[Resenha] Volkodlák


Livro: Volkodlák - A Maldição do Tempo
Série: Volkodlák - Livro 01
Autora: Roxane Norris
Editora: Modo
Lançamento na Bienal do Rio de Janeiro, em Agosto.



Esta é uma resenha diferente de tudo que já fiz, espero que gostem.

Lille, França, 1913

Estava perdida em seus pensamentos quando soaram leves batidas na porta de seu quarto.

— Entre, — disse imediatamente.

— Senhorita, suas amigas acabam de chegar. Pedi que aguardassem na sala de estar.

— Obrigada Ana. Sirva, por favor, chá com biscoitos. E diga a elas que desço em um minuto.

A criada se retirou e, menos de cinco minutos depois, a jovem recepcionava suas amigas na sala.

— É muito bom vê-las! Como têm passado?

— Estamos ótimas, — disse Laura. — Decidimos fazer uma visita para colocarmos as conversas em dia e combinar os detalhes do seu aniversário. 

— Já que você anda sempre tão ocupada, não é? Não poderíamos deixar a nossa curiosidade tão aflorada por não sabermos nenhum detalhe da sua viagem! Conte-nos tudo! — adicionou eufórica Ludmila.

— Ah queridas, aceitem minhas desculpas. Estes últimos dias têm sido muito atarefados e foi uma grande falta não tê-las procurado para contar sobre a viagem. Vocês adorarão cada detalhe do que tenho para contar. — sorriu Luiza. Logo em seguida, a criada entrou na sala trazendo um chá completo para as três, com bolos e biscoitos. As meninas serviram-se e logo Luiza prosseguiu.

— Vocês precisam ouvir sobre um espetáculo que assisti em Paris. Chama-se Volkodlák e foi uma das histórias mais incríveis que já conheci...

— Pois conte logo! Estou curiosa — falou Laura.

— A história começou na França, por volta de 1300. Era um misto de romance, suspense e sobrenatural, que me fascinou desde o princípio. Na região de Lorena, um amor surgiu. Pelas forças do destino ou por mero acaso, os caminhos de Joseph e Marie se cruzaram e a partir daí suas vidas jamais seriam as mesmas. Foi algo sufocante, uma paixão que o fez esperar pelo dia em que sua amada disse que voltaria. Mas ela não voltou e ele partiu em busca da mulher que arrebatou seus sentidos. Um rumor de bruxaria corre em nome dela, mas nada disso o impediria de tentar encontrá-la.

Um amor que acabaria em uma maldição. Volkodlák. Ele ficou ligado à alma de Marie por muito mais do que seu amor, mas pela procura da cura do mal que o abatia a cada lua cheia. Volkodlák. O demônio sedento por sangue que vivia dentro de si e que ele aprendeu a controlar pelo bem de sua vida. E assim os anos se passaram...

Joseph foi em busca dos responsáveis pela morte de sua amada, acusada de bruxaria. Era na verdade uma serva da Deusa, preenchida pelas forças da natureza, amante da vida e do amor. Mas a igreja, corrompida pelo seu próprio poder, julgava esta religião tão pura como ato de bruxaria. E assim queimou milhares de mulheres na fogueira. Condenadas pelo amor à sua Deusa, pelo amor à vida. Um dos grandes mandantes desta caça era o Bispo Dominique Ledrede. Ligado diretamente a Joseph, este homem fez de sua vida uma completa guerra a essas mulheres. Culpava-as pela peste, culpava-as pelo mal, queimava-as vivas e perseguiam suas almas. Uma criatura de espécie desconhecida, que vive muitas vidas e nada o atinge... Um homem de muitos nomes e que fez de Marie sua obsessão. Caçava-a como a um monstro, dedicava a sua existência a encontrá-la.

Vidas acabaram, vidas começaram. A busca de Joseph por sua amada e sua cura parecia não ter fim. Tendo habitado vários países e cidades, já possuiu diversos nomes e construiu uma vida. Sua maldição já não habitava apenas seu corpo, transmitiu-a para salvar vidas. A cura não era apenas para si mesmo. — Luiza interrompeu sua fala para tomar um gole de chá.

— Pelo amor de Deus Luiza! Não nos mate de curiosidade! Continue contando! O que aconteceu com Joseph? — gritou Laura, eufórica. Luiza riu e prosseguiu logo em seguida.

— Por volta de 1666, em Londres, seu amigo fiel, Aiden, se envolveu com as mulheres da família Farriner e tudo acabou em uma tragédia. Teriam mais uma vez que se mudar e adotar novos nomes.

Em 1860, na cidade de Nova Orleans, Lousiana, conhecemos a Senhorita Amira Aragón. Uma menina encantadora e bastante travessa. Com um pai afundado em dívidas, por causa de seu vício no jogo, ela acaba sendo obrigada a se casar com um homem odioso. John, o banqueiro, há muito despertou o instinto de Joseph, mas, por ter se encantado com a menina Amira, ele decidiu agir para tirá-la das garras deste homem. Um coração que há muito não batia por mulher nenhuma e parecia ter agora despertado... Mas a obsessão de John pela menina vai muito além disso, e quando este vil banqueiro começa a caçar lobos pela cidade, Joseph e Aiden percebem que estão lidando com um homem que conhecem há muitos e muitos anos...

Alguns anos depois, no Brasil, a história de nosso lobo toma outro rumo... O fazendeiro José e seu irmão André dedicam-se aos seus negócios. Tudo vai muito bem, até o dia que o homem que seria responsável pela construção de sua ferrovia, Pedro de Andrade, chega, acompanhado de sua filha Yamê... Uma moça atrevida, que diz o que pensa e faz o que quer. Apaixonada pela natureza, ama pintar paisagens e mergulhar em seus sons. Certamente esta menina bagunça a vida de Joseph, mas ele jamais imaginaria a alma que a habita...

Num cenário colorido, rico, cheio de sinhôs e sinhás, esta linda história continua. Mas, minhas queridas, se querem saber o desfecho da intrigante trajetória de nosso amado lobo, devem assistir ao espetáculo... Não posso revelar mais nada sem que estrague a surpresa.

— Mas não é justo! Conte-nos mais! — disse Laura eufórica. As duas estavam de olhos e ouvidos atentos a tudo que Luiza falava, como se hipnotizadas pela magia que advinha desta bela história.

— Se contar-lhes mais, perderão todo o sentimento de surpresa ao assistir. Quando a história começou, jamais imaginei tudo que aconteceria e todos os sentimentos que aflorariam em mim. É como num cântico de mágica, sabe? Você se deixa levar pela canção e se envolve pelos versos. Volkodlák é um espetáculo para ser visto de coração aberto, com corpo e alma preparados para a emoção.

— Nossa, precisamos ir a Paris assistir, Laura! Não quero perder este número tão fascinante como a Luiza diz. — disse Ludmila.

— Vocês precisam ver. É encantador. A riqueza de cenários, de personagens, de dialetos. Miss, cherrie, lady, transformam-se em sinhá, nhá. O ar frio da Europa se mistura com o ar quente do Brasil. Épocas diferentes, costumes diferentes. Tudo num só espetáculo. É lindo de se ver. Confesso que no início fiquei um pouco intrigada pela quantidade de nomes e personagens. Mas, com o decorrer da trama, percebemos que há muitos nomes para se chamar uma mesma alma. E vai se deixando levar pela magia. Várias histórias são contadas em paralelo, e, quando menos esperamos, somos levadas ao passado. Muitas vidas estão entrelaçadas e este mistério todo está longe de ser revelado. Sinto que ainda há muito por vir...

— Muito impressionante mesmo. Para você ter se encantado tanto, deve ser uma história daquelas! Você conhece o autor? — Perguntou Ludmila.

— Sim! A autora na verdade. Roxane Norris é o nome dela. Uma mulher distinta e muito admirada. Sempre alegre e disposta a conversar com todos. Uma pessoa muito amável, que escreve belíssimas histórias. Já tive o prazer de assistir seus outros dois espetáculos, Immortales e Youkai, igualmente fascinantes. Volkodlák só mostrou o quanto esta mulher é incrível. E, mais uma vez somos levados à França, numa época bem diferente, sim, mas o carinho por detrás das palavras nos demonstra mais uma vez o encantamento desta doce autora por esta terra. O que se transforma em nosso próprio, já que vemos o mundo por seus olhos.

— Muito impressionante. Você tem que nos apresentá-la Luiza, convide-a para um chá quando estivermos em Paris! Deve ser maravilhoso conhecer uma autora assim. ­— disse Laura.

— Com certeza convidarei. Sempre digo a todos que seus espetáculos são dignos de assistir. Suas histórias são muito peculiares, sempre repletas de romance e com um quê de mistério. Daquelas que não conseguimos esperar pelo próximo ato. Sei que ela lançará a continuação para Volkodlák e com certeza reservarei meu lugar na primeira fila, como a grande fã que sou.

— Nos leve também! — Ludmila e Laura gritaram juntas.

— Certamente minhas queridas, não perderemos isto por nada. — sorriu Luiza. — Quero absorver da primeira à última palavra e, no final, aplaudir de pé com todo vigor, pois ela merece.

Depois desta linda história, as três amigas continuaram a conversa, animadas. Como se a magia as estivesse contagiado, depois de um conto desses repleto de amor e mistério.

Minha querida Roxane, mais uma vez foi um prazer assistir ao seu espetáculo. Mal posso esperar pelo segundo ato. Meu lugar de honra na plateia está reservado. Aguardo ansiosamente. Vou aproveitar o intervalo para tomar o refresco, e torcer para que no caminho eu esbarre em certos olhos méis...


"Vendo-a fechar os olhos e aceitá-lo tão facilmente, como se ele não representasse nenhum mal. Nem como homem, nem como o ser que era. Como se tudo que importasse fosse somente aquele contato demorado dos seus dedos na pele clara dela, esquentando seus sentidos junto com o cheiro de baunilha que trazia consigo. O cheiro que lembrava-lhe o gosto da essência tão doce quantos os lábios dela deveriam ser, que se partiam sob seu olhar, respirando em seu rosto aquele ar quente. Quente como o sangue correndo em suas veias, aumentando a sua pulsação, fazendo cada músculo de seu corpo retesar por ela. Perdia o controle."

Quem se interessou e quiser ler os meus quotes preferidos do livro, acompanhem a nossa página do Face: Every Little Book. Postarei hoje e amanhã diversos trechos de Volkodlák! E amanhã tem entrevista com a Roxane sobre o livro! Não percam!

Saiba mais sobre a autora:


Saiba mais sobre o livro:




Leia também:






29 comentários:

  1. E eu sou a curiosa da história né? Sempre pedindo por mais... hahahahaha
    AMEI amiga!
    A melhor resenha que vc já fez!!
    <3
    Como sempre os livros da Roxy... Amo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas você é curiosa mesmo amiga! Hahahahah

      Realmente me empenhei para fazer o melhor, quando tive essa ideia louca de escrever uma historinha! :)

      Excluir
  2. Deus permita que eu consiga aguentar meu coração batendo em meus ouvidos como um bumbo... As lágrimas correm e, de quando em quando,eu interrompo essas linhas para secá-las. Não sei se tenho o que dizer, se consigo dizer em palavras... Elas são tão humildes perto do que me despertou a sua resenha, Lulu.
    Foi a resenha mais bonita que me fizeram, que me deram... Para mim, eu era a plateia e vocês estavam no palco, brilhando.
    Um simples obrigada não basta,nem um "Eu te amo", mas eu adoraria um chávena partilhada com vocês.
    Nossa eu ameiiii, ameiiii, ameeiii ardorosamente!
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownnnn que bom que consegui alcançar o meu objetivo de escrever essa mini história. Desde que tive a ideia estava com medo de não contar direito. Fico mega feliz em ver você dizendo que foi a melhor resenha que ganhou... Você não tem ideia de como me emociono. É o mínimo que eu posso fazer para retribuir esse livro maravilhoso que você escreveu. Pelos momentos maravilhosos que passei lendo, por tudo!
      Eu sinto como se você estivesse escrevendo para mim. Suas palavras, seu modo de escrever, tudo. Eu acho leria qualquer coisa escrita por você, rsrs. E daí vem todo o carinho que cultivamos, essa amizade que estamos construindo, e essa parceria que por nós é para sempre! Rsrs Você com certeza ganhou três grandes fãs naquela bienal em São Paulo, Ro. E estaremos sempre lá para te aplaudir, esperando seus livros sempre com muita ansiedade! Te amamos!

      Excluir
    2. Ficou lindooooo demais!! Eu tb amo vocês de uma forma absurdamente louca! Obrigada por tudo, tudo mesmo!!
      Minhas flores lindas <3

      Excluir
  3. huhuhuhuh

    Adorei Twin, vamos fazer mais vezes...

    Roxy, a primeira coisa q a Lala disse quando leu, foi : "A Roxy vai chorar"

    <3

    Mas vc sabe, vc é nós é um caso de amor infinito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, uma caso de amor infinito <3 amo tudo que a Roxy escreve! :D

      Excluir
    2. A Lala me conhece!! Luuuu, ainda estou emocionada!

      Excluir
  4. Nosssaaaaaaa que linda essa resenha.... mais que perfeita... original e essencial.... adorei a sinopse do livro... adorei o modo como você definiu a história e adorei tudo me emocionei até... quero ler o livro... logo..... Parabéns... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou, obrigada!

      Leia sim que você vai amar!

      :D

      Excluir
  5. Roxane Norris, ainda hei de conhecer um de seus livros u.u
    Deus, eu só escuto falar e falar dos livros dela e PRECISO ler para ter alguma opinião a respeito da qualidade dele. Pelo o que vejo na resenha ele parece ser ótimo, um enredo fantástico, mas realmente só poderei opinar quando o ler, pois cada um tem seu ponto de vista e seus gosto, tem certa escrita que agrada a fulano, mas não a beltrano. Nunca nenhum autora vai conseguir agradar a todos. Então espero que quando eu ler não me decepcione, pois estou com uma super expectativa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Jess, se vc gosta de um livro bem escrito, com uma história surpreendente e muuuuito romance, vc vai amar os livros da Roxy hehehehehe
      Maaas, só lendo para saber né? Me conte depois!

      Excluir
  6. Com certeza esse vai pra minha estante, Lu adorei, mas uma dica maravilhosa de seu Blog, compartilharei com muito prazer essa dica, e resenha fantástica, vc se superou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Erica! =)

      Leia o livro que vc vai amar!

      Excluir
  7. Eu imagino a Roxy chorando lendo essa resenha!
    Lu, nunca vi uma resenha tão linda, sem palavras para expressar o sentimento que me causou, eu fiquei tão animada com a história como se eu estivesse lendo um livro, me imaginei sentada na mesma sala ouvindo a você contando. Resenha perfeita!
    Eu já estava mega curiosa para ler o livro, depois dessa maravilhosa resenha então, acho que não sobrevivo até la.
    Beijos meninas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own, obrigada Nessa! Realmente tentei colocar toda a emoção que senti ao ler o livro na resenha. Os livros da Roxy, a escrita dela, os personagens, TUDO, são muito especiais...
      É como se ela estivesse escrevendo para mim sabe?
      Leia o livro que vc vai amar com certeza, e se junte a mim no clube das loucas pelo próximo! Rsrs
      Beijos!

      Excluir
    2. Van, eu chorei litros!!! Não tinha como não se emocionar. A Lu me pegou de jeito nessa <3
      Beijokas!

      Excluir
    3. Luu já pensou em fazer um livro? Você escreve super bem!!

      Roxyyy se eu já quase chorei imagina vocÊ!

      Excluir
  8. Uau! Romance de tirar o fôlego hein! Literalmente!
    Adorei essa forma de fazer a resenha viu? Como se acompanhássemos mesmo uma conversa entre amigas. Isso deixa a resenha mais dinâmica, mais divertida. Curti!
    A história me deixou mega curiosa, essa resenha foi a primeira que eu li sobre o livro, e agora estou morrendo de vontade de conhecer essa obra. Prova que a resenha é mesmo boa não é?
    Adooooooro histórias que envolvam bruxaria e atravesse diversos lugares e períodos de tempo.
    Parabéns pelo blog e pela resenha!
    Um beijo ;*

    Juliana . Oliveira
    http://trocandoconceitos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juliana, você vai amar! Uma característica dos livros da Roxane é essa viagem no tempo, fatos históricos entrelaçados na narrativa e uma linguagem sempre tão doce e envolvente!
      Leia sim! E que bom que você gostou da resenha!!!!
      =D

      Excluir
  9. De boa,QUE RESENHA DIFERENTE DE TUDO QUE VI *.*
    Criatividade \o/
    Já tenho 2 livros da Roxane para ler <3
    Me respondam uma coisa,na bienal vai estar a venda ?

    :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieeee!!!
      Que bom que vc gostou!!!!! xD
      Vc vai amar os livros da Roxy, são simplesmente sensacionais!
      E sim, na bienal estará vendendo!
      Vc vai? Se sim, vamos marcar de nos encontrar! Estamos marcando um mega encontro lá!
      E, para quem se inscrever no fã clube de Vokodlák, e for na bienal, a Roxy vai dar uma camisa do livro!
      Vamos???? \o/ Aqui ó o link pra se inscrever no fã clube: https://docs.google.com/forms/d/1FDo4D5Mkkaai5Jih7SYHOq-KhpBJ6JTXGBPVg8YMr5g/viewform

      =D

      Excluir
    2. Eu vou sim e já me inscrevi *o*
      Estou dentro o/


      =D

      Excluir
  10. Gente, eu adorei!

    Originalidade do começo ao fim. Amei a forma como a resenha foi feita!

    As falas das meninas ficaram ótimas, ri muito aqui. E a Roxy , super emotiva, claro que tinha que chorar e ficar emocionada. Até eu ficaria!

    As meninas estão de PARABENS! Criatividade, eu só encontro por aqui hahahahaha, os outros blogs que me perdoem.

    bjossss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Dayana!!
      Sou emotiva demais! Sempre choro quando elas "aprontam" coisas assim!
      Beijo no coração, linda!

      Excluir
  11. Adorei sua resenha, muito original, nunca tinha lido uma assim *-*
    Agora eu quero ler o livro como faz? Haha, parece ser bem legal mesmo.
    Sucesso pra Roxane Norris :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris <3
      Então, eu vou estar na Bienal, se vc quiser pode adquirir lá, que é quando será lançado. Caso não possa, fique de olho. Vou colocar pré-venda com marcador personalizado a partir do dia 15 de agosto.
      Me add no face: https://www.facebook.com/roxanenorris
      Se for na Bienal, aproveita e se inscreve na camiseta *O*
      Beijokas no seu coração,

      Excluir
  12. adoro romances com maldições ! adorei o jeito que voce fez a resenha, bem diferente e criativo. Meu olhos brilham quando vejo mais uma resenha do livro da Roxane . Eu sou doida para ter um livro dela, quero ver se consigo ganhar de presente em agosto e se não conseguir . vou comprar diretamente com a autora!

    ResponderExcluir
  13. Gente, adorei essa resenha. Que perfeita!
    Nunca vi nada do livro, mas sua resenha me deixou hiper, mega curiosa. Preciso ler o livro o mais rápido possível!

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...