30 novembro 2013

[Resenha] Metamorfose? - Gail Carriger


Esta resenha pode conter spoilers do livro 01, Alma? (resenha aqui), então, se você não leu nenhum livro da série, fica por sua conta se acabar descobrindo algo importante do primeiro livro!

Livro: Metamorfose?
Série: Protetorado da Sombrinha - Livro 02
Autora: Gail Carriger
Editora: Valentina


Alexia Tarabotti está de volta, agora chamada de Lady Maccon e com o cargo de muhjah no Conselho da Rainha.

Numa bela tarde, Alexia acorda e se depara com Lord Maccon discutindo com alguém, notoriamente enraivecido e então ele sai de casa rumo à cidade para resolver tais complicações. Misteriosamente, quando Conall adentra a parte principal de Londres, ele é forçado a voltar à forma humana e não consegue mais se transformar. Seguindo em frente, o conde descobre que vampiros e lobisomens também estão passando pelo mesmo que ele, e nenhum fantasma consegue adentrar o território da cidade principal. Algo está afetando Londres e Lord Maccon parte numa investigação para descobrir o que é.

Alexia é pega de surpresa quando descobre que seu marido partiu numa viagem apressada à Escócia para resolver problemas do pack, justo quando há muitas outras coisas com que lidar. Há um exército de lobisomens acampados no seu jardim, que aparece lá sem ninguém lhe dar satisfação alguma, a questão do acontecimento na cidade principal, quando todas as criaturas sobrenaturais foram afetadas, seu cargo de muhjah, que exige sua presença toda semana nas reuniões, e ainda tem um tal de Major Channing, líder do exército do pack Woolsey, que parece surgir apenas para atormentar a vida de Alexia.

E quando tudo isso parece demais, sua mãe bate à sua porta para pedir a Alexia que sua irmã Felicity passe um tempo na sua casa. Ó, isto parece ser o pior, já que sua irmã não demonstra nenhum sintoma de ter um cérebro que funcione. Pobre Alexia.

“Porque? Quero dizer, porque você? Eu posso compreender perfeitamente o fato de alguém não gostar do meu marido. Eu não gosto dele intensamente a maior parte do tempo.”
Professor Lyall abafou uma risada. “Eu sou dado a entender que ele não gosta de falar o nome de alguém com dois l’s. Ele acha isto indesculpavelmente galês. Eu suspeito que ele deva estar um tanto tomado por você, talvez.”

Mas nem tudo é ruim. Uma grande personagem é introduzida na história. Madame Lefoux é proprietária de uma loja de chapéus, que na verdade serve de fachada para a sua ocupação principal: ela é uma cientista que presta serviços para a comunidade sobrenatural e é bastante reconhecida por suas invenções e seus estudos científicos. Uma francesa que se veste como homem e que é introduzida no círculo social de Alexia talvez não tão coincidentemente assim. Que personagem fantástico, Genevieve Lefoux é uma mulher bastante misteriosa e suas verdadeiras intenções ao se juntar à Alexia em sua investigação vão sendo reveladas aos poucos ao longo do livro. Ok, nem todas. Muita coisa permanece misteriosa sobre essa francesa...

Alexia Maccon, dando prosseguimento à sua investigação, é levada a viajar para a Escócia a bordo de um dirigível para alertar seu marido de suas recentes descobertas. Sempre foi seu sonho viajar num dirigível e deveria ser um momento perfeito. Pobre Alexia. Ela acaba tendo que levar a sua irmã Felicity e sua amiga Ivy junto na viagem, que está começando a ser um martírio. Oh apenas começando. Madame Lefoux também a acompanha, juntamente com sua camareira Angelique e um dos clavigers do pack, Tunstell. Alexia sonhava tanto com essa viagem, e acabou tendo que aguentar sua irmã e Ivy e ainda as tentativas de assassinato. Elas estavam sendo seguidas e alguém parecia querer muito Lady Maccon morta.

Dá pra perceber que a história de muitos personagens secundários vai se desenvolvendo né? Ivy encontra-se numa situação complicada e sem solução aparente: ela finalmente está noiva, mas deseja outro homem. Um que não é o mais indicado para uma dama como ela se casar... Essa história fica cada vez mais engraçada e as crises histéricas de Ivy no meio de tanta coisa mais séria acontecendo é de fazer cair no chão de tanto rir. Lord Alkedama adquiriu um aethographor, uma máquina capaz de transmitir mensagens de longa distância para outro aparelho similar, através do gás aether presente na atmosfera. Toda essa parte da tecnologia aethérica é melhor explicada, o que é bem fascinante.

Ivy balançou seu lenço molhado, como se estivesse dizendo ‘palavras não podem expressar minha profunda angústia’.
Então, já que Ivy nunca foi conhecida por gestos significativos quando um embelezamento verbal poderia agravar o efeito, ela disse, “Palavras não podem expressar a minha profunda angústia.”

Quando finalmente Alexia e seus companheiros chegam ao seu destino final, as coisas começam a ser desvendadas. Alexia aprende bastante sobre o passado de seu marido e o real motivo de sua viagem, e percebe que está bem perto da solução do grande mistério que ronda os sobrenaturais.

A autora continua com sua escrita peculiar e seu esplendoroso humor vitoriano. Certamente o livro atende às expectativas dos leitores que, como eu, amaram o primeiro livro. Toda a parte steampunk é elegantemente inserida no contexto dos mistérios que atingem Londres, e esse livro consegue ser tão engraçado quanto o primeiro.

Realmente, é um livro muito bom, não tenho críticas negativas a fazer. Adorei ver mais do casal nada convencional, Lady e Lord Maccon, é magnífica a química entre esses personagens.

Lady Maccon parou de repente. Seu marido deu quatro passos largos à frente até perceber que ela tinha parado. Ela estava olhando pensativamente para o aether, girando sua sombrinha mortal acima de sua cabeça.
“Eu acabei de lembrar uma coisa,” Alexia disse quando ele retornou para o seu lado.“Oh, isto explica tudo. Que tolice da minha parte achar que você pode andar e lembrar ao mesmo tempo.”

E o final... oh e que final. É de arrancar os cabelos dada a reviravolta que a autora nos inflige! POBRE ALEXIA, é tudo que posso dizer. E se me permitem lhes dar dois conselhos:

* Se você tem problema cardíaco, CUIDADO, esse final é de matar um e pode causar taquicardia e repentinos picos de pressão arterial. Se você sofre de depressão, por favor, tome seu remédio antes de ler esse final.

* NÃO LEIA EM HIPÓTESE ALGUMA A SINOPSE OU RESENHA DO PRÓXIMO LIVRO SEM TER LIDO METAMORFOSE?, a menos que você goste de um mega spoiler (conheço muitas pessoas curiosas que lêem as sinopses para saber se a série continua boa, tipo, eu? hahahaha).

Amei o livro e já virei fã da série. Cada vez mais surgem fatos que parecem estar interligados, o mistério só aumenta. Protetorado das Sombrinhas está ficando muito, mas muito bom, está até parecendo que entrará para as minhas favoritas. Será? Bom, depois desse final eu só descobrirei quando ler o três, e é exatamente isto que estou indo desesperadamente fazer.


COMPRE O LIVRO:

   



A série  Protetorado das Sombrinhas está sendo lançada aqui no Brasil pela Editora Valentina, parceira do Every Little Book! Saiba mais sobre a editora:
Site  | Face

Os direitos de reprodução cinematográfica da série foram comprados pela Parallel Films, veja a notícia aqui






Compartilhe!

3 comentários :

  1. Ahhhh eu preciso ler esse livro!!
    Acho que vou esperar o 3... lembro de como vc surtou quando acabou de ler esse!
    hahahahaha
    Otima resenha amiga, como sempre =*

    ResponderExcluir
  2. Necessito ler esse livroooo!!!
    Perfeitooo

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li Alma, mas estou louca para ler, recebeu mtos elogios, ouvi dizer q é original e inovador. E saber q a continuação é tão boa tb, me deu mais vontade de ler.
    Adorei a resenha.

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei