05 junho 2013

[Resenha] Te amo, Te Odeio, Sinto tua Falta - Elizabeth Scott


Título Nacional: Te amo, Te Odeio, Sinto tua Falta
Título Original: Love You, Hate You, Miss You
Editora: Underworld

Sinopse:
Já se passaram 75 dias. Amy está cansada do interesse súbito que seus pais tomaram nela. E ela está realmente cansada das pessoas perguntando por Julia. Julia se foi, e ela não quer falar sobre isso. Eles não entenderiam, de qualquer maneira. Eles não entenderiam como é ter sua melhor amiga arrancada de você. Eles não entenderiam como é saber que foi sua culpa. O terapeuta de Amy acha que ajudaria se ela escrevesse um diário. Ao invés disso, Amy começa a escrever cartas para Julia. Mas à medida que escreve as cartas, ela começa a perceber que o passado não foi tao perfeito como ela pensava - e que o presente merece uma chance também.

* * *

Pense na pessoa que você mais ama no mundo.
Pense nas coisas que vocês costumam fazer juntos, pense nas coisas boas e nas coisas ruins, pense no que faz essa pessoa ser especial.
Pense agora que essa pessoa morreu, tragicamente, inesperadamente.
Pense que você nunca mais vai ver, ouvir, falar, tocar essa pessoa.
E pense que isso, de alguma forma, é sua culpa.

Pois é! Isso é ruim até se pensar, certo?
Mas para Amy não é apenas uma situação hipotética, é sua situação atual!


Love You, Hate You, Miss You é um livro fraco em termos de complexidade da narração e construção dos personagens, e se você espera por um livro que vai arrebatar seu coração, pode se decepcionar.
Então porque perder tempo em resenhar um livro assim? Exatamente porque ele não tenta ser nada além do que ele já é.
Não há uma história instigante com um romance épico. Não há personagens apaixonantes e nem um desfecho que te faz perder o sono.
Há apenas uma garota que perdeu a pessoa mais importante pra ela. E é isso.
A autora, na minha opinião, soube escrever sobre o luto de uma maneira tocante e honesta. Pois a verdade é que não há nada que possa tornar as coisas melhores em situações como a de Amy... Apenas o tempo.


Compartilhe!

4 comentários :

  1. Fiquei decepcionada agora, eu tinha pego este livro para ler achei que iria gostar, mas se só tiver coisa mórbida nem quero, eu li dessa autora: The Unwritten Rule e Living Dead Girl até que gostei um pouco, esse Living Dead Girl é um livro bem diferente de tudo o que já li, achei a forma que ela escreveu interessante, mas não gostei do desfecho que ela deu, afinal de contas, a garota sofreu muito para no final não ter um "felizes para sempre".

    ResponderExcluir
  2. Nossa,então nem vou perder meu tempo lendo esse livro ._.

    ResponderExcluir
  3. É, nada muito instigante dessa vez e sinceramente, não é meu forte pensar em perder um amor assim. Então, acho que esse fica pra próxima... Ou nem isso.

    ResponderExcluir
  4. Oi Jess, confesso que apesar da sua resenha ter ressaltado os pontos negativos do livro, ainda assim você me instigou a querer lê-lo. Porque existem livros que não possuem realmente grandes pretensões e conseguem ser belos na sua simplicidade. Me pareceu que este é um deles. Só o nome não curti muito, implico com títulos grandes.. kkk Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei