14 outubro 2013

[Resenha] A Proposta - Katie Ashley


A Proposta
Katie Ashley
Editora: Pandorga
Add no Skoob e Goodreads


Com a chegada dos trinta anos, Emma Harrison está com seu relógio biológico tinindo e ainda aguarda o seu príncipe encantado aparecer. Ela está ficando sem opções, principalmente depois queseu melhor amigo gay desistiu de ser seu doador de esperma. Claro, sempre há um banco de esperma, mas Emma tem medo de que haja alguma confusão com a doação e ela possa receber a semente de um monstro assassino ou algo do tipo.O maior mulherengo da empresa, Aidan Fitzgerald, está acostumado a sempre conseguir o que quer, principalmente no quarto. Quando Emma rejeita suas investidas na festa de Natal da empresa, ele fica determinado a conquistá-la a qualquer custo. Ao saber sobre a difícil situação de Emma, ele rapidamente faz uma proposta que beneficiará a ambos. Ele será o pai do filho da Emma, mas ela precisará concebê-lo naturalmente, com ele. Sem ninguém com quem namorar ou simplesmente fazer sexo casual, Emma reluta em aceitar a oferta, mas o charme dele e o intenso desejo dela pela maternidade vencem a questão. Logo as seções para a concepção do bebê se tornam mais do que físicas. Aidan não parece se afastar dela, enquanto Emma começa a pensar que ele pode ser o homem certo.

            Um desejo move a vida de Emma Harrison: o de ser mãe. Mas, com medo de se arriscar a uma inseminação artificial e ter algo parecido ao “Bebê de Rosemary”, passa a procurar o pai ideal para seu filho. Infelizmente, após tentativas frustradas, ela começa a ver seu sonho se distanciar cada vez mais dela. Até que, alguém que ela menos esperava, faz “A Proposta”...
           
Aidan Fitzgerald também tem um desejo: transar com Emma. Isso mesmo, passar uma ou algumas noites de sexo e... fim. Afinal, não é a toa que sua fama de mulherengo o precede. Fama esta, aliás, que a fez dispensá-lo sem pensar duas vezes. Ao saber, por acidente, qual o maior desejo de Emma, Aidan vê a possibilidade de conseguir seu objetivo, com uma proposta mais do que tentadora...

— Estou falando de uma proposta para nós, boa para os dois, para conseguirmos algo que realmente, realmente queremos. Eu dou um pouco, e você dá um pouco.
— O que você quer dizer?
— Eu estou falando sobre oferecer meu DNA para você. (...) acho que seria um bom candidato.

Aidan pode soar realmente frio fazendo esse tipo de proposta para conseguir levar Emma finalmente para a cama. Mas o leitor se envolve tanto com a personalidade carismática do personagem que acaba relevando esse “pequeno defeito”. Além disso, ele não mente sobre sua verdadeira intenção por trás da sua oferta, mas à medida que a leitura evolui, o leitor percebe que Aidan não sente somente algum tesão por Emma, que passará com poucas noites de sexo. A forma como a trata, mesmo repetindo que é objetivando o sexo e engravidá-la, é completamente romântica, tem todo o cuidado de fazê-la se sentir bem e cuidada.

Os sentimentos evoluem de tal forma que, mesmo o objetivo de uma gravidez vai aos poucos se confundindo com algo mais.
,
Ela não gostou desta mudança de sentimentos que estava acontecendo. Isto deveria apenas ser sexo para procriação, e não fazer amor.
(...) Emma o estava transformando em um completo tolo emocional, fazendo com que ele quebrasse todas as suas regras. (...)

Aos poucos, os encontros para sexo e procriação, como Emma chama, não satisfaz mais a ambos. A necessidade de um ficar com o outro, enquanto exploram os sentimentos cada vez mais fortes, mesmo com o medo de pronunciá-los, passa a exigir muito mais. Passam a ter necessidade um do outro.

E são os medos desses sentimentos que motiva uma atitude que mexe com o leitor, tanto quanto os sentimentos das personagens da história. Afinal, o amor é capaz de fazê-lo negar o que você é? Ou somente te liberta para ser alguém muito melhor? Pelo visto, depende do ponto de vista de quem o sente, combinado com seus medos e incertezas...

A cada página, a história fica cada vez mais deliciosa. Impossível não se apaixonar por Aidan, com suas tiradas engraçadas e ficar cada vez mais deliciada com sua mudança de comportamento (até você sentir a necessidade de matá-lo, mas logo passa...), e nem deixar de torcer e também se apaixonar por Emma, sempre otimista e sem temer a evolução dos seus sentimentos, sempre pronta a amar e realizar seus sonhos.

E mais: o faz ansiar pela leitura da continuação da história desse lindo casal. Assim, faço a você uma proposta: que tal se apaixonar e torcer por Emma e Aidan?

É um romance que o leitor não se arrepende de ler!













Para ler mais um pedacinho do livro : 02, 03, 04







Compartilhe!

5 comentários :

  1. Excelente resenha Luci! Mesmo não sendo muito o meu tipo de livro, suas palavras me atraíram, agora estou curiosa!

    =)

    ResponderExcluir
  2. Concordo Twin,

    eu vi esse livro, e pensei : poxa mais um desse gênero....

    e nem tinha add na minha lista... mas depois da resenha, eu gostei..

    parece ser algo diferente do que está saindo ultimamente.. vamos ver se eu gosto!

    ResponderExcluir
  3. Acabeiiiiiiiiiiiiiiiiii.....

    vim dizer q eu ameiiii.. dou 5 estrelas tb...

    Foi bem parecido com todos os livros do gênero que eu vi por ai, mas o que diferencia, e eu sempre falo... é a personalidade do casal... tudo bem construído, eles questionam as próprias decisões e pensamentos.. tornando assim pessoas realmente reais... essa historia pode ser do cara q mora do seu lado...

    Eu amei mesmo.... eu sempre leio esse gênero e nunca gosto de nenhum livro, mas a esperança é a ultima que morre, e por fim eu achei um livro q eu AMEI!

    <3

    Bora ler o 02º



    ResponderExcluir
  4. Eu simplesmente AMEIII esse livro!!

    ResponderExcluir
  5. Ótima resenha, estou lendo esse livro, é mto envolvente. To amando o casal.

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei