[Resenha] O Pedido - Katie Ashley

 O Pedido
Katie Ashley

Livro 01  | Skoob | Compre

Durante as semanas seguintes à traição de Aidan, Emma fez o que pôde para seguir em frente. Ignorando as inúmeras mensagens de texto e voz e as flores, ela não tinha certeza se queria voltar para ele. Mas Aidan não desistiria fácil – principalmente não até que Emma o deixasse revelar o segredo de seu passado que o levou a ter fobia de assumir compromissos. Mas o destino intervém quando Emma entra em trabalho de parto prematuro e precisa repousar por duas semanas. Aidan aproveita para fazer uma proposta surpreendente.
Para provar seu amor e comprometimento com ela e com seu futuro filho, ele pede uma licença do emprego para cuidar dela em tempo integral. Jurando proteger seu coração, Emma concorda com relutância. Enquanto fica comovida com a atenção e os cuidados de Aidan, Emma fica desconsertada com a aproximação do médico da emergência, Alpesh “Pesh” Nadeen. Pesh é tudo que Emma poderia querer – bem-sucedido, equilibrado e pronto para se casar, para ser marido e pai. Pesh só quer conquistar o coração de Emma, mas ela não tem certeza se será capaz de entregá-lo. O coração dela pode ainda pertencer ao mesmo homem que o partiu – aquele que está tão desesperado para tentar tê-la de volta. 

 Caros leitores, temos aqui a continuação do livro super fofo de Katie Ashley, A Proposta, que, com certeza, conquistou vários leitores com a envolvente história de Emma e Aidan. Jogue a primeira pedra quem não ficou ansioso para ler o desfecho desse romance!

Então, para lembrar cenas do capítulo anterior, vimos que Aidan, em um momento de negação de seu amor por Emma, cometeu uma traição contra os sentimentos de ambos, e principalmente motivado pela sua covardia em se dedicar ao amor e ao relacionamento entre os dois.

Em O Pedido, passamos a conhecer mais profundamente Aidan, o que o motivou ao erro que está causando um terrível sofrimento para ele e a mulher que ele ama, apesar de não conseguir pronunciar as palavras. Ele também possui seus traumas, seus arrependimentos e amarguras...

Sério, partiu meu coração ler como esse marmanjo soluça arrependido por ter feito o que fez, e nesse momento você fica como uma leitora louca falando para a personagem: Ah, perdoa logo o coitado Emma...!!!

(...)Tudo o que ele achava que ele tinha sentido por Amy foi ampliado em um milhão vezes com Emma. Ele apenas achava que sabia o que era amor. Sem sequer tentar, ela conseguiu que ele tivesse sentimentos por ela, que nem imaginava que poderiam existir. E agora ela se foi.

Porém, determinados atos que requerem perdão, são demorados, principalmente quando a confiança é perdida. E Emma, magoada pelas atitudes do homem que a fez amar de novo para depois desiludi-la, resiste às tentativas de reaproximação de Aidan.

O destino conspira para que os dois se reaproximem, e Aidan se aproveita desse presente, mesmo sendo resultado de acontecimentos não tão bons, e tenta de todas as formas mostrar que pode se tornar alguém que pode apoiá-la e a pessoa em quem ela pode confiar. Contudo, não é fácil se livrar dos medos, principalmente quando se busca uma vida estável para si e uma criança.

Será que ela realmente poderia dar a ele uma chance de se redimir? Será que ela realmente conseguiria fazer isso para si mesma e seu coração? E se ela negasse? Como ela conseguiria mantê-lo na vida de Noah, sem deixar seus sentimentos ficarem no caminho?

            Confiar, perdoar e voltar a viver com uma pessoa que te machucou pode ser difícil... principalmente quando entra mais alguém na história para confundir seus sentimentos: o Dr. Pesh, o verdadeiro príncipe encantado, diferente de Aidan, que com suas atitudes dedicadas, abertas, sem medo de mostrar o que sente, mexe profundamente com os sentimentos de Emma, e a deixa em dúvida sobre o que realmente sente sobre Aidan, pois o magnífico doutor representa toda a estabilidade que ela procurava em um homem para constituir uma família; estabilidade não demonstrada em Aidan, principalmente ao resistir aos sentimentos que ambos construíram ao longo do relacionamento.

Será que Pesh era o sinal que ela havia pedido em sua oração? Ou com tudo que havia acontecido nas últimos três semanas, a deixou apenas confusa demais?

Ao ler essa continuação, você não deixa de torcer em nenhum momento pelos dois, para que tudo se resolva depressa, mas tem momentos que você fica na dúvida se, de fato, haverá um “felizes para sempre”..., quem será o escolhido? O médico charmoso, acenando com uma vida de abertos sentimentos e uma vida familiar estável, ou Aidan, que não consegue expressar seus sentimentos, não deu sinais de compromisso e ainda quebrou sua confiança? Claro, o médico é a personificação da perfeição amorosa, mas... Aidan é Aidan, não é? E todos podem mudar...

Essa segunda parte da história de Aidan e Emma é sobre confiar: confiar que o outro pode te amar, mesmo sem ter dito as palavras, mas demonstra seus sentimentos através de várias ações, é só saber interpretá-las. Também é sobre deixar que a insegurança dê lugar ao perdão e à confiança para que você se sinta livre para amar incondicionalmente o outro, pois ninguém é perfeito e comete erros. E que o príncipe encantado pode vir com alguns, digamos... defeito de fábrica... não é perfeito!

Bem, para mim, mais um romance com o carimbo de “Aprovado, boa leitura”.

Espero que gostem, tanto quanto eu gostei!




5 comentários:

  1. Ainda não li nenhum dos livros o que sei sobre eles é através de resenhas, mas achei bem interessante a narrativa.

    ResponderExcluir
  2. Meninas comecei a ler o 01 ontem... ia ler só 1 cap né.. quando fui ver estava no 13.. dai o sono me venceu!!!

    é muitooo bom ... e para eu dizer isso... pq geralmente não gosto de nenhum que eu leio desse gênero!

    ResponderExcluir
  3. ahaaaaa

    acabei de ler o 02 também!!

    MASSSSSS... não foi 5 estrelas.. achei um pouco desnecessário para ser um livro... poderia ser um conto.. .

    eu sei que conta o pq do Aidan ser assim... do trauma dele... que eu achei um pouco sem nexo....

    sei lá, ficou meio cansativo... a Emma sempre chorando com os hormônios... o que também mudou um pouco a personalidade dela.. pq o que ela fez na Casa do Aidan, só por Deus... acho q nem a mulher mais magoada faria isso, foi cretino! huhuhu

    Mas foi um bom final.. os dois são fofos demais.. mas achei q ficou meio perdido, ela ficou na casa dele, e eles nem conversaram sobre o assunto e tentaram resolver, só quando teve uma terceira pessoa q as coisas entraram no eixos... acho q faltou isso...

    Mas o livro 1 ainda é 5 estrelas para mim!


    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...