[Every Little Author] Neiva Meriele






Neiva Meriele tem vinte e três anos, nasceu na pequena cidade de São Francisco de Paula, na Serra Gaúcha. É filha do meio de um casal de missionários. Passou sua infância e adolescência mudando com frequência de escolas e cidades, chegando a morar dois anos e meio no exterior. Essas constantes mudanças fizeram com que extraísse o melhor de tudo o que via, e dessa forma alimentava o grande sonho de se tornar escritora. De natureza apaixonada, começou a escrever desde muito nova e não parou mais…
Atualmente mora no interior da cidade onde nasceu, com o marido John
Lennon, com quem é casada há seis anos, e é mãe do pequeno Juan Pablo.
Tem como cenário inspirador, as maravilhas da Serra, de um lado os Cânions de Cambará, do outro, as cidades encantadoras de Gramado e Canela, e às vezes, como benção da natureza, a neve.


Joice Lourenço
Quem é Neiva Meriele, como pessoa?
Alguém que acredita que é possível realizar sonhos mesmo quando  eles parecem distantes e incertos. Sou sonhadora e de natureza apaixonada.
Dá onde surgiu a inspiração para escrever?
Sou uma guria que não tive muitos privilégios na vida, mas que nem por isso deixei de acreditar nos meus sonhos. Nasci e cresci mudando de cidade em cidade, na maioria das vezes do interior. A filha do meio de pais missionários, eu convivia com mais três meninas, ouvindo histórias inventadas pela minha irmã mais velha e incentivada a ler pelo meu pai. Não demorou muito para que eu sentisse vontade de escrever minhas próprias histórias. E a inspiração me vinha exatamente pelas minhas privações. Enquanto que a vida real era dura, nas minhas histórias tudo era possível e isso me inspirava cada vez mais. Hoje procuro ler muito, estudar sobre o tema que vou escrever e deixar que as coisas que acontecem à minha volta, me contagiem.
Como veio a ideia do primeiro livro?
Bem, o primeiro livro na verdade foi escrito quando eu tinha 12 anos, foi um livrinho de aventura que minhas irmãs e colegas leram e gostaram muito. Mas o primeiro romance nasceu quando eu fiz 15 anos, estava eufórica, namorando, apaixonada e tinha um grupo de seis super melhores amigas que eram tudo pra mim. Daí nasceu Minha Doce Paixão, que está sendo reescrito (e inclusive acabei de perder umas 30 páginas ainda há pouco, meu pendrive deu pane, to quase surtando aqui).
Qual autor(a) que você se inspira?
Em outros tempos eu diria sem pestanejar, Nora Roberts ou Nicholas Sparks, eu os admiro muito sim, mas acho que hoje eu me inspiro nos meus colegas de profissão brasileiros. Eu sou a mistura brasileira, procuro trazer para os meus livros a doçura e meiguice das escritoras Adriana Brazil e Fernanda Meireles (série Foi Assim que te Amei e Um Sonho a Mais, respectivamente), a irreverência e alegria da escritora Ká Guimarães (Bye bye, Asinhas), o drama, a psicologia e filosofia da escritora Ahtange Ferreira (Marcas Indeléveis), a sedução da escrita de Márcia Paiva (Sem Perdão) e por aí vai… Busco o melhor dos meus colegas e procuro me inspirar na forma como escrevem e na mensagem que passam.
Em três palavras, como você se descreveria.
Persistente, autêntica, guerreira.
Qual seu grande sonho?
O maior deles. Viver somente dos meus livros. Publicá-los todos e sair a divulgá-los sem ter que me preocupar com a conta bancária. É sonhar demais? Bem, no começo da matéria eu avisei que era sonhadora!
Tem projetos futuros?
Muitos. Como disse antes pretendo publicar todos os meus livros, inclusive um evangélico e outro de aventura que ainda está em andamento.
Dá onde vem sua inspiração?
Basta estar viva para me sentir inspirada. Olho para o lado e vejo um casal de namorados então uma cena começa a se formar na minha mente, uma flor, um perfume, um dia de stress, um gesto de quem a gente ama… tudo serve de inspiração.
Como está seu coração em relação a publicação da “A hora da verdade”. Fale mais sobre o livro.
Nossa, é difícil falar da emoção que estou sentindo. O livro A Hora da Verdade foi escrito em 2009 e depois disso passei a aperfeiçoá-lo e ao mesmo tempo mandá-lo para as editoras. A resposta foi positiva, ele foi aceito por inúmeras editoras como Baraúna, Novo Século, Dracaena, etc… entretanto para isso eu teria que pagar valores que estavam totalmente fora das minhas posses. Não sou contra, aliás, se eu tivesse a grana eu teria pago pois sei que trata-se de ótimas editoras. Mas como não tinha a grana acabei ficando triste e decepcionada, por muitas vezes pensei em desistir e foi em um desses momentos de baixo astral que recebi uma mensagem da Adriana Vargas, da Modo Editora que confiou no meu trabalho e me deu a chance de publicar com eles e fazer parte desse grupo de novos autores que está arrasando e mostrando o talento nacional.
A Hora da Verdade é um livro bem moderno, uma espécie de chick-lit. Duas irmãs, Rafa e Fabi Donnelly cansadas de viverem uma vida estranha debaixo das regras de um pai doente e paranóico elas o chantageiam e saem no que a princípio seria uma aventura, em um trailer e com grana pra não acabar tão cedo. Mas na verdade o grande objetivo é encontrar respostas que explique o comportamento do pai.
É na fronteira do Brasil com o Uruguai, na pequena cidade Bella Ciudad que a vida delas muda completamente e onde entram em cena os gatões da história. Os irmãos Leo e Hector Martins.
Leo é um cara que acha que tem que fazer justiça com as próprias mãos e Hector é sua consciência. Mas nem mesmo Hector consegue segurar o irmão mais velho quando este decide dar as irmãs Donnelly a lição que, segundo ele, elas merecem.
Elas são levadas presas para uma fazenda distante e é então que a história de fato começa a se desenrolar.
Quer saber o que vai acontecer com esses quatro personagens? Então aguarde em breve lançamento pela Modo Editora.
Quote:
Lembrou-se de Leonardo e sentiu um arrepio, ele era sem dúvida o homem mais bonito que conhecera, quando a olhava parecia que ia derreter, ele possuía um magnetismo que era difícil ignorar, era um homem cheio de charme, com um sorriso de tirar o fôlego… e se tornara presa dele em todos os sentidos das palavras, a princípio sentira medo, depois raiva, ódio e agora sabia que o amava e que nem o tempo seria capaz de sufocar aquele amor, entretanto não era um mar de rosas, aquele amor machucava porque sabia que ele jamais a veria como uma mulher séria, uma mãe para seus filhos, sempre a veria como uma mulher bonita e desejável mas em quem não podia confiar.
Deixe uma mensagem para aqueles que estão em busca de seus sonhos.
Bom… sei que parece clichê mas é a mais pura verdade. Nunca deixe de acreditar nos seus próprios sonhos. Eles são apenas seus. Não espere que seu marido ou esposa, sua amiga, sua mãe sonhe o mesmo que você, você pode se decepcionar. Mas uma coisa é certa, quando você sonhar, lutando e aproveitando cada oportunidade em favor do que você espera, mais cedo ou mais tarde uma grande surpresa o alegrará e você verá que valeu a pena.


Rafaela Donnelly e Fabi, sua irmã, deixaram para trás uma vida conturbada e cheia de mistérios para viver uma aventura e descobrirem quais eram os segredos que seu pai guardava a sete chaves.Mas na pequena cidade Bella Ciudad, fronteira do Brasil com o Uruguai, o destino de ambas muda completamente quando conhecem os irmãosLeonardo e Hector Martins.Para Leo, atrás da aparência fria e distante de Rafaela havia uma mulher doce e romântica, mas sua obrigação era vingar seu povo que fora vítima da maldade desta bela, porém, para conseguir seu objetivo teria que passar por cima da forte atração que os unia. Não seria tão fácil como planejara….Já para Rafa era uma questão de tempo, até que aquele homem tão lindo, quanto arrogante, percebesse o tamanho da injustiça que cometera…Mas… por quanto tempo conseguiria manter seus segredos escondidos do homem para o qual entregara o coração? 




Um comentário:

  1. Eu já conversei algumas vezes com a Neiva, já li até o seu livro, ela é um amor de pessoa, mas achei seu romance com várias falhas e isto foi realmente muito decepcionante, pois ele tinha tudo para ser tão bom.

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...