[Entrevista] Deise C. Muller

Deise C. Müller nasceu em Vila Velha - ES, no ano de 1989. Durante a infância, não conseguia ir até a padaria e retornar sem ter imaginado uma história inteira. Na adolescência, se interessou por informática e achou ter encontrado sua paixão. Após seu casamento com Nelson e durante a faculdade de Sistemas de Informação, redescobriu sua paixão por literatura… após passar noites em claro consumida por ideias, resolveu escrever. Depois de vários contos e um livro não publicado, em 2010 surgiu Lilac. Sua estreia literária.
Recentemente participou da antologia Amores Imortais, onde contribuiu com o conto Condenado, e agora vive com o marido e família, de volta a sua terra natal, onde escreve o segundo livro de Lilac em paralelo com sua nova série ainda intitulada.


Vocês podem conferir a  primeira Entrevista que fizemos com a Deise, quando resenhamos o livro 01 -  Lilac


Entrevista Deise Müller


 ELB - Quando eu estava lendo Silver, senti uma mudança na escrita em relação ao livro 01, mais um amadurecimento. O que você tem me diz sobre isso? Foram as resenhas e comentários de Lilac?
          
Em primeiro lugar, fico muito feliz por as mudanças terem sido tão bem aceitas em Silver. Lilac foi minha estreia profissional e, como todo começo, eu ainda era insegura e estava definindo meu estilo. Portanto, sim. Foram as resenhas, os comentários e as diversas dicas que recebi em Lilac que me ajudaram a lapidar meu trabalho.

ELB – Você mudou muito o foco do primeiro para o segundo livro, introduzindo vários seres sobrenaturais no enredo. Como surgiu a inspiração para fazer isso?

Eu sempre amei os gêneros fantasia, terror e horror. Seja em livros, filmes, séries, músicas ou o que for, o sobrenatural é sempre a minha escolha. Minha série preferida é Supernatural, e adoro a forma como os produtores a transformaram em seu parque de diversões macabro, brincando com lendas e criaturas de todos os tipos. Em Silver, quando percebi que havia espaço para fazer o mesmo, não pensei duas vezes.

ELB - Quantos livros a série terá? Porque acho que apenas 03 não dará conta de finalizar todo o enredo.
            
Inicialmente seriam três. Mas agora, enquanto escrevo Darkness, percebo que teria que fazer um final corrido e insatisfatório. Portanto estou analisando a estrutura da história para ver se cabem mais dois livros, ou se encerro com quatro.

ELB – Como é esse processo de produção de escrita de uma série que envolve tantos seres místicos? Envolve mais pesquisa ou imaginação?
            
É uma mistura, na verdade. Eu pesquiso bastante, para ter base para a imaginação, mas não fico restrita às lendas e mitologias. Acho absurdos os críticos que desmerecem obras de ficção com elementos que não sejam fieis às mitologias. “Vampiros não são assim!” Na verdade, vampiros não são de forma alguma, por que eles não existem. Todos os seres fictícios foram inventados por alguém e não vejo o porquê de eu não poder inventar seres do meu próprio jeito.

ELB - Vai ter livro do Fergus e da Gabi? Amei os dois. E Necessito do livro, rsrsrs...
            
As pedidas de um livro só dos dois foram muitas! Então, apesar de não ter uma previsão de lançamento, certamente veremos Fergus e Gabi se alfinetando em um livro só deles ^^ .

ELB - Lamento que a Novo Século não apoiou você no segundo livro, mas agora você tem uma nova casa, está feliz?
            
Estou muito feliz! Toda a equipe da Literata é maravilhosa e tem sido ótimo trabalhar com eles. É muito bom encontrar um lugar que, além de valorizar seu trabalho, ainda respeita suas opiniões.

ELB - Conte sobre a nova capa de Lilac, que ficou linda, e combinando com a de Silver.
            
A primeira capa de Lilac não saiu como queríamos devido a um erro de comunicação por parte da editora. Acabamos não tendo tempo para trabalhar nela. Mas, de qualquer forma, eu não repetiria ilustração, por ser um estilo que fica melhor em livros YA.
A nova capa foi um achado e tanto! Sou eu quem vasculho os bancos de imagens à procura do que melhor represente meus trabalhos e, quando encontrei aquele ensaio eu soube, imediatamente, que seria a capa de Lilac.
A de Silver e Darkness vieram depois e foram elas que tiveram que combinar com a de Lilac. O que não foi nada fácil. Nunca mais encontrei um ensaio fotográfico tão bom e praticamente feito para a minha série.

ELB - Mais alguns projetos em mente???
          
Além de algumas antologias maravilhosas, estou trabalhando em outro romance sobrenatural já há algum tempo. Ainda não posso dar detalhes, mas é minha primeira tentativa de romance YA. Estou tentando combinar o estilo mais jovem com o amor pelo terror.

ELB - Você pode adiantar alguma coisinha do livro 03, por favor? Um spoiler... a previsão de lançamento... (por faaavooorr).
            
Acredito que o e-book de Darkness seja lançado ainda nesse semestre ou, no máximo, até o começo do próximo. O livro impresso, infelizmente, só no ano que vem.
O que posso adiantar do próximo livro é que teremos uma amarga surpresa; Uma traição terrível que abalará o clã Domovoi. Além disso, um personagem há muito esquecido voltará para lutar pela Meg, o que não agradará em nada ao nosso rei!

ELB – Quem lê o Silver, vai criar grandes expectativas sobre o casal Craft e Meg, principalmente porque parece que vai haver uma guerra decisiva. Você pensa em mudar ainda a personalidade da Meg? E o Craft, continuará o mesmo ou surgirão mudanças?
            
A Meg sofreu sua última grande mudança. Ela agora está concentrada em vencer essa guerra e conseguir paz para a sua família. Craft, no entanto, foi obrigado a aceitar um difícil e decisivo papel na guerra. O preço pelo poder é muito alto, e afetará a todos, portanto podemos esperar algumas mudanças nele. Mas não será nada tão extremo quanto o que houve com a Meg.

ELB -  Deise, sempre é um imenso prazer conhecer escritoras nacionais tão talentosas quanto você. Mais uma vez, o ELB agradece sua presença.
           
Eu que agradeço pelo carinho, apoio e amizade de vocês! Um super beijo para cada uma das três e seus leitores. Nos vemos na Bienal.






Lilin, uma succúbus ambiciosa tenta aniquilar Lúcifer, e como punição, é enviada a Terra e destituída de seus poderes. Transformada em feiticeira, Lilin assume vários consortes e começa um plano para reinar sobre os seis clãs dos feiticeiros.
Após matar dois reis, seu plano fracassa e ela é assassinada. Um feiticeiro covarde descobre que Lilin poderia reencarnar em um de seus descendentes, e desde então, um a um eles veem sendo caçados e assassinados, até que um erro permite que Megan Harris sobreviva.
Meg cresceu acreditando ter herdado habilidades mágicas de sua tataravó feiticeira. Abandonada ainda bebê pela mãe, seu pai tenta fazer com que ela e sua irmã se interessem pela arte oculta, porém a última coisa que uma adolescente quer é aprender feitiços com sangue de galinha e adagas afiadas.
Quando Lauren, sua irmã, é assaltada e baleada, e Meg a encontra, segundos depois, ainda sufocando em seu próprio sangue, Meg se arrepende em não ter seguido os conselhos de seu pai. Lauren morre em seus braços, e seu pai não consegue a perdoar por não ter salvado a vida da irmã.
Meg se muda de volta para a cidade onde cresceu, para se afastar da dor do passado e da acusação nos olhos do pai. Seu passado, no entanto, não está disposto a deixá-la em paz.
Lucas, seu ex-namorado, aparece para uma visita de aniversário, e desaparece misteriosamente após brigar com o encontro de Meg em uma boate. Assolada pelo sentimento de culpa, Meg começa a investigar o desaparecimento do ex-namorado, e acaba se deparando com verdades grotescas sobre o assassinato da irmã, e sobre a sua própria natureza.
Craft, o suspeito inicial no desaparecimento de Lucas, acaba sendo o rei do clã Domovoi, o mais poderoso dos clãs, e sua única esperança de escapar de seu caçador, e da escuridão na qual seu coração se afundou. Mas quando sobreviver pode significar ser um receptáculo ambulante para um demônio que planeja destruir tudo o que você ama, e morrer significa destruir o coração daqueles que te amam, o que fazer? 
Um demônio banido… Uma linhagem condenada… E uma atração inevitável. O amor realmente supera tudo?




"Tente fazer com que me lembre de que amo vocês."
A simples nota já estava amassada e desgastada dentro do punho cerrado de Craft, mas involuntariamente, ele se via desdobrando-a e relendo. As palavras eram como ácido em seu cérebro.
Passaram-se semanas desde que o rei Domovoi acordara sozinho em seu majestoso quarto, carregando no bolso o anel de noivado dela. A mulher que ama, no entanto, havia desaparecido.
Ela sacrificou-se para salvá-lo e, no processo, perdeu sua própria alma.
Apesar de ter jurado nunca parar de procurá-la, Craft estava começando a perder as esperanças de que um dia voltaria a ser feliz.
Foi quando o telefone tocou.
Megan foi encontrada...
A felicidade, no entanto, ainda não estava garantida.
Além de correr contra o tempo para salvar a alma – e o corpo – de Meg, Craft, sua família e amigos agora também precisam enfrentar, juntos, uma ameaça muito mais poderosa do que todos eles.
Poderosos demônios que planejam iniciar o apocalipse exigem a vida de Delion em troca da vida da Meg e, além da terrível escolha, Craft Domovoi precisa encontrar uma forma de impedir o fim do mundo.
Em meio ao caos em Los Angeles e a dor de ter que encarar uma Megan demoníaca, eles terão uma surpresa que trará tanto alegria quanto desespero… e que poderá mudar o destino do mundo.
Um demônio recém-surgido… Amores impossíveis… E um planeta condenado. O amor realmente supera tudo?


Conheça também os contos:


Michael Smith era cético até a última célula de seu corpo. Detestava pessoas góticas, pois as considerava delirantes. A intolerância fora induzida por seu falecido pai, e Michael pretendida levar aqueles ensinamentos pelo resto da vida.
Apesar da educação, havia outro motivo para o preconceito que beirava ao ódio de Michael; uma garota.
A vida inteira Michael sonhara apenas com uma pessoa. Alexia… Uma beldade de cabelos negros e olhos verdes pálidos… e um lindo par de presas.
A garota dos seus sonhos era uma vampira e, por mais que odiasse admitir, Michael sempre fora apaixonado por ela.
Ter sonhos nítidos sobre amor, casamento e família com uma completa estranha – a quem amava insanamente – já era difícil de suportar, mas quando a garota de seus sonhos simplesmente aparece em sua sala de aula na universidade, Michael vê seu mundo inteiro desintegrar diante de seus olhos. Agora Michael terá a difícil tarefa de desfazer-se das convicções de seu pai se quiser salvar seu futuro com Alexia e sua própria vida.



Quando criança, Emma Collins adorava o sobrenatural. Filmes, livros, histórias e, é claro, jogos!
Aos dez anos, quando um tabuleiro Ouija lhe disse a idade com que casaria e o nome do seu noivo, Emma teve certeza de que os espíritos estavam ao seu lado. Mas então o tabuleiro a informou de que morreria um ano antes do seu casamento, e Emma largou o tabuleiro no sótão, pois aquela porcaria só podia estar quebrada.
Ela nunca mais acreditou em nada exceto a ciência.
Doze anos depois, uma das previsões do tabuleiro se concretiza, e Emma não poderia estar mais decepcionada com ela.
Morrer era, definitivamente, uma porcaria.
Entretanto, acordar com quentes e sensuais olhos cor de chocolate sondando seu corpo não era assim tão ruim. E quando ele lhe disse seu nome, Emma voltou a acreditar em magia.





3 comentários:

  1. Queroooo livro do Fergus e da Gabi !!!!

    Querooooo

    ResponderExcluir
  2. Aaaaaiiiii, traição? Mais brigas???? Necessitoooooo ler esses livros looogooo!!!

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...