[Resenha] O Oitavo Pecado

Livro: O Oitavo Pecado
Autora: Adriana Vargas
Editora: Modo

Henaph é um anjo nascido do ventre do criador, e trazida à vida com uma missão. Ela deve proteger o Jardim do Éden e cuidar para que sempre prospere. Porém, aos poucos ela vai descobrindo dentro de si mesma vontades e pensamentos que a levam a querer descobrir mais e mais. Sonha em criar mundos, viajar pelo universo e ter um poder semelhante ao do Pai. Pecando desde o início de sua existência, sua vida toma um rumo completamente inesperado quando se apaixona pelo deus Hermes, seu guardião, que o tempo todo tenta guiá-la e colocá-la no caminho certo, o caminho de Deus.

“Faltavam os polos que me induziriam a uma escolha vinda da alma. Somente conhecia aquele lugar maravilhoso, motivo pelo qual eu estaria ali e me via, sem hipocrisia, com as minhas tendências articuladas. Havia em mim apenas uma noção ilusória acerca do inexistente, desconhecido. O que seria de mim se acaso mergulhasse neste mar tenro de desejos ocultos?”

Com essa paixão proibida e seus pensamentos pecaminosos, Henaph é expulsa do reino dos céus e levada ao mundo mortal para se redimir dos seus pecados. Deslumbrada pela paixão por Hermes, ela não enxerga nada à sua volta, além de si mesma. Por ingenuidade ou puro egoísmo, passa a lamentar as poucas vindas do seu amado e se enciumar por aqueles que convivem com ele diariamente. Sonha uma vida ao lado de seu deus e não pensa em mais nada.

“Pude pressentir uma afinidade de almas. Era algo próximo de ideias quiméricas. Tudo que estava sentindo era fantasioso, porém real a ponto de querer trocar minha divindade por um único toque dele.”

No mundo mortal, Henaph conhece Minos, o herdeiro das terras de Creta, reino para onde foi levada. Uma grande amizade brota entre os dois e ela vê nele seu porto seguro para viver nesta terra desconhecida. Um sentimento que vai evoluindo e claramente percebe-se que Minos não deseja apenas a amizade de Henaph. Mas por parte dela só existe a dúvida. Ama de verdade Hermes? Ama a Minos? O que fazer? O que deseja de verdade?

Uma alma repleta de incertezas e pecados, e que será julgada no final. Qual será o veredicto deste julgamento? Será Henaph absolvida de seus pecados e voltará ao reino dos céus? Ou pagará por pensar apenas em si e irá para o purgatório? Ama Hermes ou Minos?

Para descobrir, LEIA! Garanto que esse anjo vai te enganar... O final te revelará a verdade e você não pode nem imaginar.


É um livro que parece inicialmente muito complexo. A escrita rebuscada de Adriana Vargas pode te assustar no início. Mas, calma, à medida que você vai se envolvendo e se deixando levar pela história, vai se habituando e nem percebe mais.

“— A paixão é um motivador do ânimo que, se usado em excesso, retira a pureza do sentimento e o torna insalubre. Leva ao sofrimento, desviando da estrada que dará no caminho do bem. A paixão é o martírio da alma, o desejo intenso que se perde em decorrência do ego.”

O Oitavo Pecado é uma história muito surpreendente, que confunde os seus sentidos. Todos os seus valores são postos à prova no final, como se você mesmo estivesse sendo julgado. Impossível não se colocar no lugar de Henaph e imaginar quais escolhas faria em seu lugar. Depois, obter a resposta se está certo ou errado, e pensar na sua vida.

Assumo que esse anjo danadinho me enganou! E completamente! Fiquei tão de boca aberta no final!

Achei muitas partes confusas, muitas vezes não entendia o que estava acontecendo. Mas depois vi que esse mistério faz parte da história e, à medida que vai chegando ao fim, tudo vai sendo explicado.

Para quem gosta de mitologia, O Oitavo Pecado é um prato cheio. Podemos ver na história muitos deuses e mitos do olimpo.

Hermes é um personagem encantador, porém muito misterioso. Impossível prever suas ações ou entender seus motivos. Muitas vezes senti pena de Henaph pelas atitudes dele, mas depois entendi o porquê de tudo!

Minos é o nosso galã apaixonante da história. Um homen gentil, que nos conquista desde a primeira cena em que aparece. O típico homem dos nossos sonhos.

Henaph é de todos a mais enigmática. Não consegui compreender a maioria das suas atitudes. Ingênua ao extremo, acho que nem ela entende a si mesma. Não enxergava um palmo à sua frente que não fosse aquilo que queria ver, e por isso foi se deixando levar mais e mais pelos seus pecados, sem nem ao menos olhar para trás. Um típico personagem ambíguo, que uma hora nos dá pena e outras, muita raiva. Com certeza você vai se enganar como eu.

“Ao nos aproximarmos, antes do abraço paramos um de frente ao outro ouvindo apenas as nossas respirações ofegantes que diziam por nós do amor que tivemos e que agora seria eterno.”

Um livro complexo, que aborda diversos temas delicados. Amor, paixão, pecado, egoísmo, ódio, vingança, perdão, penitência e arrependimento. Serão todos os anjos inocentes? Serão todos os demônios pecadores?

Só lendo para descobrir! 

 “Quando se ama, a sensação é de que tudo se torna permitido. Os pecados perdoados e a vida resumida em uma só finalidade: Amar até perder a consciência de outros aspectos.”

Fiquem de olho que amanhã tem entrevista com a autora e promoção do livro!

Saiba mais sobre a autora:

Adicione o livro:

Compre o livro:

Leia também:








15 comentários:

  1. Me amarro em livros assim,que contenha deuses e tal.
    Sua resenha me deu vontade de ler !
    Parabéns :*

    ResponderExcluir
  2. Nossa, amei a resenha <3
    Muito obrigada por ter lido a obra!
    Beijos,
    Adriana Vargas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou!
      Magina, eu que agradeço pelo livro!
      =D

      Excluir
  3. Aha, esse livro é show de bola.
    A resenha da água na boca, ou seja, combinação explosiva e perfeita!
    Beijokas minhas flores!

    ResponderExcluir
  4. Esse livro é incrível! Por mais que ele seja pequeno demorei mais tempo que o comum para ler porque a leitura é um pouco complexa, é bem diferente do que já li, sem contar também a estória! Eu fiquei realmente muito surpresa, eu esperava que o livro fosse bom, mas nunca esperei que fosse perfeito.

    ResponderExcluir
  5. Percebi desde o começo que é um livro misturando ficção e religião, usando como base Deus, os pecados e o jardim de Éden. é um bom livro, aguçando a curiosidade dos jovens e lhes mostrando um pouco sobre esse mundo. Parece ser um livro muito bom, acredito que gostarei bastante de ler!

    ResponderExcluir
  6. aaaaii eu naoo sou mto chegada em anjo.
    mas se tdo mundo tá gostando, este merece uma atençãozinha especial. ainda mais por ser BR.

    gostei das quotes, parece q a linguagem usada é bem rica. e eu gosto ;)

    ResponderExcluir
  7. Nossa, simplesmente amei a resenha e a premissa do livro. Não me importo quando os autores fazem uma salada de fruta misturando conceitos católicos e anjos com mitologia grega. Gosto da ousadia deles e de ver onde tudo isso vai parar. Fiquei louca de vontade de ler o livro. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  8. Amei a capa :) Acho que por não gostar de de mitologia, eu não me interessei muito pelo livro...

    ResponderExcluir
  9. Achei o livro lindo. E a resenha está demais. Me deixou ansiosa e curiosa com a história da personagem. Amei.

    ResponderExcluir
  10. Achei super interessante um anjo querendo sentir todos os prazeres carnais.
    Adorei sua resenha e imaginei muitos OITAVOS pecados na minha vida . rs'

    ResponderExcluir
  11. A Adriana tem esse jeitão profundo mesmo de escrever kkk adoro livros complexos e com esse tipo de escrita, eles conseguem me prender ate de madrugada, Acho que fica melhor e mais explicativo , com mais detalhes . Acho interessante o ponto de vista dela e ver que nada escapa desses famosos pecados rsrs

    ResponderExcluir
  12. O livro me fascinou, adorei a resenha e a capa!
    Fiquei bastante curiosa com o enredo mitológico que parece ser bastante envolvente.

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...