11 dezembro 2012

[Resenha] Thoughtless - S.C. Stephens

Intenso Demais

Trilogia Rock Star 

 ~ S.C. Stephens

Skoob / Editora / Facebook
Saraiva / Travessa / Submarino / Valentina




Há quase dois anos, o namorado de Kiera, Denny, é tudo que ela sempre quis; apaixonado, carinhoso e totalmente dedicado. Quando os dois se mudam para outra cidade a fim de começar uma nova vida, Denny no emprego de seus sonhos, Kiera numa conceituada universidade, tudo parece perfeito. Mas então, um imprevisto separa o feliz casal. Sentindo-se sozinha, confusa e carente, Kiera se aproxima de Kellan Kyle, o sexy e sedutor vocalista de uma banda de rock. No começo, ele é apenas um amigo em cujo ombro ela pode chorar suas mágoas, mas, à medida que sua solidão aumenta, o relacionamento ganha força. Até que, uma noite, tudo muda... e nenhum deles jamais será o mesmo.




É difícil saber como começar a resenha desse livro, porque para mim é um daqueles tipos de livros que...  apesar de eu ter absolutamente amado, eu também o odiei.

Yeah... Contraditório. Eu sei.

O livro fez com que eu me sentisse um pouco masoquista, sabe, sofrendo a cada página e ao mesmo tempo incapaz de largá-lo, incapaz de dormir até terminar o próximo capítulo. É perturbador. É arrebatador. Eu odeio. Eu amo.

Mas vamos ao enredo:

Kiera ama Denny. Seu namorado de longa data que acabou de conseguir um estágio ‘dos sonhos’ em uma cidade do outro lado do país. É, ela ama tanto ele ao ponto que deu adeus a sua cidade natal, a sua família e tudo que conhecia para se mudar com ele de Athens, Ohio para Seattle, Washington.

Os dois se mudam para a casa de um amigo de longa data de Denny.

Estejam preparadas para Kellan Kyle. O sexy e pegador vocalista da infame e popular banda de rock local D-Bags (diminutivo de Douchebags, que em inglês é gíria para Babacas!)

Chequem só:
“Aparentemente, ele preferia dormir apenas em cuecas boxer. Eu não podia evitar estar momentaneamente distraída pela visão dele. Uma noite de descanso não tinha afetado negativamente seu cabelo bagunçado de nenhuma maneira; parecia diretamente delicioso, indo para todos os lados. Seu corpo era aquilo que estava levando a maior parte da minha atenção, no entanto. Era tão fabuloso quanto eu tinha suspeitado. Onde Denny tinha um corpo ótimo, o de Kellan era simplesmente indignante. Ele era alto. Pelo menos 15 centímetros mais alto que Denny, e seus músculos eram longos e esguios, como os de um corredor, eu suponho. E eles eram claramente definidos. Eu poderia ter pego um marcador e delineado cada uma das linhas. Ele era, bem... gostoso. Seus olhos, de um impossível tom profundo de azul, brilhavam para mim, enquanto ele inclinava sua cabeça levemente para um lado de uma maneira distraidamente charmosa.”
Bem, se isso não deu a vocês uma ideia da enrascada que Kiera já se meteu só de ter que conviver na mesma casa que um homem desses quando ela já tem um namorado, saibam que a coisa fica pior.
Nem bem um mês se passa e Denny é forçado a ir para outra cidade a trabalho e vai ficar longe por dois meses.

Ah sim, não apenas ela tem que conviver com o gostosão, mas também completamente sozinha numa cidade estranha onde ela não conhece ninguém.

O que isso parece pra você?

PROBLEMAS.

Eu vejo isso. Você vê isso. Todo mundo vê isso. Com exceção, aparentemente, apenas dos personagens desse livro.

Ainda assim, não posso negar que Kiera e Kellan tentam. A atração esta ali. Esta óbvia. Mas os dois tentam. Eles realmente tentam manter a atração cada vez maior que sentem um pelo outro em um tipo de nível básico, porque ambos se importam com Denny.

Eles até permanecem numa falsa ilusão de que se não rolar contato carnal não há traição. Que não há nada de errado em dormir na mesma cama, cochilar abraçadinhos, passar cada instante do tempo livre juntos...
Até que uma noite depois de uma calorosa briga com Denny por telefone onde ela ‘termina’ com ele por ele estar negligenciando o relacionamento ao escolher o trabalho antes dela, Kiera e Kellan finalmente sucumbem a paixão.

As coisas ficam realmente difíceis no dia seguinte, quando Denny retorna imediatamente dizendo que é ela que ele ama, que largou o seu estágio ‘dos sonhos’ e que não ia mais deixá-la sozinha. Culpada por tê-lo forçado a largar o emprego que ele sempre desejou. Arrependida por ter transado com o melhor amigo dele. Kiera não conta nada sobre o que ocorreu entre ela e Kellan. Continuando seu relacionamento com Denny, mesmo quando já não é mais capaz de negar que há algo além da mera atração entre ela e Kellan.
E a partir daí é uma verdadeira montanha russa de traição, drama, pegação, brigas, lágrimas...

Não posso me prolongar mais, porque não quero entregar o livro...

Vou concluir falando um pouco dos personagens...

Às vezes, tive vontade de bater em Kiera, ela conseguiu magoar os dois caras que fariam qualquer coisa por ela, mas no fim não dá realmente para culpá-la tanto, porque ela não fez por maldade e sim por inexperiência. Sei lá. Cada cabeça uma sentença, no fim das contas.

Eu gostei de Denny, me senti mal por ele.

Absolutamente amei Kellan, ele realmente se apaixonou pela Kiera, e acabou aceitando qualquer migalha que ela atirava para ele, sofrendo mais durante todo o livro do que Denny propriamente, já que Kellan foi aquele que teve que aguentar os altos e baixos de ter um relacionamento secreto com uma mulher que não sabe o que quer. E ainda assim ele não deixou de amar Kiera.

É isso. Kellan com certeza fez o livro valer a pena.

Há uma sequência para o livro que se chama Effortless, onde poderemos continuar de onde o primeiro parou. (Ou seja: mais Kellan, yeah, eba!)

Encerrando, Thoughtless, na minha opinião é um livro instigante frustrante, com personagens humanos péssimos exemplos, com uma história de amor dramática distorcida e toda errada....  Que ainda assim eu simplesmente não pude deixar de lado até terminar!


Informações adicionais:

S.C. Stephens é uma autora independente que gosta de gastar cada momento livre que tem criando histórias cheias de emoção e pesadas no romance.
A primeira tentativa de escrever uma novela inteira foi Thoughtless. Ela escreveu o triângulo amoroso cheio de drama no início de 2009 e publico naquele mesmo verão no FictionPress. Surpresa e maravilhada com as respostas, mais histórias rapidamente se seguiram.
Em adição a escrita, Stephens gosta de ler novelas fabulosas de outras pessoas, carregar seu iPod com músicas que reduzem os bloqueios dos escritores, ir até o cinema, e passar tempo com suas crianças.

O livro foi originalmente publicado em 2009 no FictionPress e novamente publicado através da CreateSpace em 2011.






Compartilhe!

12 comentários :

  1. =D me deu vontade de ler esse livro! Eh o tipo de livro que eu gosto!
    Ficou otima a resenha!
    ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thanks, Laura! :)

      O livro é muito bom!

      Excluir
  2. é Lala é o seu tipo de livro! kkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Terminei de ler thoughtless ontem e já comecei effortless hoje. é bem o que você falou: você e ama, e depois odeia, e depois ama de novo!

    Mas sério...a Kiera me deu nos nervos...de verdade! Juro que teve um momento enquanto eu lia (a cena da chuva)que afastei o livro e disse: I hate this girl! E de novo na cena do estacionamento. Grrrr
    Vamos ver como será esse segundo livro... por enquanto estou odiando a Kiera menos haha... e parece que terá o terceiro, chamado reckless!

    Adorei o blog...vou voltar a visitar :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A cena da chuva e do estacionamento são tensas! kkkk

      Já li o segundo livro, nathalia e a Kiera esta um pouco mais centrada, mas o terceiro promete mais drama...

      Obrigada pelo seu comentário!

      Volte sempre!

      Excluir
  4. Super adorei a resenha! Preciso desse livro, espero que tenha logo uma versão nacional.

    ResponderExcluir
  5. INCRIEVEL
    Eu simplesmente amei a resenha e ela me fez, sem sombra de dúvidas, ter muita vontade de ler o livro, já estou correndo para o skoob e add ele na lista do que ainda vou ler antes de morrer
    kkkkkk

    ResponderExcluir
  6. Nossa eu amei de mais esse livro.. eu odiei demais a Kiera.. ela é completamente louca! Eu fiquei com odio dela por cada pequeno ato, por cada coisa que ela fazia ou deixava de fazer, mas o Kellan e o Danny não me deixaram parar de ler. E é claro, nem o Griffin.. =P Mas considerando as historias separadamente são lindas, ela tava com o Danny eu torcia por ele, ela tava com o Kellan eu torcia por ele. Apesar de chamar ela de louca, eu tambem não conseguia decidir =/ o que não gostei nesse livro é que ela acabou magoando tanto os dois, triplicando a insegurança de Kellan por amar, de Danny por tê-lo traido, e o soco? OMG.. eu pensei comigo merecido apesar de não ter sido intencional. Sofri, chorei, ri, metaforicamente quis taca-lo na parede, queria leva-lo comigo para o trabalho, fiquei algumas horas lendo no " só mais um pouquinho" com esse livro.. o quase primeiro beijo do Kellan com a Kiera ... OH Deus foi muitooo sexy...
    Enfim, amigaaa sua resenha simplesmente foi I.N.C.R.I.V.E.L. foi ela que me fez me interessar em ler esse livro ou melhor dizendo que me fez pirar, pedir help pra Lud (amora!) e até mesmo que me fez ler em ingles coisa que tu sabe que eu não sou fã!
    Amei demais a resenha amiga... love s2



    ResponderExcluir
  7. Essa série está bombando no face, então, imagino que seja boa mesmo. Mas confesso que tenho raiva desses livros que você tem vontade de matar o personagem. E o pior, nesse caso, é que os dois parecem ser bons, aí para quem torcer, né?

    ResponderExcluir
  8. Ameei a resenha *.* e to em duvida ainda se leio ou não esse livro :S acabei de sair de um que me deixou decepcionada :( e irritada com a personagem, justamente por essas duvidas todas de 'não sei o que quero' :\ maas, quem sabe mais tarde dou uma chance! :)

    ResponderExcluir
  9. Esse livro é o mais frustrante que eu já li na minha vida. E olha que eu leio por volta de três livros por semana. Eu não consigo entender tamanha insegurança. Tive momentos que eu jurava que ia quebrar meu notebook, ou que eu ia entrar dentro da história só para dar uma surra na Keira. Apesar de tudo isso, eu adorei cada um dos personagens.

    ResponderExcluir
  10. Eu li a trilogia já, e confesso que achei os livros muito arrastados, poderia ter sido bem menos páginas. O que eu mais gostei foi o primeiro, apesar de ter detesta a Kiera nele, a guria não se decidia, mas enfim, nos outros dois eu passei a gostar dela. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei