, chama-se "O milagre da torcida de natal", do nosso amado do John Green. Nesse conto você vai conhecer,Tobin, JP e Duke, amigos inseparáveis, que estavam em casa assistindo maratona James Bond, já que os pais de Tobin ficaram presos em outra cidade devido ao mau tempo. Quando um amigo em comum Keaun, liga para Tobin e o convoca para ir até Waffle House, no meio da madrugada, tudo por causa das líderes de torcida que haviam invadido o local e não paravam de ensaiar passos e números tentadores que deixava qualquer marmanjo com hormônios a flor da pele. Lá vem mais historia.


O ultimo conto(graças a Deus), chama-se "O santo padroeiro dos porcos", da autora Lauren Myracle. Olha gente.. pra mim esse foi o menos pior, assim..ele também é sem sal, porém,eu até consegui ver uma mensagem mais embutida na historia. Addie passava por crise pessoal, bem típica da adolescência, tinha acabado de romper com o namorado Jeb, depois de tê-lo traído com Charlie. Tentando reatar seu namoro, sua amiga Teanga, lhe pede um pequeno favor, e claro, Addie toda enrolada, acaba dando um mole e não conseguindo cumprir com sua tarefa. Pegar o lindo, fofo do Gabriel no pet shop (um mini porco).Uma graça!


Bom.. agora vamos lá.. nem tudo é ruim no livro, uma das coisas que mais gostei é que as histórias se interligam e no final, meio que o destino acaba unindo todos, mostrando o que o milagre de natal pode fazer. Então fiquem atentos aos detalhes pessoal. Agora, se você perguntar qual palavra define o livro ...DECEPÇÃO é a palavra!

Ok..o erro foi meu, sim foi meu, porque um dos defeitos de nós leitores é que, quando gostamos muito de um autor, achamos que tudo que ele escreve sempre será maravilhoso...e não é bem assim. Eu queria o livro só por saber que John Green estava nele... e me estrepei feio. Leitura cansativa, chata, sem graça, fraca.. nossa... eu quase abandonei o livro váriasssssss vezes e foi muito difícil terminar.

Eu estou até agora me perguntando se realmente John escreveu aquilo, porque na boa...é muito fraco para um autor tão completo como ele. Outra, os contos são infanto-juvenis(NADA CONTRA), personagens bobos, em historias tolas... enfim... quando parecia que a historia ia melhorar, acabava.Claro né... são contos e contos são curtos e logo... é preciso se conformar.

Pra finalizar, acho que a ideia do livro sobre contos natalinos, era até legal, mas algo se perdeu no meio do caminho. Apesar disso tudo, o final, final mesmo, foi a parte que gostei, os personagens se encontram e a mensagem que o natal nos emite ficou clara. A magia, a esperança, o fato de que devemos buscar sempre melhorarmos como pessoas, tirar magoas do nosso coração, apreender com nosso erros, e buscarmos sempre por nossa felicidade. Acho que o intuito do livro era sem duvida bom... talvez, eu é que tenha criado expectativa demais.

Só pra deixar claro,cada um tem seu ponto de vista sobre leitura, então, caso alguém tenha gostado, me perdoe, e para aqueles que ainda vão ler... por favor, dividam conosco o que acharam... eu realmente estou curiosa.

Para essa leitura eu dava 2 estrelinhas e ta muito bom..rss



Boa leitura!








Compartilhe!

5 comentários :

  1. a verdade é q o unico livro do John Green que eu li e amei foi 'A culpa é das estrelas', o resto não consegui nem concluir! kkkkkkkkkk

    então agora ja sei que devo passar longe desse também!

    ResponderExcluir
  2. Eu não li ainda nenhum do John, mas o povo morre por ele...

    dá Maureen eu li os do envelopes, e achei fofo...

    ResponderExcluir
  3. Eu já li 2 livros do John Green, obviamente amei A Culpe é das Estrelas, já Teorema Katherine achei bem razoável...
    Tava até pensando em comprar esse mas vou passar longe!

    ResponderExcluir
  4. Ahhhh, finalmente alguém concordou comigo! Nossa, só escuto elogios sobre esse livro e achei uma bobagem de tamanho maior. Fiquei chocada com tanto acontecimento ridículo, sem pé nem cabeça e assim como você, só o achei "desculpável" porque tudo se interligou no final. Minha maior decepção foi com o JG. Fiquei me perguntando: "Cadê seus textos profundos e cheio de metáforas?". Sinceramente, contos não são a minha praia.. hehe Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei