[Review] Born of Night



Livro 01 : Nascido da Noite (Born of Night)
Série : A Liga (A League Novel)
Autor: Sherrilyn Kenyon
Editora:  St. Martin's Paperbacks. Originalmente publicado como BORN OF THE NIGHT em 1996. Relançado como ebook em 1999

Não publicado no Brasil. Mas publicado em Portugal.
          
Despertando de um sono induzido pelas drogas numa fria cela, Kiara se encontrava como prisioneira dos desumanos saqueadores que ameaçam o reino planetário de seu pai. Um salvador aparece milagrosamente, mas por trás de sua temível máscara está o belo rosto de um escuro vingador cujo contato furtivo faz com que até sua alma arda.Chamavam-lhe Némesis. Uma vez foi um assassino renegado, agora é um guerreiro que tem muitos inimigos, e jurou proteger inocentes dos desumanos mercenários ao longo e ao largo das diversas galáxias. Assediado por ambos os lados, sabe que é um perigo para a bela mulher que salvou de uma morte segura. Mas a adorável Kiara desperta um faminto desejo no seu endurecido coração, o incitando a uma luta que poderia lhe devolver a honra e curar as feridas de um império sitiado... ou arrancar a Kiara de seus braços para sempre..

   Um dos melhores livros que eu já li, o universo criado pela autora é completamente futurista, naves, planetas, espécies diferentes. Tem o essencial pra um ótimo livro: uma mocinha sofrida, mas forte, um mocinho mal, mas que em grande parte é só fachada.

[...] A mandíbula de Nykyrian começou a apertar-se, expressando seu gesto de aborrecimento usual.Para sua eterna surpresa, ele puxou ao menino sujo entre seus braços e o abraçou.—Tudo está bem, Jana. Não vou permitir que eles te façam isso.Um nó se apertou na garganta de Kiara quando viu a forma tenra em que levantou o menino em seus braços. Os pequenos braços magros de Jana o abraçaram enquanto soluçava contra o pescoço de Nykyrian.            —Você me parece muito terno, para ser um homem sem sentimentos. — disse ela [...]

           Eu adorei o Nykyrian desde o começo, ele é um mestiço, metade humano e metade Andarion e por isso não se encaixa em nenhuma das espécies, os humanos o consideram uma aberração e os Andarions o consideram uma vergonha, ele tem uma história sofrida e por isso se camuflou como um completo sanguinário frio e cruel, foi extremamente maltratado quando criança, criado por um dos maiores e mais cruéis comandantes da Liga (uma força resistente, um exercito que aplica as leis em todos e qualquer planeta, impõe leis até mesmos aos criminosos e assassinos, e desafiá-la é uma sentença de morte indiferentemente de quem você seja) mas Nykyrian é o único assassino que conseguiu deixar a Liga, assim ele se tornou o infame e cruel Nemesis, cuja fama o torna o pior e mais temido assassino da Sentella. E apesar de todo o sofrimento ele se apaixona tão completamente por alguém desconhecido que apenas o encanta pela beleza dos movimentos na dança, por simplesmente lhe trazer uma paz tão rara apenas por vê-la dançar…
           A Kiara é determinada a não ser mais uma vitima, que acaba se encantando por um mestiço, frio e feroz, que constantemente a ignora ou subjuga, que esconde seu passado, que não é lá um grande falador, que não confia facilmente e principalmente que não acredita que alguém como ela poderia se interessar em alguém como ele, mas ela consegue enxergar por trás do uniforme e do blaster do assassino, e começa aos poucos a derrubar os muros que Nykyrian construiu em torno de si mesmo.

[…] Como se fosse uma inspiração divina, Kiara recordou as cenas dos discos e compreendeu o que ele estava fazendo e por que não permitia que ninguém, nem sequer a Rachol (SYN) estivesse ao seu lado.

—Por que acha que não pode ser amado?

Ele se congelou.

—É isso não? —perguntou-lhe ela, tentada a rir pela absurda idéia. — Em algum lugar obtiveste a idéia de que ninguém podia te amar. Bem, amo-o, e não vou permitir que me abandone! —Seus olhos se abriram espantados quando compreendeu o que escorregou de sua boca. Horrorizada pelo que havia dito, mordeu o lábio. De onde tinha saído isso?

Nykyrian deu a volta devagar. Uma gama de emoções flutuava por seu rosto quando compreendeu suas palavras.  […]


Esclarecimento sobre a Série : Muitos se confundem com a série então vamos a uma breve explicação. 
A SK mandou a editoras diferentes um dos três primeiros livros da série, para cada uma ela mandou um deles – Nascido da Noite, Nascido do fogo e Nascido do Gelo – como resultado ela teve que fazer com que os livros não fossem uma série, que eles fossem livros independentes, para que eles não tivessem nenhuma ligação. Quando DH começou a fazer sucesso, os fãs começaram a pedir os livros da Liga, e os exemplares antigos (esses que ela vendeu a editoras diferentes) começaram a bombar na internet. Assim a St. Martin’s comprou a série e ela pode reescrever os três livros, Nascido da Noite e Nascido do Fogo foi apenas modificado, algumas alterações, complementos, troca de nomes, mas a historia em si é a mesma mas mais completa, já Nascido do Gelo foi completamente reescrito, sendo completamente diferente da primeira historia. Como ela não conseguiu uma editora para concluir os livros da primeira geração, ela foi para a segunda (foi ai que ela reescreveu Nascido do Gelo e Fogo e gelo – que inicialmente era uma historia completa mas foi editado e se tornou um conto – ambos são da segunda geração) e St. Martin’s quis lançar esses primeiro, mas após o lançamento a SK resolveu voltar a primeira geração e pretende continuar neles até o ultimo personagem da primeira geração – com exceção do Nero – e depois seguir adiante com a segunda geração.
Ou seja, os dois primeiros livros Nascido da Noite e Nascido do fogo são da primeira geração, Nascido do Gelo e Fogo e Gelo são a segunda geração, logo ela volta para a primeira geração com Nascido das sombras, Nascido do Silencio, e assim por diante.
Lembrando que a versão de Nascido da Noite mais usualmente lida é a primeira versão, onde Syn era chamado de Rachol e outras modificações, a segunda versão ainda não se tem traduzida.

Do site da autora :


1. BORN OF NIGHT (First Generation). Originally published as BORN OF THE NIGHT
in 1996. Rereleased as an ebook in 1999.
2. BORN OF FIRE (First Generation) First ebook published by a New York print author
back in the mid 1990's. Now available as a mass market paperback.
3. FIRE & ICE (Second Generation) Originally published in a stand alone ebook in
1999. Currently available in the OUT OF THIS WORLD anthology that features all the
short stories Sherri wrote for Penguin.
4. BORN OF ICE (Second Generation) Originally published as Paradise City.
5. BORN OF SHADOWS* (First Generation)
6. BORN OF SILENCE* (First Generation)
7. BORN OF FURY* (First Generation)



5 comentários:

  1. Ain amiga, assim pela sinopse não me agrada muito!
    Mas vc contando a historia é demais. Eu sei que se vc gostou muito é porque é bom. e vamos combinar que titia Sherrilyn Kenyon é diva!

    Pelo que eu entendi ela criou um universo total diferente, então acho que vai me prender na historia assim como titia Nalini faz com psy.

    Então eu vou ler assim q eu acabar o meu atual.

    <3

    ResponderExcluir
  2. Concordo Lud, a sinopse nao me agradou. Mas a resenha me deixou muito curiosa!
    Otima resenha...

    ResponderExcluir
  3. O que dizer???? Amo demais A Liga... Primeiro porque graças a essa série conheci uma das pessoas mais maravilhosas da minha vida... Uma amiga pra vida inteira... Alguém que nunca vou esquecer... Sim, caso você esteja se perguntando, é claro que essa pessoa é você, Keeh, sua bobona! :P

    Segundo porque tem o Kip - Nykyrian para todas as outras que não possuem intimidade (kkkk) - e ele é daqueles personagens que não conseguimos esquecer... Que parte o nosso coração com sua história apenas para fazê-lo bater novamente por uma razão completamente diferente: amá-lo! (oh, to poética hoje ou não to?)

    Como a Lud disse a titia Sherrilyn é diva!

    Amiga, adorei sua resenha, assim como adoro tudo o que você escreve! Só de ler isso aqui já me deu uma louca vontade de voltar a ler A Liga de novo e também terminar aquele nosso projetinho de uma vez... kkkk

    Beijos

    s2s2s2s2

    ResponderExcluir
  4. Nossa interessante, gostei! Algo diferente do que leio: Vampiros, mas gostei. Acho que quando eu terminar alguns do que mais estou com vontade de ler, vou encaixar este na lista kkkk

    ResponderExcluir
  5. Amigaaa, acabei de ler !

    Vamos lá!

    Eu amei Kip, ele é realmente um daqueles personagens sofridos, que vc quer chorar por cada coisa q ele passou!

    Me lembra muito o Z de IAN!

    But...

    Eu achei um pouco confuso a história, pq é muito rico em nomes e expressões, por ser várias espécies e tal. e a autora vai contando e não tem muita explicação. Ela não pega um paragrafo e fala, a raça tal q era assim e assim...

    Não sei se tem algum daqueles 0.5 antes desse, mas eu me senti como se caísse de paraquedas no meio de uma série. Pq geralmente as autoras tiram boa parte do livro para explicar o mundo q criaram e ainda mais quando é futurista e o 1º da série.. A Nalini faz isso com Psy!

    Mas sim eu gostei, é um bom livro. Mas não entra no meu TOP 100! kkk

    Assim como o Sentinelas é para nós um dos TOP 10

    Vou ler o próximo!

    <3

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...