[Resenha] Tapete Vermelho

Edição: 1
Editora: Matrix
ISBN: 9788582300145
Ano: 2013
Páginas: 184

Uma jovem garota brasileira resolve se aventurar em um curso de inglês no exterior. Na poderosa LA. Em meio ao itinerário de passeios mesclados com estudos, ela se vê em um torvelinho de emoções ao conhecer subitamente um astro em ascensão do cinema. Seus passeios acabam sendo mais intensos do que poderia sequer sonhar. Ela se vê no poderoso mundo das celebridades, onde o glamour pode deslumbrar ou ofuscar seus ideais. O mais importante, porém...seria ela capaz de manter um romance onde os holofotes nunca se apagavam ?


Em Tapete Vermelho, de M.S. Fayes, conhecemos a história de Marina Fernandes, uma jovem estudante de jornalismo de 19 anos, que depois de uma desilusão amorosa, parte para Los Angeles para estudar inglês durante três meses.

Assim que chega em Los Angeles, tem uma desagradável surpresa (ou não): suas malas foram perdidas, e, enquanto a organização do aeroporto resolve esse problema, ela é encaminhada à sala VIP, onde ela conhece nada mais nada menos, que uma estrela de cinema preferido entre dez a cada dez garotas: James Bradley, um belo jovem de 25 anos, com essas singelas características:

... os cabelos eram de um tom dourado, sem ser loiro, meticulosamente desgrenhados num estilo quero-ser-fashion-sem-ser, os olhos eram límpidos e maravilhosamente verdes – ou seriam azuis? O sorriso era simplesmente de arrasar um quarteirão inteiro, com dentes tão perfeitos que faria inveja a qualquer dentista, o corpo era meio atlético, sem exageros, e ele era alto. (p. 16)

            Bem, nosso belo mocinho está com problemas: como sair do aeroporto sem ser atacado com fãs enlouquecidas e por uma mídia insana que está louca de vontade de espalhar notícias maldosas sobre sua pessoa? Como? Distrai a galera toda saindo com uma acompanhante, claro! Afinal, quem não quer saber sobre a nova namorada do ídolo? E quem vai ao socorro do príncipe? Marina Fernandes, claro! Afinal, ela adoooraaaa fazer boas ações!

            Os dois saem juntos do aeroporto e seguem direto para o hotel onde James está hospedado, enquanto ele usa a sua influência para encontrarem as malas de Marina.

            Tudo resolvido, mesmo rolando aquele clima, cada um segue seu caminho. Marina, ou Nina como os colegas passam a chamar, vai para a faculdade começar seu curso de inglês. Mas, uma semana depois, quem aparece no campus, com essa desculpa:     

— Na verdade, você pode não acreditar, mas eu... ah, senti saudades... — me informou James muito sem graça. (p.29)

            Sim, nosso astro não resiste e vai até nossa mocinha e a convida para sair, mas avisa logo quando Mariana diz que aceita, mas nada de segundas intenções:

— Na verdade, dessa vez não posso prometer nada: eu tenho segundas, terceiras e quartas intenções — ele respondeu enigmaticamente. (p.30)

Os dois começam um relacionamento, tipo um namoro escondido, para evitar a especulação da imprensa e dos colegas de faculdade dela. Mas Marina fica cada vez mais envolvida por James, mesmo sabendo que tudo vivido por ela era como se fosse algo irreal, o que não a impede de suspirar cada vez mais por ele (quem não???).

De vez em quando ele segurava minha mão por cima da mesa e beijava meus dedos. Jim era tão gentil que era difícil imaginar alguém não se apaixonar por ele. (...) O cara era apaixonante. Sedutor, carinhoso, divertido e atencioso.

            Claro que tudo que é bom dura pouco, e logo alguém vende a história dos dois para a imprensa e, para não ser perturbada, Marina vai viver em um hotel com ele, onde passa a conhecer melhor James e seu trabalho. Inclusive faz sua estreia no tapete vermelho junto com ele e outros eventos, e nesse mundo de glamour, bate aquele sentimento inevitável de insegurança, comum a uma garota simples que é inserida de repente no mundo das estrelas. Insegurança que James trata logo de acabar:

— Marina (...), por favor, não me abandone agora. Eu me sinto tão normal quanto você quando estou ao seu lado, você trouxe um certo tom de realidade para a minha vida. Não se deixe intimidar pelo que sou, não, nem pelo que faço, porque eu continuo sendo um cara apaixonado... (p.57)

Claro que as intrigas e as fofocas surgem para atrapalhar o relacionamento dos dois, afinal, o mundo da fama não é tão glamoroso assim, e as inseguranças voltam em forma de medo que o sonho de amor que os dois estão vivendo possa acabar a qualquer momento.

—Do que tem medo, meu amor?—De tudo, James. De tudo. De estar vivendo um sonho impossível e simplesmente acordar. De estar numa plataforma extraterrestre e de repente despencar. De estar desejando o impossível, de você me trair com uma mega ultra power modelo. Sei lá, de você não me aguentar mais, de se cansar da minha mediocridade.—Nina, eu te amo. São esses os meus sentimentos por você. Quanto ao futuro, o máximo que posso prometer é que não há mulher no mundo com quem eu queira ficar a não ser você. Por favor, sei que haverá momentos tumultuados, mas estou pedindo de forma egoísta que você enfrente comigo as agruras do preço da fama. Por favor, não me deixe, seja minha companheira, minha mulher, minha amiga, minha amante. (p. 117-118)

            James é um fofo, não é?

            Em geral, Tapete Vermelho é uma história bem gostosa de se ler, onde o leitor se sente íntimo da personagem, conhecendo suas emoções, dúvidas, inseguranças...

Apesar dessas inseguranças, Marina é forte, sabe o que quer, e James é um fofo, sedutor, possessivo, paciente, carinhoso, sabe lidar com as inseguranças da amada e luta contra elas para ficarem juntos

É um conto de fadas moderno, uma leitura recomendada para todas as idades.

           













14 comentários:

  1. Awwwn, fique muito curiosa para ler esse livro, parece ser bem legal e gostoso de ler! Já apaixonando aqui pelo James , ele é um fofo!
    Muito bom flor, Beijoocas :*

    http://meuuniversox.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Bem eu conheço a Martinha do blog dela, antes do livro...

    e eu acho q vale muito a pena... pq é leve, fofo...

    vcs vão adorar!

    ResponderExcluir
  3. Oi Luci, adorei a resenha. Não conhecia o livro e achei a premissa bem interessante, fiquei com vontade de ler.. mas fico com dúvida, a autora foi convincente ao narrar as coisas acontecidas em LA? Porque fico receosa quando vejo autores nacionais narrando histórias fora do Brasil, e isso me faz pensar, será que eles conhecem a cidade para falar sobre ela? Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  4. Que fofo esse James ! Ele me lembra um amigo de infância meu rsrsrs que tambem tem o mesmo nome. Mas não vou dizer isso nunca pra ele

    ResponderExcluir
  5. Omg quero muito ler este livro *---*

    ResponderExcluir
  6. Omg quero muito ler este livro *---*

    ResponderExcluir
  7. por tudo que leio no blog da martinha, este deve ser muuuuito engraçado.
    juro, tem vezes que choro de rir com as coisas que ela escreve! hahahahahahaha

    e OMG, como eu queria partir pra Londres depois de uma desilução amorosa! kkkkkk
    e principalmente, como eu queria encontrar esse James pra mim! kkk

    já tentei comprá-lo duas vezes e não consegui!
    mas agora lendo, me lembrei de fazer uma nova tentativa.
    dedinhos cruzaos ;)

    ResponderExcluir
  8. Uma vez eu estava participando de um grupo sobre livros e uma pessoa comentou sobre o quanto este livro era bom, eu fui pesquisar um pouco sobre ele e puxa vida parece ser muito bom!!!! Eu amo livro neste estilo que envolve um ator, não encontro muitos assim por ai, ainda mais um que parece ser tão bom. Preciso muito comprar este livro para mim.

    ResponderExcluir
  9. AIIIIIN que lindo *-*
    Livros assim românticos geralmente acabam comigo !
    Adorei a recomendação <3

    ResponderExcluir
  10. Fiquei com vontade de ler esse livro! *o*

    ResponderExcluir
  11. Olha, eu adorei as características do James Bradley. Deu vontade ler! (não só pelo James Bradley rs)

    ResponderExcluir
  12. Louca demais para lê-lo, tipo demaaaaais

    ResponderExcluir
  13. Já li várias resenhas desse livro, e a cada resenha que leio fico com mais vontade de ler o livro! Sem contar que eu acho essa capa linda.
    Adorei sua resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Já li várias resenhas positivas para o livro e fiquei bastante curiosa com ele. Adorei a capa, uma fofura!

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...