[Resenha] Graceling

Livro: Graceling
Série: Graceling -  Livro 1
Autora: Kristin Cashore
Katsa tem sido capaz de matar um homem com suas mãos desde que ela tinha oito anos - ela é uma Graceling, uma das raras pessoas em sua terra nascem com uma extrema habilidade. Como sobrinha do rei, ela deve ser capaz de viver uma vida de privilégio, mas Agraciado como ela foi pela morte, ela é forçada a trabalhar como assassina do rei.
Quando ela encontra pela primeira vez o príncipe Po, Agraciado com habilidades de combate, Katsa não tem nenhum indício de como sua vida está prestes a mudar.
Ela nunca esperou tornar-se amiga de Po.
Ela nunca esperou aprender uma nova verdade sobre seu próprio Dom - ou cerca de um terrível segredo que se esconde.


Sejam bem vindos aos Sete Reinos. Divididos territorialmente, cada reino tem um rei e um governo próprio. Midluns, Lienid, Monsea, Wester, Nander, Estill e Sunder. Todos tentam conviver pacificamente, mas conflitos políticos são inevitáveis. Cada reino tem sua família real, que vive em seus castelos e tentam manter a paz. Bem, nem todos. Alguns pelo simples prazer em ter poder, outros por motivos ainda não conhecidos, cometem atos que podem abalar o convívio pacífico e iniciar uma briga.

E existem os Gracelings. Pessoas que possuem um Dom Extraordinário, poderes e capacidades que fazem destas pessoas especiais, e discriminadas. Mas, muitas vezes, também, cobiçadas. Estes dons podem ser inofensivos, como a habilidade de respirar embaixo d'agua, de dançar, de cantar, de cozinhar, como também podem ser perigosos, como a habilidade de lutar, de matar, de ler mentes, de enganar... As pessoas que possuem estes dons nascem com os dois olhos de cores diferentes e, na maioria dos casos, são obrigadas a servirem o rei, simplesmente por serem um Graceling.

Lady Katsa é sobrinha de Randa, rei de Midluns, e possui a habilidade de matar... Uma menina de dezesseis anos que é temida por todos o sete reinos e conhecida como lady assassina. Por possuir um dom tão letal e decisivo, ela serve ao seu tio como arma pessoal do rei. Ele manda, ela mata. Ele manda, ela tortura. Temida e respeitada, Katsa garante a imagem impiedosa do rei de Midluns, e traz muitos, muitos lucros com isso. Ninguém mexe com o rei Randa, pois sabem que ele enviará Katsa. E contra ela, nem um exército é capaz de vencer.

Vivendo desta maneira, enclausurada nas vontades de seu tio, Katsa não está satisfeita e, há algum tempo, vem usando sua força para fazer justiça em alguns lugares, secretamente. Como quando resgata o pai do rei de Lienid, um senhor que estava preso em uma masmorra no reino de Sunder, e o leva secretamente para Midluns para se recuperar e então descobrir o motivo de seu sequestro.

Lá, Raffin, seu primo (filho do rei Randa), cuida do velho senhor Lienid, enquanto Katsa tenta descobrir tudo. Porém, quando retorna a Midluns, a lady se depara com o mesmo rapaz que viu em Sunder quando foi capturar o velho Lienid. Ela se lembra que ele a viu mas não contou a ninguém. Por que? E porque ele está em Midluns? Este resgate e muitas outras ações de Katsa são feitas em segredo, se o seu tio descobre, ela está perdida.

Po, como gosta de ser chamado, é um dos príncipes de Lienid e está em busca de seu avô. Com olhos de cores diferentes, também um Graceling, ele foi o primeiro adversário que chegou perto de lutar com Katsa, e isto a intriga. Nunca antes outra pessoa lutou com ela desta maneira. Será que este rapaz possui o dom da luta?

Katsa não é como as outras meninas. Tirando seu primo Raffin, seu escudeiro Oll e sua ama Helda, ela não possui amigos, e nem tem a vontade de tê-los. Não quer casar como as outras meninas de sua idade, não consegue ter sentimentos, pois foi sempre assim não é? Ninguém se aproxima da lady assassina que não seja com medo. Todos têm medo dela, como pode ter amigos? Ela nem sabe o que é isso direito.

"Ela não era normal. Uma garota agraciada com o assassinato, uma criminosa real? Uma garota que não queria os maridos que Randa tinha empurrado para ela, homens perfeitamente lindos e cuidadosos, uma garota que entrou em pânico com um bebê em seu peito ou agarrado aos seus tornozelos.
Ela não era natural"

Mas Po é diferente. Ele fala a língua de Katsa, que é lutar. E, nunca tendo encontrado um adversário a altura, ela se aproxima dele, mesmo que a luta dure poucos minutos e ele sempre saia todo machucado. Po busca por seu avô, Katsa resgatou o avô. Parece certo confiar nele e assim ela o faz. 

Katsa está cansada de ser a arma de seu tio, ela não concorda com seus atos impiedosos, ela não quer mais matar, não quer mais cometer injustiças. Tem que acabar.

Quanto tempo será que a nossa lady aguentará vivendo nessa situação? Quem sequestrou o avô de Po? 

Será que ela pode confiar de verdade em Po, mesmo depois que descobre um segredo que pode mudar tudo?

O que Katsa fará para se livrar do controle de seu tio?

Para descobrir, leia! E se delicie com o maravilhoso mundo de Graceling.

"- Sua espada é a única coisa brilhante em você. Preste atenção garota. Eu estou enviando você atrás deste traidor. Você vai matá-lo em público, usando suas mãos, sem armas. Apenas ele, ninguéem mais. Eu estou certo que todos nós esperamos que você tenha aprendido a controlar sua sede de sangue até agora.
Katsa se encolheu de repente, pequena demais para falar, mesmo se ela tivesse algo a dizer. Ela entendeu sua ordem. Ele recusou a ela o uso de armas por que ele não queria que o homem morresse de forma limpa. Randa queria um sangrento espetáculo angustiante, e ele esperava que ela o fornecesse."


Oh céus, que livro. Estava doida por ele há algum tempo, e finalmente decidi ler. Essa capa maravilhosa me atraiu muito e sua história correspondeu perfeitamente à beleza da capa. Perfeito!!

Katsa é uma grande personagem. Dura na queda, corajosa, forte. Não pensa, age. Cansada de viver sob o domínio de seu tio, ela quer ser livre, não aguenta mais matar, não aguenta mais ser temida. É impressionante como ela não conhece muito bem os sentimentos, pois há poucas pessoas que ela pode chamar de amigo. Controversa, e ao mesmo tempo, cheia de personalidade, podemos ver sua evolução pessoal ao longo do livro e é fantástico!

"Katsa pegou sua faca e o garfo, cortou sua carne, e pensou sobre isso. Ela conhecia sua natureza. Ela a reconheceria se ficasse cara a cara com ela.Ela seria um monstro de um olho azul e outro verde, um lobo e rosnando. Uma besta cruel que feria seus amigos na fúria incontrolável, uma assassina que oferecia a si mesma como instrumento da fúria do rei. Embora fosse um estranho monstro, por baixo de seu exterior ele estava assustado e enojado com sua própria violência. Ele repreendia sua selvageria. E, algumas vezes,ele não tinha coração para a violência e se rebelava contra isso completamente."

Po é um personagem magnífico. Transborda bondade e gentileza, mas é cheio de mistério. Sua afinidade com Katsa é logo visível, mas não vai ser fácil para ele conquistar a confiança da lady. Ela é dura, mas ele aguenta. O que será que pode nascer disso? Muitos socos e chutes, com certeza. Mas, estaria nossa lady preparada para confiar neste lindo rapaz? Eu estaria, é óbvio.

Os outros personagens são maravilhosos também. Raffin, o primo de Katsa e seu fascínio pela medicina, é daqueles que é amor à primeita vista <3 fofo demais! Seus amigos Oll e Giddon, aprenderam a amar a Katsa de seu jeito, mesmo ela sendo um pé no saco quase sempre. Eles a seguem e acatam suas decisões, mas também sabem confrontá-la quando é necessário. São tudo que a nossa lady precisa. Sua ama, Helda, também é um amor! Mesmo quando ela obriga Katsa a usar vestidos. Claro que teria que ter alguma mulher na vida da lady para obrigar essas coisas! \o

"-Você parece perdida. Se esqueceu do caminho para seu quarto?
- Eu estou me retardando.
- E por quanto tempo vai ser? Eu gostaria de lhe mostrar algumas das minhas novas descobertas.
- Foi me dito para ficar bonita para o jantar.
Ele sorriu. - Bem, nesse caso você vai levar anos."

Todo o desenrolar da trama é fantástico. O que eu contei é apenas uma introdução para o que de fato acontece e tudo que eles descobrem. É impressionante a maneira como Kristin Cashore nos leva durante a história, já virei fã!

Eu indico Graceling para todas as idades. Para quem gosta de uma boa fantasia então, este livro é um prato cheio. Divertido, emocionante e envolvente. Vocês não podem deixar de ler!
"Sentada na floresta, Katsa sentou em um tronco e chorou. Ela chorou como uma pessoa cujo coração está partido e se perguntava como, quando duas pessoas que se amavam não podiam ter tal coração quebrado.
Ela não podia tê-lo, e não havia nenhuma dúvida disso. Ela nunca poderia ser a sua esposa. Ela não podia se furtar de Randa só para se dar de novo - pertencer a outra pessoa, ser responsável por outra pessoa, contruir seu ser em torno de outra pessoa. Não importava quanto ela o amava."
Assista ao Booktrailer:


Outras capas de Graceling pelo mundo:


    

3 comentários:

  1. Ahhh LOUCA para ler esse livro!!
    Será o próximo na leitura!

    Amei a resenha amiga xD

    ResponderExcluir
  2. Essa foi uma super resenha !

    Parabens! Adorei, já esta na minha listinha de leitura rsrs

    ResponderExcluir
  3. Ai que delícia de livro, adoro fantasia e estou com saudades de ler uma história dessas :o) Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...