[Resenha] Dezesseis Luas

Livro: Dezesseis Luas
Título Original: Beautiful Creatures
Série: Beautiful Creatures - Livro 01
Autoras: Margaret Stohl e Kami Garcia
Editora: Galera Record


Ethan é um garoto normal de uma pequena cidade do sul dos Estados Unidos e totalmente atormentado por sonhos, ou melhor, pesadelos com uma garota que ele nunca conheceu. Até que ela aparece... Lena Duchannes é uma adolescente que luta para esconder seus poderes e uma maldição que assombra sua família há gerações. Mais que um romance entre eles, há um segredo decisivo que pode vir à tona. Eleito pelo Amazon um dos melhores livros de ficção de 2009. Direitos de tradução vendidos para 24 países. Um filme da série está sendo produzido. "Pacote completo: um cenário assustador, uma maldição fatal, reencarnação, feitiços, bruxaria, vudu e personagens que simplesmente prenderão o leitor até o fim..."

Nesta resenha fugirei um pouco do meu método de escrever sobre os livros, pois não tem como fazer uma descrição da história, como gosto de fazer, sem revelar detalhes que muitos considerariam como spoilers (nada que não seja previsível, mas enfim...).

Antes de mais nada, já digo que estou preparada para os bombardeios rsrs.

Tive muita vontade de ler esse livro principalmente pelo filme que vai estrear. Eu gosto sempre de ler o livro antes para saber o quanto os produtores e diretores de cinema viajaram (sim, são raríssimos os casos em que eles acertam, tão poucos que nem o Globo Repórter consegue contar no dedo).

E o que eu tenho a dizer para vocês é: TOMARA que pelo menos o filme seja bom.

Eu estou começando a acreditar na Lud quando ela diz que estamos velhas. Talvez estejamos mesmo, mas nunca deixo de considerar a opção de que esses autores estão tirando onda com a nossa cara. Porque, meu Deus, como eles conseguem escrever quase a mesma coisa com palavras e enredos diferentes? Acho que seu eu tivesse lido esse livro antes dos muitos outros do mesmo tipo eu poderia até achar legal.

Sim, as meninas vão me xingar. Mas a verdade é que eu acho todos esses livros iguais! Só muda o grande mistério e o tema, mas de resto, não li em Dezesseis Luas nada que já não tenha lido em outros livros (sim, mais de um, na verdade muito mais).

Ok, vamos falar do livro e meus argumentos para chegar a essa conclusão.

O livro é narrado por um menino, o Ethan, que está tendo sonhos estranhos e incrivelmente reais, com uma menina, e nesses sonhos ele sempre tenta salvá-la e não consegue. Ele acorda agoniado e sentindo fisicamente as ultimas sensações do sonho. Tá, é um menino que narra, não é tão meloso como uma menina... só que não.

Só mudou o cenário, mas o blá blá blá continua o mesmo. As meninas sempre tinham aquela lenga lenga de “que roupa vou vestir?”, “como esta a minha pele?”, “meus pais vão me matar se descobrirem!”. Nesse livro a lenga lenga só mudou de sexo: “O que o time de basquete vai pensar?”, “Vou tomar o maior esporro quando chegar em casa”, “O que a vizinhança vai pensar?”, “ O que o meu melhor amigo vai pensar?”, “Eu acho que estou gostando da garota”.

E por aí vai.

Não poderiam faltar os elementos comuns presentes em muitos outros livros:
  • Nesse caso é uma garota nova na escola, que todo mundo acha estranha mas o personagem principal se sente estranhamente atraído por ela mesmo sabendo que a escola toda o desprezará. (E que por sinal ele descobre que é a garota dos sonhos dele – que legal!) – Fail 01
  • Sempre tem um grandessíssimo mistério que todos os adultos parecem saber, mas não contam nadica de nada para os adolescentes em polvorosa e sempre repetem que é para o próprio bem deles, e é claro, eles vão tentar descobrir por conta própria. – Fail 02
  • O personagem principal (Ethan) começa a descobrir que a cidade que ele vivia não é nada daquilo que ele acreditava e que existem várias criaturas sobrenaturais. O tempo todo ele se questiona sobre como não enxergou isso antes. – Fail 03
  • O personagem principal sempre têm algum tipo de drama com seus pais. Nesse caso a mãe dele morreu (que era a grande amiga dele) e o pai está sofrendo em depressão e mal fala com ele. E a mãe da menina é a grande má, vilã da história e ela nem sabia (ops, isso foi um spoiler), e ainda tenta convencê-la do contrário e por um momento ela fica balançada, mas depois morre de raiva e promete que vai se vingar. (eu acho que já li isso em algum(s) livro(s) antes, não?) – Fail 04
  • Todas as garotas bonitas, que por sinal são líderes de torcida, parecem odiar a menina, assim como o time de basquete, mas mesmo assim Ethan fica com ela e vai contra todos embarcando nesse amor impossível. – Fail 05
  • As pessoas mais próximas dos dois revelam-se seres poderosos e sábios, além de esconderem todo um passado misterioso e começarem a agir estranhamente. – Fail 06
  • Sempre tem algum (ou alguns) parente ovelha negra na família que na hora mais importante e aguardada em todo o livro, revela-se e põe em risco tudo pelo que os pombinhos lutaram. – Fail 07
  • A menina, que é dotada de grandes poderes, em alguma parte do livro decide se afastar do menino pois ela sabe que pode ser um grande perigo para a vida dele, e o mais importante é mantê-lo em segurança mesmo que ela fique longe (oi Edward?) - Fail 08
  • Sempre tem algum melhor amigo idiota que acaba se envolvendo com a pessoa mais perigosa e não acredita em nada do que contam para ele até ver com seus próprios olhos - Fail 09
  • A mocinha insegura, medrosa, que se acha uma péssima e perigosa pessoa, que não sabe o que fazer da vida e que descobre que alguém em quem ela confiava muito a traiu (mesmo que digam que é para seu próprio bem) huhuhuhuhuh - Fail 10
Tudo bem, parei por aqui (mesmo que haja mais alguns).

O enredo em si pode até ser legal, mas infelizmente todos esses elementos que estou cansada de ler me fizeram querer acabar logo o livro para ver se alguma reviravolta aconteceria. Uma pena que não.

É, as meninas vão me apedrejar na rua. Li tantas resenhas e as pessoas falavam como se fosse o melhor livro que leram na vida. Até algumas pessoas que eu considero como tendo um gosto parecido com o meu disseram que o livro era muito bom. Sorrry! Eu achei o oposto.

Isto foi mais um desabafo do que uma resenha. Eu realmente cansei desses livros que parecem tudo igual, é como se os autores estivessem nos insultando, achando que nunca iríamos perceber! É por esse motivo que quando leio a frase “Um(a) garoto (a) novo(a) na escola” eu nem chego perto! Hahahaha

Pode até ser que um dia eu leia a continuação, porque pode melhorar né? E aí eu conto pra vocês o que eu achei. Já li muitos livros nesse modelo (e que odiei) e não li a continuação, e depois muita gente veio me dizer que melhorou 100%, vamos ver se é o caso da série Beautiful Creatures!

Eu sinceramente acho uma pena a ênfase que a mídia dá para esses livros que parecem a mesma coisa, mas que estão na moda e as adolescentes piram. Enquanto isso têm TANTOS livros nacionais de morrer que as pessoas nunca ouviram falar nem viram em nenhuma livraria! 

Dou nota 2, por causa do tema em si que é até interessante.

O Livro Dezesseis Luas teve seus direitos de adaptação cinematográfica comprados e o filme tem estreia prevista para 01/03/2013 aqui no Brasil (Tá chegando!) - Saiba mais aqui
 Assistirei logo na estreia e venho fazer uma resenha do filme. =)

Beijos e até a próxima!




10 comentários:

  1. Eu nem li, e nem pretendo... qd li a sinopse me assustei logo!
    PRECISO de um livro que me surpreenda! Estamos velhas mesmo amiga... Cada dia mais dificil achar um livro diferente...

    ResponderExcluir
  2. Vim ler a resenha pensando: "será que as meninas vão me convencer a terminar esse livro?" Porque assim, eu estou com ele em mãos a uns dois meses e eu não consigo sair do primeiro capítulo!! Luiza, você teve muita paciência em não só conseguir terminar, como ainda prestar muita atenção nos detalhes (ruins, rs) para listá-los!! Amei hahaha Bom, nem vou continuar tentando, você acabou de me contar que o livro não vale a pena mesmo!

    ResponderExcluir
  3. hahaha Você tá certíssima.
    Beautiful Creatures é clichê em cima de clichê, mas continua meu guilty pleasure hahaha
    Eu sou fã mesmo da série. Acho muito legal.
    Mas sei que não é "tão boa assim" =)
    Morri de rir com os comentários da resenha. Ainda mais com os "Fail"

    ResponderExcluir
  4. Eu morri com o (oi Edward?)

    Sério né?? Os livros estão vindo todos iguais.. se um tema faz sucesso, só tem ele para vender.
    Igual o If I Die que foi comprado, capa linda, comentários favoráveis, e dai o livro para mim foi uma decepção.

    Eu lembrei muito de VA agora. Acho q está faltando umas Rose nos livros de hj em dia, cansei das meninas bobinhas! Os atores ofendem ao caracterizar meninas de 16 anos ou o que seja com esse jeito sonso! O Mundoo mudouuu ! HELLO !!


    Por isso que estávamos depressivas Twin. Estamos travadas, precisando de um Livro bom mesmo!!

    O jeito é esperar o novo da Roxane Norris. Pq eu considero a escrita dela inspiradora.




    ResponderExcluir
  5. Putzzz, estava tão esperançosa por esse livro, tenho só ouvido falar bem dele.. mas ouvido, porque confesso que de resenha, essa é a primeira que li e fiquei bem frustrada (não com a resenha.. hehe). Bom, concordo com vc em vários sentidos, sim, acho que as histórias tem estado mto repetitivas. Cansei de ler livros ano passado que achei mto idênticos a tantos outros que já havia lido. Mas confesso que ainda não me cansei, principalmente se o autor põe algum temperinho diferente que me atraia. Agora, uma coisa é certa. Já existem tantosss livros, tantosss filmes no mercado, que hoje em dia é praticamente impossível escrever ou produzir algo extremamente original. Sempre vamos nos lembrar ou associar com alguma outra obra já existente. Afinal, somos bombardeados diariamente com tantas informações que é impossível não internalizá-las e inconscientemente (ou não) fazer uso delas ao escrever algum livro ou fazer um filme.

    Bjokas, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concorido Mirelle, o mercado literário está bombando de livros, e é difícil lermos algo diferente!

      E as editoras veem o sucesso de tal gênero, e investem, então quando vamos comprar, só tem aquele tipo, e acaba sendo tudo igual para quem lê muito igual a nós!

      Mas na minha opinião ai q está a diferença de bons autores, de criarem um mundo diferente, inédito, ou mesmo o mesmo tema, e transformar em algo que não lemos ainda.

      Nalini Singh, Larissa ione, Holly Black, Lena Valenti - entre outras, conseguiram criar histórias magnificas, que não se parecem com nada que já tenhamos lido. Por isso, são minhas Divas...

      Mas dai eu te pergunto vc viu algum livro delas no BR?
      Da Nalini, a nossa queridissima comprou, e eu vou esperar sentada eles lançarem.
      A da Holly, a Rocco comprou, e eu dei pulinhos!


      Excluir
  6. também estou encalhada com esse livro, peguei pra ler, mas não passei da página 50 de jeito nenhum e nem tenho vontade de continuar...
    mas tenho uma teoria alternativa pra gente não gostar desse livro, não é velhice, o problema é que quem lê muito tem uma cota de uns 10 livros por tipo de enredo, passado esse limite a gente enjoa... como o enredo tá batido, fica muito difícil de gostar...
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. vou ver o filme primeiro e depois penso em ler o livro... acho melhor as vezes.
    mas é verdade mesmo... o enredo repetitivo chega a ser chato se os autores não souberem explorar bem...
    gostei do seu desabafo porque as vezes é necessário como eu fiz com Estilhaça-me.
    beijos
    www.minhasegundaface.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Então, eu não concordo que seja pelo fato de ter tanta coisa escrita e que os autores não conseguem fugir completamente a esse tipo de história.... Tem tanto autor por aí que criam cenários surpreendentes, acho que a imaginação não tem fim nem limites, ela pode alcançar o que quiser...

    O que eu acho é que, infelizmente, tem muito autor por aí preocupado em aderir a moda para vender mais e fazer sucesso, e por isso não param de aparecer adeptos ao tema.

    Quanto ao enredo, é até legal toda a história dos conjuradores e lilum, as histórias das familias, isso eu gostei. A forma como foi abordado, isso eu achei tenso (e detalhei as coisas ruins que achei).

    E ainda acho que, se eu procurar a fundo eu até acho livros dentro desse tema que são bastante originais, mas infelizmente a maioria não é!

    ResponderExcluir
  9. Eu amei muito esse livro, virou um dos meus favoritos
    Eu realmente não queria ler porque pensava que era modinha, mas depois que uma amiga me falou sobre ele resolvi dar uma chace e li em 2 dias
    auhsauhsauhsauhs
    Mas o filme.. Aff é uma merda
    *desculpa a palavra*
    Não tem nada haver com o livro ¬¬
    Eles distorceram tudo, tem coisa que eles colocaram no filme que se fosse existir o segundo queria só ver a maneira bizarra que explicariam

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...