[Resenha] Immortales

Livro: Immortales
Série: Immortales - Livro 01
Autora: Roxane Norris
Editora: Baraúna


Olá queridos,

A resenha de hoje é muito especial. Posso afirmar que é uma das resenhas mais difíceis que já fiz, pois me importo muito com quem a lerá e o livro é tão maravilhoso e tão complexo que é difícil expressar toda a minha opinião em apenas um texto.


O livro Immortales, de Roxane Norris, conta a história dos treze clãs de Imortais que partiram de um planeta chamado Sinai, vieram aqui para a Terra, se estabeleceram e começaram uma nova vida, há doze mil anos atrás. Criaturas sobrenaturais, dotadas de habilidades além da compreensão humana, os chamados imortais, fizeram da Terra a sua nova casa e criaram os tabus, regras que todos os clãs devem seguir rigidamente, a fim de evitar a extinção de sua raça. Para preservar a identidade dos clãs (e se proteger contra ataques), cada clã passa um tempo hibernando e os clãs que são despertados alternam de tempos em tempos. E ainda existem os Protettori (imortais ou não) que têm a função de proteger a identidade e local de hibernação dos clãs, com o objetivo de garantir a segurança de todos.

Mas toda sociedade tem defeitos. Haviam imortais que fugiam à regra e se alimentavam de humanos, os transformando nos chamados vampiros. Uma raça impura de imortais que herda dos puros apenas a luxúria intensa e a sede de sangue. Um perigo para toda a sociedade. E eles vêm crescendo em números, exigindo fazer parte da sociedade. Há imortais traidores. Vampiros infiltrados. Uma guerra se aproxima.

A personagem principal se chama Elise. Uma imortal do clã Fejéryi, que foi prometida ao seu irmão Victor casamento, um imortal vil e mesquinho, que o tempo todo tenta abusar de sua irmã. O pior de todos os tabus. Os imortais devem se casar com seus irmãos a fim de preservar a pureza de seu sangue. Só que Elise é apaixonada por seu primo Edmund, do clã Ernöyi, o clã Real, e para consumar esse amor eles teriam que infringir a lei e arriscarem-se a manchar a honra de suas famílias. Mas os dois não desistirão e viverão esse amor a qualquer custo.

Na busca de sua felicidade, muitos empecilhos e acontecimentos inesperados parecem conspirar contra Elise e Edmund, e um destino incerto os aguarda.

E no meio do caminho há András. Um imortal do clã Valuescus, os conhecidos ciganos. Tudo vira de cabeça para baixo e a vida de todos toma um rumo nunca antes pensado. Mas não para por aí.

As reviravoltas na vida de Elise não terminaram, e o desfecho desta história guarda surpresas tanto eufóricas quanto angustiantes e outro amor impossível cruza o caminho de Elise.

Alejandro Aramayona, líder de seu clã se apaixona por uma humana e se arrisca a quebrar o maior dos tabus. Valeria Ellen o suficiente para levá-lo a cometer tal assombroso delito? Sim. O amor sempre vale a pena. Mas uma decisão que pode decidir o futuro dos dois deve ser tomada. Decisão essa que pode mudar o futuro de todos os clãs.

Os líderes dos clãs vão se reunir. As regras precisam ser revistas. Vampiros precisam ser condenados. Um amor precisa ser salvo. Mas todos não sabem as surpresas que os aguardam.


Eu fiquei muito ansiosa para ler Immortales. Não sabia o que esperar, tinha medo de não gostar, por conhecermos a Roxy e ela ser uma pessoa tão fofa. Mas estou extremamente feliz em anunciar que eu mais que amei esse livro. Vou contar para vocês o porquê.

É um livro magnífico, com personagens incríveis e excelentemente elaborados. Uma trama tão complexa, e ouso afirmar que isto foi o que mais me atraiu. Tantos clãs, tantos personagens e tantos fatos interligados. É uma história daquelas que desafiam sua imaginação. Não se engane, não é apenas mais um romance, é O romance.

Não é aquele tipo de livro para se ler correndo, com pressa de descobrir o final. Immortales é daqueles livros que merecem ser lidos mais de uma vez, há muito para absorver.

Roxane Norris dá aula de Língua Portuguesa em Immortales. A narrativa é tão amarrada, tão bem escrita que é impossível não arrancar um sorriso daqueles que apreciam um bom texto. É uma obra cheia de requinte e bom gosto e ah, como eu amo bom gosto.  Apenas estes fatos já me fariam ler de novo, mas os pontos altos deste livro não param por aí.

É realmente maravilhoso quando você lê um livro que transparece todo o trabalho por trás da história, todo o capricho da autora. Eu simplesmente amo livros que não apenas arremessam os fatos, mas têm todo um embasamento histórico. E nesta obra você vê isso muito bem. Toda a pesquisa feita pela Roxane, todo o empenho em enquadrar os acontecimentos nos seus devidos períodos históricos. Nesta história você encontra menções à Revolução Francesa, Napoleão, Maria Antonieta e muito mais. AAAH como eu gosto disso. Sou fã de livros inteligentes e o universo criado pela Roxy em Immortales é arrebatador, de incrível imaginação e muito bom gosto.

E ainda há todos os questionamentos e críticas à sociedade. O tempo todo os tabus são postos em discussão, o que nos leva a pensar no que realmente é importante em nossas vidas.

Os personagens são maravilhosos. Elise é uma mulher que é posta à prova todo o tempo e resiste bravamente às surpresas indesejáveis da vida, nunca abandonando o desejo de ser feliz. Edmund, seu amor de toda uma vida, é um verdadeiro príncipe, que tem defeitos como qualquer homem, mas não mede esforços para conseguir ser feliz com sua amada.

“Meus lábios nos dele e a escuridão que servia de abrigo para nossos corpos, enfeitiçados um pelo outro... Entregues ao amor que nem mesmo o tempo abreviava.”

András..... Impossível não se apaixonar por esse cigano. Um homem incrível que não posso falar mais, pois corro o risco de contar spoilers.

“Eu a amo Lise... mais do que qualquer coisa nesse mundo. Você me trouxe luz e paz quando eu já não pensava num dia de sol. Coloriu meus dias com seu sorriso, essa sua humanidade cega. Sem convenções e regras. Eu amo a mulher e a imortal que está por baixo desse rosto de menina... A princesa que enfeitou os meus sonhos todo esse tempo...”

Inês, a irmã gêmea de Elise é o contrário da irmã, super extrovertida e diz tudo que pensa. Victor, irmão e prometido de Elise, um sujeito odiável que só enxerga o próprio umbigo o e o tempo todo tenta violar sua irmã. Acha-se o seu dono apenas por ser seu noivo e faz de tudo para tornar a sua vida um inferno, prometeu nunca a deixar em paz.

Toda a parte do Alejandro e da Ellen, que é inserida no meio da história de Elise, só torna o livro mais perfeito. Tudo se encaixa e nos faz se apaixonar por esse novo casal. A ingenuidade de Ellen é o que a faz tão incrível, e seu amor por Alejandro é muito inspirador. Muito linda a história desses dois.

“Os violetas os tocaram delicadamente, primeiro só com o olhar, sentindo-lhe a inocência, a mesma que marcava o corpo sob a camisola. O corpo que o seu desejava consumir, como o amor que sentia por ela, um veneno doce em suas veias, que ele não deixava que o corrompesse, que o fizesse tomar o que não era seu. Devia apenas roubar-lhe o beijo, o tão sonhado toque que ela ofertava... queria sorver-lhe todos até o fim de sua existência e da dela, mas se conformaria se fosse apenas um. Seria o primeiro, o que ela sempre carregaria em suas lembranças."

Um romance arrebatador, repleto de cenas quentes e sensuais, capaz de tirar o fôlego de quem o lê.

“O sangue dele em minha língua ao me derramar sobre ele, nos movimentos intensos de quadris que nos consumiam. Nos sons presos na garganta, calados nos lábios um do outro, quando nos abraçamos... trêmulos. Amantes, imortais... Demônios de nós mesmos.”

Immortales é um livro que todos deveriam ler. Um romance de arrepiar, com uma escrita de muito bom gosto e requinte, cheio de personagens intrigantes, com um belo embasamento histórico e imprevisível. É impossível prever o que se lerá na página seguinte, é surpreendente, é maravilhoso.


“ No caminho da bondade também há corações escuros.... assim como no amor, nem sempre há luz.”



Saiba mais sobre a Roxane Norris e suas outras obras:



11 comentários:

  1. Ahhh, não preciso nem comentar né?
    Amo amo amo

    ResponderExcluir
  2. Deixaaaa eu respirar... Senhor, Lu, como assim???
    Como vc me faz ficar emocionada desse jeito?
    Engraçado, né, que cheguei na Bienal ansiosa, cheia de expectativas... Mas sem saber sequer apresentar meu livro.
    Mesmo tendo treinado muito em casa, estar lá, no meio daquela multidão é bem diferente! Confesso que fui sem muita pretenção, pensando: puxa,será que vão gostar de Immortales?
    Foi em meio a esse carrousel de emoções que me deparei com vocês três! Um abraço bem gostoso e quente para quem tremia por dentro. Três sorrisinhos, muitas palavras fofas, muita alegria, fotos e carinho! E, qual não foi minha surpresa quando as encontrei aqui e continuamos a sorrir, a conversar... Mas sabe que o tremor nunca passa? Nem mesmo lendo essa resenha lindaaaaa que a Lu fez, porque vocês decobrem sempre mais um tom de Immortales, mas uma maneira de prestigiá-lo... E puxa, como posso agradecer todos esse carinho?
    Ás vezes, eu acho que só palavras não ajudam, não são o suficiente... E ainda que tente ser o mais próxima de vocês, eu queria dividir mais minhas ideias e fazer vcs mergulharem nelas!
    Ah, meninas, se estou escrevendo Os Valuescus é porque vocês me incentivaram... E eu jurei tanto que Immortales não teria continuação! kkkkkkkkkkk
    As coisas mudam!
    Muito obrigada, não só pelo apoio, pela constância, pelo carinho... Pela amizade!
    Amo vcs!!! <3
    Roxane Norris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OMG Não me mata!!!

      Eu quero um livro de cada casal.. como assim é único??

      Não Não Não!!!!

      Quero meus casais!

      Excluir
  3. Ah Roxy, nós é que temos que te agradecer.

    Essa resenha representa muito bem tudo que senti lendo Immortales, toda a minha admiração pelo seu trabalho, e como as meninas bem sabem, eu sou crítica ao extremo em tudo que eu leio!

    Muito obrigada por todos os momentos inesquecíveis que você nos proporcionou em Immortales, eu nunca vou esquecer deste livro.

    Meu desejo é que todos possam conhecer essa obra maravilhosa e mergulhar nesse mundo de cabeça! Conte sempre conosco para divulgar essa maravilha. Fazemos tudo de coração, como fãs apaixonadas que somos!

    Obrigada por tudo! Esperamos estar sempre pertinho de você para conhecer tudo sobre os seus outros livros e te admirar ainda mais.

    Bjoss!

    ResponderExcluir
  4. E aaahhh! Quero a história da Inês e do Augustus, e da Ania e do Pietro!

    Hahahaha

    Olha que abusadas né!

    ResponderExcluir
  5. Vou preparar todos, pode crer!!
    Ainda queria escrever um do Oliver com a Sophie, não sei, acho que depois dos Valuescus vcs vão querer saber dele... kkkkkkkkk
    Mais ideias?
    **O**
    Juntou 4 loucas!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela resenha, flor...quero muito ler os livros da Roxane e estou cada dia mais curiosa..rsrssr


    Beijokas1

    ResponderExcluir
  7. Sua resenha está linda e impecável!Mas, confesso que não a li toda, pois ainda estou no começo do livro e fiquei com medo de deixar influenciar na hora de fazer a minha. Parabéns pelo seu espaço. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  8. Parabéns, a resenha esta fenomenal.
    A Roxanne realmente merece todo o carinho e admiração de seus leitores, é uma pessoa muito simpática e atenciosa com todos.

    ResponderExcluir
  9. Com certeza vou adquirir na bienal u.u
    Passei a gostar muito dos livros delas e como as resenhas deles te envolvem!

    Roxy,aii vou eu te conhecer KKKKKKK

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...