[Resenha] A Fera - Alex Finn

Capa Nacional

A Fera ~ Alex Flinn
Editora: Galera Record
Título Original: Beastly

Eu sou uma fera.Uma fera. Não exatamente um lobo, ou um urso, um gorila ou um cão, mas uma terrível criatura que anda em duas patas — uma criatura com dentes e garras e pelos surgindo de cada poro de minha pele. Sou um monstro.Você acha que estou falando de contos de fada? De jeito nenhum. O lugar é Nova York. O momento é agora. Não sofro de uma deformidade ou uma doença. E vou ficar dessa forma para sempre — destruído —, a não ser que possa quebrar o feitiço.Sim, o feitiço, aquele que a bruxa da minha aula de inglês lançou sobre mim. Por que ela me transformou em uma besta que se esconde durante o dia e rasteja à noite? Vou lhe contar. Vou lhe contar como eu costumava ser Kyle Kingsbury, o cara que você gostaria de ser, com dinheiro, beleza e uma vida perfeita. E aí vou contar como me tornei... a fera.Alex Flinn adora contos de fada e fez suas duas filhas aguentarem dezenas de versões de A Bela e a Fera enquanto escrevia este livro... E aí perguntou a elas como uma fera agiria para encontrar uma garota em Nova York. É autora de outros cinco livros, vencedores de vários prêmios norte-americanos. Ela mora em Miami.

Acho que essa resenha é - quase - segura contra SPOILERS. Mesmo assim CUIDADO.
Todo mundo conhece o Conto de Fadas de A Bela e A Fera:

O príncipe aprisionado no corpo de uma Besta, complexado com o fato de que ninguém jamais será capaz de amar tal criatura peluda, até que conhece Bela, que vê muito além de seu aspecto físico.
Bela uma jovem conhecida por sua beleza e inteligência, é feita prisioneira de Fera no lugar de seu pai, sofrendo da Síndrome de Estocolmo, descobre que por trás da aparência monstruosa de seu sequestrador, se esconde um homem que ela não é só capaz de amar, mas que no fundo é sua alma gêmea.

O.K. Nada novo até aí.
Então uma escritora - Alex Flinn - decidiu trazer esse conto para a atualidade e nada melhor do que mover para um contexto já tão conhecido e abusado: A Escola.
Sim, o inferno na Terra dos Adolescentes.
Kyle é o garoto mais popular do colégio. Claro, por que não? Ele é bonito e rico.
Um perfeito privilegiado.
Então bem ao estilo Carrie¹, ele decide que seria divertido convidar a garota gorda e feia, chamada Kendra, para o Baile apenas para humilhá-la.
Muito engraçado, não é? Humilhar a perdedora? Não. Na verdade, não.
O único problema dessa vez é que Kendra é uma bruxa.
Mal feito, feito. É hora da retribuição. E todo mundo sabe que a Retribuição é uma v-a-d-i-a.
Capa Original EUA
A Bruxa lança um feitiço nele e ele se torna uma Fera, peluda, com garras. Para que ele fosse tão feio por fora quanto ele era por dentro.
A única cláusula de escape para ele é que no período de dois anos teria que encontrar alguém que o amasse apesar de sua aparência e que ele também amasse de volta. No momento em que um beijo selasse esse amor verdadeiro, ele teria sua aparência de volta.
Se nesse prazo de dois anos ele não encontrasse tal pessoa, estaria condenado para sempre em sua forma bestial.
A vida de Kyle então muda completamente. Adeus, Beleza. Adeus, Popularidade. Adeus, Amigos. E adivinha só? O dinheiro de seu pai não pode ajudá-lo com isso.
Forçado ao isolamento, ele basicamente tem que reaprender a viver sem ser um arrogante egoísta e mimado.
O livro toma um novo rumo á partir daí.
Conhecemos um novo Kyle, ou Adrian. Como ele prefere ser chamado então...
E apesar de ser bobinho... é adorável? Sim. Adorável.
Ele consegue se redimir, ao meu olhar, muito antes da mocinha entrar efetivamente na história.
Ah, sim, a mocinha. Já estava me esquecendo dela. Linda. (esse é o nome dela)
Ela não é nenhum estereotipo de beleza, mesmo que antes tivesse sido praticamente invisível para Kyle, para Adrian ela se torna uma obsessão.
Ele até mesmo a sequestra. (Aí depende do ponto de vista, o pai da garota basicamente a troca por drogas)
O resto, bem... Não vou entrar em tantos detalhes, essa resenha já esta grande demais. Leia o livro!
Vou encerrar agora acrescentando algumas das minhas divagações filosóficas.
Em outras resenhas de livros eu já havia considerado o que há de errado com nós mulheres e por que sempre temos uma queda pelos desajustados? Pelo amor de Deus, Kyle/Adrian é uma fera, peluda, com garras e ainda assim eu o prefiro dessa forma, muito mais do que a versão anterior Eu-Sou-Lindo-E-O-Máximo-Beije-Meus-Pés-Escória.
Sim, acho que a maioria de nós, somos românticas incuráveis. Somos capazes de tolerar tanta coisa apenas por que queremos ser amadas e temos tanto amor para dar.
E é sobre isso o livro? Eu acho que sim.
Meu Deus, soa tão clichê! Eu sei.
Mas todo mundo quer ser amado. Independente da conta bancária e do aspecto físico. Não por como aparentamos, mas por quem realmente somos.
Lindy foi capaz de amar o Kyle que se escondia por trás da Fera.
Não sei quantas pessoas seriam capazes de fazer o mesmo.
Pra ser honesta, ás vezes, eu passo pela rua sem olhar duas vezes para os desabrigados e deficientes.
Seria hipocrisia dizer que não julgo pela aparência e que não sou julgada o tempo todo da mesma maneira.
O livro é muito lindo e tal... E até tenta passar uma mensagem.
Mas no fim do dia ainda não passa de um Conto de Fadas. E o “felizes para sempre” no final do conto, parece cada dia mais distante da realidade.


Informações Adicionais:

Este livro foi publicado no Brasil pela Editora Galera Record em 2011.

Nunca Julgue Um Livro Pelo Seu Filme

O livro ganhou uma adaptação para o cinema em 2011 com Vanessa Hudgens como Lindy e Alex Pettyfer como Kyle. O roteiro e direção do filme ficaram a cargo de Daniel Barnz.


Infelizmente o filme ganha o selinho de Nunca Julgue Um Livro Pelo Seu Filme, mas Alex Pettyfer esta B-E-M! :)






1 Carrie – A Estranha – primeiro romance do escritor Stephen King de 1974, foi adaptado para o cinema em 1976 por Brian De Palma. Em 2013 o filme vai ganhar uma nova adaptação com Chloë Grace Moretz interpretando Carrie.

11 comentários:

  1. Uiiiiiiiiiii

    então o Filme não é muito parecido com o Livro.
    Porque confesso que esse livro não me chama muita atenção. Mas vc me convenceu.

    Eu odeio quando o filme destrói o livro.

    ResponderExcluir
  2. Eu assisti o filme primeiro e depois li o livro.

    Calarooooooooooooooooo que o livro é bem melhor mais mesmo assim me decepcionei um pouco :/

    ResponderExcluir
  3. Não Gostou Micaah? Why?

    Pq dai eu nem leio! kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Ai eu adorei esse livro... E assisti o filme uns 2 anos depois de ter lido! Achei algumas diferenças, mas nada absurdo!

    ResponderExcluir
  5. Assisti o filme primeiro e não gostei, achei o livro e pensei que ia ser muito melhor (como quase sempre é), mas achei uma monotonia sem fim :(

    ResponderExcluir
  6. Tô +- igual a Laura.
    Li o livro uns 2 anos antes de lançarem o filme (acho q não tinha nem previsão de q ia virar um filme).
    Gostei dos dois, mas nenhum deles entra nos meus top 10.

    ResponderExcluir
  7. Eu não gostei do filme.

    Obviamente, Alex Pettyfer esta uma delicinha no filme... As cenas dele sem camisa são, hum, 'auto-explicativas', mas achei uma pobre retratação do livro pela própria caracterização que eles fizeram de Kyle em sua versão 'Fera', entre outras coisas..

    Achei na verdade uma caracterização muito preconceituosa... Tipo, cabelo raspado, tatuagens, cicatrizes e metais (WTF era aquilo, anyway?)... Ele mais parecia um punk, não muito diferente daquilo que poderíamos encontrar na rua, do que propriamente uma Fera... Talvez por eu ter gostado do livro, achei que eles perderam muito da mensagem que eu consegui enxergar na história...

    O livro não é um dos meus favoritos, mas quando eu o li - muito antes do filme sair - ele deixou sua marca, me levou a considerar muita coisa, e eu gosto quando um livro é capaz disso... :D

    ResponderExcluir
  8. Okkkkk, Jess me convenceu!

    Vamos add na lista infinita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HUAHSUHAUS, como eu gosto de chamar minha listinha Chuck Norris, porque ela já conta até o infinito: duas vezes.... kkkkk

      :D

      Excluir
  9. Eu ri muito com essa resenha, simplesmente a adorei e senti uma mega vontade de ler o livro. Bem, mais um para minha lista dos 100 livros que tenha que ler antes de morrer
    kkkkkk
    Eu já tinha visto a capa do filme e simplesmente surtei quando vi Alex Pettyfer, eu amooooo esse cara ele é super gostoso. Enfim, esse vai ser o segundo filme que vejo onde ele é arrogante, metido a merda, popular u.u

    ResponderExcluir
  10. Então, eu não li o livro, mas achei o filme bom (não me matem). Só o fato de ter toda uma trama mais atual de a Bela e a Fera me encantou! A resenha está ótima, apesar de não concordar com o "Nunca Julgue Um Livro Pelo Seu Filme" haha.

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...